Operadores brasileiros reúnem no Douro para entrega de prémios de turismo sustentável

12-03-2018 (13h39)

A Braztoa, uma associação que representa os operadores turísticos brasileiros responsáveis por mais de 90% das vendas de pacotes de viagens no Brasil, organiza em Outubro uma cerimónia no Douro para a entrega de um prémio de turismo sustentável.

O prémio pretende distinguir práticas sustentáveis das empresas e organizações brasileiras do sector.

A realização do evento em Portugal resulta de uma parceria entre a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e a Associação dos Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR), sediada em Vila Real, segundo a Agência Lusa.

“Além de mostrar que algo novo está a acontecer nas relações entre as duas organizações, a deslocalização da atribuição deste prémio vai ter um grande impacto mediático para o Douro, vai reforçar a sua presença no mercado brasileiro”, afirmou em comunicado, o dirigente da AETUR Alberto Tapada.

No âmbito do projecto “Norte com um pé dentro”, a AETUR esteve recentemente em São Paulo para um encontro de negócios, altura em que estreitou os laços com a Casa de Portugal em São Paulo e a Braztoa.

“Nesta acção no Brasil também discutimos com a associação o projecto magalhânico, no qual a Braztoa se vai envolver fortemente, já que a América do Sul vai ter um papel fundamental no desenho de rotas magalhânicas à escala mundial”, adiantou Alberto Tapada, referindo-se às comemorações dos 500 anos da primeira circum-navegação à Terra, levada a cabo por Fernão de Magalhães.

O projecto “Norte – com um pé dentro…”, que está a ser desenvolvido pela AETUR, pretende dar continuidade ao conjunto de acções de valorização das empresas, nomeadamente através da sua internacionalização.

Este projceto contempla a realização de um conjunto de cinco acções de prospecção e de duas missões inversas, a serem realizadas em 2018, dirigidas a empresas da fileira do turismo ou com ela relacionadas, como seja o sector agroalimentar, com sede na região Norte.

Segundo a AETUR, os mercados alvo das ações a realizar são o Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Bélgica e Reino Unido.

A presidente da Braztoa, Magda Nassar, disse ao PressTUR em finais de Setembro do ano passado que Portugal está regularmente entre os três destinos mais vendidos pelos membros da Associação e que há potencial para crescer (clique para ler: Mercado brasileiro tem potencial que Portugal deveria explorar mais).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Braztoa

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Azul inaugura voos diários Campinas – Buenos Aires

11-01-2019 (13h34)

A companhia de aviação brasileira Azul, que tem voos entre Lisboa e Campinas, e que a partir de Junho também terá ligações ao Porto, inaugurou hoje uma nova rota diária para Buenos Aires, capital da Argentina.

Governo brasileiro diz que não vai vetar acordo entre a Boeing e Embraer

11-01-2019 (13h14)

O Governo brasileiro disse que não exercerá o poder de veto no acordo entre a empresa aeronáutica norte-americana Boeing e a brasileira Embraer, para a criação de uma nova empresa de aviação comercial que absorve a brasileira.

TAP já tem programação de voos no novo A330-900neo em mais rotas da América do Norte e Brasil

10-01-2019 (13h37)

A TAP, que foi a companhia a fazer os primeiros voos comerciais do novo avião da Airbus A330-900neo, a 15 de Dezembro entre Lisboa e São Paulo, já tem nos sistemas de reservas a programação da utilização do novo avião no Verão IATA nas rotas de Boston, Miami, Nova Iorque JFK, Newark, nos EUA, Toronto, no Canadá, bem como em voos para o Brasil.

Charters de réveillon fazem crescer mercado português nos hotéis Vila Galé no Brasil

10-01-2019 (12h09)

A Vila Galé teve um ano “bastante positivo” no Brasil e com um contributo do mercado português, que cresceu impulsionado pelos voos charter programados pelos operadores turísticos portugueses para o Fim de Ano, segundo o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Receitas da Vila Galé no Brasil subiram 20% em 2018

10-01-2019 (12h03)

A Vila Galé no Brasil fechou o ano com receitas de 318 milhões de reais (74,8 milhões de euros ao câmbio de hoje), mais 53 milhões (12,5 milhões de euros) ou mais 20% que no ano anterior, avançou Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador do grupo.