Vila Galé amplia resort na Bahia e analisa novos projectos no Nordeste do Brasil

11-06-2018 (15h03)

O grupo Vila Galé vai continuar a crescer no Brasil, afirmou o presidente do grupo hoteleiro, Jorge Rebelo de Almeida, que revelou que está a analisar novos projectos no Nordeste do país e que vai acrescentar ainda este ano mais de 90 quartos ao Vila Galé Marés, na Bahia.

A próxima abertura de um resort do grupo no Brasil será a do Vila Galé Touros, um resort no Rio Grande do Norte, de cerca de 500 quartos, que abre a 31 de Julho e é inaugurado oficialmente a 1 de Setembro, com um investimento na "ordem dos 130/140 milhões de reais".

Também "para ficar concluído este ano" está um projecto de ampliação do Vila Galé Marés, a cerca de 50 quilómetros a Norte de Salvador, na Bahia, que terá "quase mais 100 quartos", num investimento de 15 milhões de reais, disse Jorge Rebelo de Almeida aos jornalistas este fim-de-semana em Braga, após a inauguração do Vila Galé Collection Braga.

"O Vila Galé Marés, que começou com 447 unidades, saltou no ano passado para as 506 e este ano vai para perto das 600. Tem vindo a crescer", reforçou o presidente do grupo.

Além dos projectos em desenvolvimento, a Vila Galé, que já tem a maior rede de resorts no Brasil, está a analisar outras possibilidades no país, incluindo um terreno no município de Una, que fica "30 quilómetros abaixo de Ilhéus, 30 quilómetros acima de Comandatuba", uma zona da Bahia celebrizada pelos livros de Jorge Amado, o mais famoso dos quais "Gabriela".

"Estamos a avaliar se dá para fazer ali ou não o Vila Galé Costa do Cacau", afirmou Jorge Rebelo de Almeida.

Outro destino possível é Preá, junto a Jericoacara, no Ceará, onde o presidente do grupo hoteleiro revelou estar a analisar duas áreas.

No Rio Grande do Norte, além do resort de Touros que abre este ano, Jorge Rebelo de Almeida considera que existirem "várias oportunidades de negócio", designadamente "para o lado de Pipa".

O presidente do grupo hoteleiro reconhece que o Brasil "está a atravessar uma fase complicada", mas na área dos resorts o desempenho é favorável, uma vez que os brasileiros "viajam menos porque têm que comprar muito mais euros ou dólares para viajar e por isso vão ficar mais internamente".


Ver também:

Vila Galé avança com novos projectos no Douro e no Alentejo - Jorge Rebelo de Almeida 

Vila Galé irá "muito provavelmente" apresentar candidatura à Coudelaria de Alter do Chão


Clique para mais notícias: Vila Galé

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Magda Nassar assume presidência da ABAV nacional

17-06-2019 (11h23)

A ex-presidente da Braztoa Magda Nassar é a nova presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV) nacional, em substituição de Geraldo Rocha que decidiu afastar-se do cargo por motivos de saúde.

Governo português quer mais 50% de turistas brasileiros até 2021

13-06-2019 (15h17)

O Governo português quer que o número de turistas brasileiros que visita o país aumente para 1,5 milhões até 2021, disse à Lusa, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que assim fixou um objectivo de crescimento em 50% deste emissor, que disse continuar a “ser uma aposta estratégica para o turismo português”.

GOL reduz capacidade no mercado doméstico brasileiro sem deixar de crescer

07-06-2019 (09h59)

A GOL, maior companhia de aviação brasileira em passageiros transportados em voos domésticos, indicou que em Maio teve um crescimento do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) neste mercado em 7%, apesar de ter reduzido a capacidade em ASK (lugares x quilómetros voados) em 0,5%.

Azul comunica às agências de viagens que tem “nova política de remuneração em voos internacionais”

28-05-2019 (18h17)

A Azul, companhia de aviação brasileira do ‘universo’ David Neeleman, como a TAP, comunicou hoje às agências de viagens que em voos internacionais deverão “cobrar a RAV [de Remuneração da Agência de Viagens] nos mesmos percentuais da DU”, pois esta taxa deixará de ser aplicada nesses voos.

Avianca Brasil forçada a suspender voos

27-05-2019 (17h57)

A autoridade brasileira da aviação ANAC anunciou que decidiu suspender a totalidade das operações da companhia aérea Avianca Brasil, do grupo de Efromovich, para “garantir a segurança dos passageiros”, segundo informa no seu website.

Noticias mais lidas