Vila Galé Costa do Cacau deverá inaugurar em 2022 com investimento de 150 milhões de reais

02-01-2019 (15h08)

Foto: Vila Galé
Foto: Vila Galé

O próximo resort da Vila Galé no Brasil, o Vila Galé Costa do Cacau, uma unidade com mais de 480 quartos localizada na Bahia, deverá inaugurar em 2022, com um investimento de 150 milhões de reais, cerca de 33,7 milhões de euros.

O resort será construído em Una, uma cidade baiana “envolta pela luxuriante Mata Atlântica”, “rica em biodiversidade e paisagens intocadas”, como descreve o grupo hoteleiro na sua revista “Feel”.

Sobre a região, a Vila Galé também destaca a “tradição do cultivo de cacau”, bem como o facto de ter servido de inspiração ao escritor brasileiro Jorge Amado.

A cidade de Una, onde ficará o hotel, encontra-se a cerca de 30 quilómetros de Ilhéus, cenário do romance “Gabriela, Cravo e Canela” de Jorge Amado.

Com o Vila Galé Costa do Cacau, o grupo pretende homenagear “toda esta história e herança cultural”.

Jorge Rebelo de Almeida, presidente da Vila Galé, citado na revista, sublinha que “a implantação deste resort será a realização de um sonho, pois Ilhéus é uma das regiões mais belas do Brasil”.

“Lembro-me que quando passava a “Gabriela” [novela da Rede Globo, adaptada do romance de Jorge Amado] em Portugal, o país parava para assistir e sonhava em conhecer este local”, acrescentou Jorge Rebelo de Almeida, para sublinhar que isso “será possível pois em breve concretizaremos mais este projecto hoteleiro”.

Trata-se de um resort para alojamento em regime de tudo incluído (TI), com piscinas, clube para as crianças, Spa da marca Satsanga, campos polidesportivos e restaurantes com diferentes experiências gastronómicas, incluindo as marcas Inevitável, Massa Fina e Fado.

Em meados de Outubro do ano passado, o presidente do grupo hoteleiro disse ao PresTUR que o novo resort deverá ter “o mesmo padrão e conceito do resort Vila Galé Touros” (clique para ler: Construção do Vila Galé Costa do Cacau deverá começar em Abril/Maio).

A Vila Galé tem a maior rede de resorts do Brasil e reforçou essa posição a 1 de Setembro do ano passado com a inauguração do Vila Galé Touros, no Rio Grande do Norte, um resort construído de raiz com 514 quartos que opera em regime de tudo incluído (TI).

Da sua oferta destacam-se seis restaurantes de diferentes tipos de gastronomia, duas piscinas exteriores, um Spa e um centro de congressos com capacidade para 1.200 pessoas.

O resort, que ocupa uma área de 113 mil metros quadrados, resulta de um investimento de cerca de 150 milhões de reais (clique para ver: Vila Galé inaugura resort em Touros, no Brasil).

O próximo investimento do grupo hoteleiro no Brasil será um hotel de cidade, o Vila Galé Paulista, em São Paulo, previsto abrir no primeiro trimestre de 2020 (clique para ler: Vila Galé prevê abrir hotel em São Paulo no primeiro trimestre de 2020).

 

Clique para ver mais: Vila Galé

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Brasil isenta de visto turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão

19-03-2019 (09h18)

O Governo brasileiro aprovou um decreto que dispensa a necessidade de visto de entrada para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão.

TAP possibilita conhecer “dois destinos brasileiros numa só viagem, sem custos adicionais”

15-03-2019 (12h45)

A TAP alargou o seu Programa de Stopover a cinco estados do Brasil, possibilitando aos seus clientes conhecer “dois destinos brasileiros numa só viagem, sem custos adicionais”.

GOL suspende voos em Boeing 737 Max 8 após acidente na Etiópia

12-03-2019 (10h26)

A companhia aérea brasileira GOL suspendeu temporariamente o uso dos seus sete aviões Boeing 737 Max 8, utilizados em voos internacionais de longo curso, após o acidente na Etiópia.

Azul avança com proposta de compra não vinculativa de operação aérea da Avianca Brasil

11-03-2019 (12h08)

A Azul, companhia de aviação brasileira futura da TAP, revelou hoje ter apresentado uma proposta de compra não vinculativa “de activos” da Avianca Brasil, que está é protecção de credores e que viu gorar-se a fusão com a sua ‘homónima’ colombiana.

Azul cresce 18,4% em Fevereiro apesar de estagnação em voos internacionais

07-03-2019 (14h24)

A companhia de aviação brasileira Azul, futura accionista da TAP, informou que em Fevereiro, época alta no Brasil, teve um crescimento do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) em 18,4%, proporcionado por um aumento em 24,4% em voos domésticos, porque em internacionais esteve próximo da estagnação.