Queda da ocupação dos voos do grupo LATAM acentua-se em Julho

08-08-2018 (16h34)

Foto: Marcio Jumpei/LATAM
Foto: Marcio Jumpei/LATAM

O grupo LATAM, que tem programado ter voos da sua subsidiária LATAM Brasil (antiga TAM) entre São Paulo e Lisboa a partir de inícios de Setembro, teve em Julho uma queda da taxa de ocupação média dos seus voos em 2,1 pontos, para 84%, sobressaindo o decréscimo de 3,2 pontos em voos internacionais, para 84,6%.

Os dados de tráfego publicados pelo grupo indicam que nas suas operações no Brasil (voos da LATAM Brasil) o decréscimo foi de 0,8 pontos, para 84,1%, e nos seus mercados de língua espanhola (voos LAN no Chile, Argentina, Colômbia, Equador e Peru) o decréscimo foi de 0,6 pontos, para 82,1%.

Só no caso do mercado de voos domésticos no Brasil, porém, a queda ocorreu com quebra do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) em 0,4%.

Nas linhas internacionais e nos voos domésticos nos mercados de língua espanhola as quedas foram por crescimentos do tráfego menores que os aumentos de capacidade, em 4,6% nos mercados do Chile, Argentina, Colômbia, Equador e Peru face a 5,4% de aumento de capacidade e 0,8% face a aumento de capacidade em 4,6% no internacional.

Em número de passageiros embarcados, os dados indicam um aumento de 0,7% ou 46 mil, pelo aumento em 4,4% ou 93 mil nos voos domésticos no Chile, Argentina, Colômbia, Equador e Peru, para 2,188 milhões, enquanto nos voos domésticos no Brasil e nos internacionais teve quedas de respectivamente 1,2% ou 30 mil, para 2,558 milhões, e de 1,2% ou 18 mil, para 1,47 milhões.

Nos sete meses desde o início deste ano, o grupo soma 38,952 milhões de passageiros transportados, com um aumento em 2,3% ou 869 em relação ao período homólogo de 2017.

O maior contributo para o crescimento foi das linhas domésticas da LAN, com um aumento em 4,3% ou 549 mil, para 13,228 milhões, seguindo-se as rotas internacionais operadas pelas duas companhias, com +2,5% ou mais 237 mil, para 9,577 milhões.

Os voos domésticos no Brasil, da LATAM Brasil, antiga TAM, somam 16,147 milhões de passageiros no fim de Julho, com um aumento em 0,5% ou 84 mil em relação aos primeiros sete meses de 2017.

 

Clique para mais notícias: LATAM

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Clique para mais notícias: América

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vila Galé já tem acordo para edifício do Vila Galé Paulista em São Paulo - Jorge Rebelo de Almeida

17-10-2018 (17h17)

A Vila Galé já chegou a acordo para a aquisição de um edifício em São Paulo, que pretende transformar no hotel Vila Galé Paulista, o seu primeiro hotel na maior metrópole brasileira, que o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida, avançou ao PressTUR terá 110 quartos, restaurante, bar e piscina.

Construção do Vila Galé Costa do Cacau deverá começar em Abril/Maio – Jorge Rebelo de Almeida

17-10-2018 (17h09)

A construção do Vila Galé Costa do Cacau, um resort com 450 unidades de alojamento em Una, perto de Ilhéus, uma zona da Bahia celebrizada pelos livros de Jorge Amado, deverá começar em Abril/Maio de 2019, para concluir no final de 2020, avançou ao PressTUR o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida.

W São Paulo abre em 2021 com assinatura de Nini Andrade Silva

16-10-2018 (14h16)

A Marriott International anunciou que vai abrir o seu primeiro hotel de luxo no Brasil em 2021, o W São Paulo, que terá a assinatura da designer portuguesa Nini Andrade Silva.

Voos da LATAM entre Lisboa e São Paulo estão “acima das expectativas” – Thibaud Morand

11-10-2018 (01h23)

Os voos da LATAM Airlines entre Lisboa e São Paulo, que começaram a 3 de Setembro, cinco vezes por semana, estão “acima das expectativas”, com um load factor acima de 85%, disse esta quarta-feira Thibaud Morand, director Comercial da LATAM Airlines para Espanha.

Rota da LATAM entre Lisboa e São Paulo contribui para “mais qualidade de serviço aos nossos clientes” – APAVT

11-10-2018 (01h20)

A entrada da LATAM Airlines nas ligações entre Lisboa e São Paulo, em concorrência com a TAP e a Azul, "vai contribuir para mais qualidade de serviço aos nossos clientes", disse o presidente da APAVT - Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo, Pedro Costa Ferreira.