Receitas da Vila Galé no Brasil sobem 18% em 2019

20-01-2020 (19h37)

Os nove hotéis do grupo Vila Galé no Brasil facturaram 371 milhões de reais no ano passado, cerca de 80,3 milhões de euros ao câmbio de hoje, mais 18% que no ano anterior, revelou o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Os hotéis urbanos da Vila Galé no Brasil, situados em Salvador, Fortaleza e Rio de Janeiro, mostraram melhorias no ano passado depois de terem atravessado “um momento difícil” nos últimos anos, disse o administrador na apresentação de resultados, esta segunda-feira em Lisboa.

A taxa média de ocupação no Rio de Janeiro "subiu significativamente", salientou Gonçalo Rebelo de Almeida.

Os resorts, que representam a maior ‘fatia’ do negócio do grupo no Brasil, registaram “genericamente” resultados positivos.

A contribuir para o crescimento esteve o resort de Touros, inaugurado em Setembro de 2018 e que, assim, fez o seu primeiro ano completo em 2019.

Gonçalo Rebelo de Almeida afirmou que a origem dos hóspedes da Vila Galé no Brasil “não alterou significativamente”, pelo que continua a existir uma “forte dependência do mercado interno brasileiro”.

“Argentina e Portugal, dois mercados mais ou menos importantes para o Brasil, mantêm mais ou menos os mesmos números e portanto não há grande variação na origem do cliente”, acrescentou.

Os três hotéis urbanos (Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza) e os seis resorts (Marés, Eco Resort do Cabo, Eco Resort de Angra, Cumbuco, Tourose VG Sun Cumbuco by Vila Galé) somaram 1,5 milhões de dormidas no ano passado.

Ver também:

Vila Galé fechou 2019 com mais três milhões de euros de receitas em Portugal

China supera Bélgica entre os principais mercados para o grupo Vila Galé

Mudança nos mercados de origem pode explicar quebra da estada média nos hotéis Vila Galé

 

 

Clique para ver mais: Vila Galé

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Brasil
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal é a origem/destino de passageiros aéreos que mais cresce em Espanha

12-02-2020 (16h19)

Os voos de/para Portugal foram as rotas internacionais de para aeroportos espanhóis que tiveram o maior aumento de passageiros no mês de Janeiro, com uma subida de 70,5 mil, de acordo com os dados divulgados pela AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

LATAM começou 2020 a crescer acima de 20% no Brasil mas a cair em voos internacionais

12-02-2020 (12h54)

O grupo de aviação latino-americano LATAM, criado pela integração da brasileira TAM na chilena LAN, indicou um crescimento do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) em Janeiro em apenas 1,8%, graças a um crescimento em 24,4% no mercado doméstico brasileiro.

Azul cresce 29,1% em Janeiro

07-02-2020 (15h37)

A Azul, companhia de aviação brasileira accionista indirecta da TAP, informou que em Janeiro teve um crescimento médio do tráfego de passageiros em 29,1%, com o qual melhorou a taxa média de ocupação dos aviões em 1,7 pontos, atingindo 85,2%.

TAP e Azul formalizam acordo de cooperação comercial

07-02-2020 (10h14)

A TAP e a Azul, companhia aérea fundada por David Neeleman, accionista da transportadora portuguesa através do consórcio Atlantic Gateway, formalizaram um acordo de cooperação comercial.

LATAM já voa com A350 para Lisboa, a sua rota mais rentável na Europa

04-02-2020 (13h13)

A LATAM passou a operar os voos Lisboa – São Paulo com um A350, que tem mais 44% de lugares que a aeronave anterior, uma aposta que decorre do sucesso da rota, a mais rentável da companhia na Europa, afirmou hoje Cinthia Louza, sales manager para Portugal e Espanha.

Noticias mais lidas