TAP é a companhia que mais cai em vendas pelas agências de viagens corporate brasileiras

26-09-2018 (17h08)

As vendas TAP pelas agências de viagens corporate brasileiras associadas da ABRACORP registaram as maiores quebras do período, com decréscimos de 19,7% em número de bilhetes e 14,8% em valor.

A informação divulgada pela Associação tem como membros as maiores TMC (do inglês para Travel Management Companies) do Brasil indica que os seus associados venderam no segundo trimestre 7.513 bilhetes TAP, realizando o montante de 30,58 milhões de reais, significando menos 1,8 mil bilhetes e menos 5,29 milhões que no período homólogo de 2017.

De acordo com a ABRACORP, o segundo trimestre deste ano até foi um período de crescimento de vendas dos seus associados, designadamente de voos internacionais, que é o mercado em que a TAP compete.

Ao todo, indica a informação, as associadas da ABRACORP venderam 199.279 bilhetes de voos internacionais durante o segundo trimestre, com um aumento em 9,6% ou 17,5 mil em relação ao período homólogo de 2017, e em valor o seu crescimento foi em 9% ou 62,1 milhões de reais, atingindo o montante de 749,88 milhões.

A companhia mais vendida mantém-se a LATAM, que junta as antigas TAM do Brasil e LAN do Chile, com 50,5 mil bilhetes vendidos, em alta de 37,8% ou 13,8 mil, e uma receita de 135,59 milhões de reais, +0,6% ou mais 7,3 milhões que no período homólogo de 2017.

Entre as estrangeiras, a maior é American Airlines, com 22.554 bilhetes vendidos (+1,7% ou mais cerca de 380) e 97,65 milhões de reais de receitas (+15,3% ou mais 12,99 milhões).

A segunda maior estrangeira é o grupo Air France KLM, que a ABRACORP trata em conjunto, tal como faz com Lufthansa e Swiss e com British Airways e Iberia, o que inviabiliza a comparação com a TAP, tanto mais quanto a Associação deixou de publicar o ranking dos destinos mais vendidos.

As vendas de voos Air France e KLM somaram 14,9 mil bilhetes (-1,8% que há um ano) e 77,15 milhões de reais (-1,5% segundo o documento da ABRACORP embora os dados indiquem um aumento em 3,7%), Lufthansa e Swiss tiveram 9.422 bilhetes vendidos (+2,4%) e 69,4 milhões de reais (+14,9%) e British Airways e Iberia tiveram 9.960 bilhetes vendidos (+9,3%) por 39,29 milhões de reais (-0,1%).

A ABRACORP indicou que no segundo trimestre as vendas das suas associadas somaram 2.495,87 milhões de reais, em alta de 11,9%, com as maiores parcelas a serem as vendas de voos domésticos, com 852,7 milhões de reais (+1,8%), voos internacionais, com 749,88 milhões (+9%), hotelaria brasileira, com 411,1 milhões (+20,8%), o conjunto de outros serviços no Brasil, com 240,78 milhões (+33,9%), e hotelaria internacional, com 95,93 milhões (+23,1%).

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: ABRACORP

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Tribunal brasileiro reabre caminho para acordo entre Boeing e Embraer

11-12-2018 (11h38)

Um tribunal federal brasileiro voltou a abrir caminho para a concretização do acordo entre as empresas norte-americana Boeing e brasileira Embraer, ao revogar uma suspensão provisória do acordo feita na semana passada.

Tribunal brasileiro suspende acordo de fusão entre Boeing e Embraer

07-12-2018 (10h48)

Um tribunal do Brasil suspendeu de forma provisória o acordo de fusão entre a empresas norte-americana Boeing e brasileira Embraer, através do qual tentaram criar uma terceira empresa, informaram fontes oficiais.

GOL cresce 2,9% em voos domésticos no Brasil nos primeiros onze meses

06-12-2018 (18h16)

A GOL, maior companhia de aviação do Brasil em passageiros transportados em voos domésticos, indicou que até Novembro, inclusive, está com um crescimento médio do tráfego em RPK em 2,9% e um aumento de 781 mil passageiros embarcados (+2,8%, para 28,47 milhões).

Azul volta a crescer a dois dígitos em Novembro

06-12-2018 (13h34)

A companhia de aviação brasileira Azul, fundada e presidida por David Neeleman, também accionista de referência da TAP, informou hoje que em Novembro teve crescimento do tráfego em 14,4%, com +12,9% em voos domésticos e +19,8% em internacionais.

Azul vai proporcionar “conexões convenientes” do Porto com sete cidades brasileiras

05-12-2018 (17h30)

“Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Belo Horizonte, Rio, Goiânia e Cuiabá serão as principais cidades brasileiras a contar com conexões convenientes para o novo voo Campinas-Porto”, anuncia o comunicado da Azul sobre a nova rota europeia da companhia fundada por David Neeleman.