Hoteleiro Ramzi Giries Elali é o novo secretário de Turismo do Rio Grande do Norte

29-12-2010 (13h43)

O hoteleiro Ramzi Giries Elali, director do Natal Mar Hotel, vai ser o novo secretário de Turismo do Rio Grande do Norte, um dos estados do nordeste brasileiro que mais turistas portugueses atrai, fazendo de Portugal o segundo maior mercado emissor em 2009, com 10.958.

De acordo com a jornalista e assessora de imprensa Cristina Lira, Ramzi Giries Elali já confirmou ter sido convidado pela Governadora eleita Rosalba Ciarlini.
Ramzi Giries Elali, graduado em Arquitectura  e Urbanismo pela UFRN, é empresário da hotelaria e turismo há 26 anos, e já foi presidente do Pólo da Via Costeira,  director da secção estadual da associação da hotelaria brasileira, ABIH/RN.
Actualmente é presidente do SHRBS/RN - Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do RN.
De acordo com Cristina Lira, Ramzi Giries Elali “já tem projectos ,entre os quais uma campanha de consciencialização para a importância do turismo para o cidadão e para o estado”, que será denominada "Viva Natal".
De acordo com o Anuário do Turismo publicado pela Embratur, em 2009 Portugal foi o segundo maior mercado emissor em chegadas de turistas estrangeiros ao Rio Grande do Norte, depois de Itália e à frente da Holanda, Espanha e Noruega.
Em 2008, Portugal tinha sido o primeiro emissor, com 10.958 chegadas ao Rio Grande do Norte.
A perda da liderança dos emissores para Itália deveu-se a uma queda das chegadas dos portugueses em 37,8%, enquanto o mercado italiano caiu 13,4%, para 14.080.
O Anuário indica que entraram no ano passado no Brasil pelo Rio Grande do Norte 54.211 turistas estrangeiros, menos 23,1% ou menos 16,33 mil que em 2008.
A Europa manteve a liderança em 2009, com 54.211 chegadas pelo Rio Grande do Norte, embora em queda de 24,6% ou 16,89 mil em relação a 2008.
Depois vem a América do Sul, com 1.674, em queda de 2,7% em relação a 2008.
O maior emissor da América do Sul foi a Argentina, com 1.635, -3,4% que há um ano.
Depois de Itália e Portugal, os maiores mercados emissores em chegadas pelo Rio Grande do Norte foram a Holanda, com 8.435 (-12,1% que em 2008), Espanha, com 5.262 (-38,1%), Noruega, com 3.328 (-21,6%), Suécia, com 2.809 (-34,3%), França, com 1.667 (-5,7%), Argentina, com 1.635 (-3,4%), Alemanha, com 1.505 (+74,8%), e Suíça, com 864 (+1,1%).

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Azul contabiliza ganho de 95,8 milhões de reais com títulos da TAP

09-11-2018 (10h10)

A Azul, companhia de aviação brasileira fundada e presidida por David Neeleman, accionista de referência da TAP, contabilizou no terceiro trimestre um ganho de 95,8 milhões de reais (22,4 milhões de euros ao câmbio de hoje), “devido principalmente ao ganho relacionado ao aumento do valor justo do título da TAP”.

Expansão internacional penaliza ocupação média da Azul em Outubro

07-11-2018 (14h50)

A Azul, companhia de aviação brasileira fundada e presidida por David Neeleman, também accionista de referência da TAP, indicou que alcançou em Outubro um crescimento médio do tráfego de passageiros em 16,6%, mas ainda assim teve uma ligeira descida da taxa média de ocupação dos voos, que baixou 0,5 pontos, para 82,4%.

TAAG já está com mais voos Luanda - São Paulo

07-11-2018 (13h14)

A companhia de aviação angolana TAAG já está com sete voos por semana entre Luanda e São Paulo, com a introdução de voos de Luanda às quartas e sextas-feiras (DT749) em Boeing 777-200ER.

Dionísio Barum é o novo responsável de vendas da TAP no mercado português

29-10-2018 (12h32)

Dionísio Barum, que já foi director mundial de Vendas da TAP e tem-se mantido director de Vendas África, acumulará a partir de 1 de Novembro com a direcção Vendas no mercado português, o segundo maior mercado da companhia depois do Brasil.

Iberia programa mais cinco voos por semana para a América do Sul

26-10-2018 (12h33)

A companhia de aviação espanhola Iberia, líder em ligações entre a América do Sul e a Europa, vai reforçar três dessas rotas com mais cinco voos por semana no próximo Verão, uma delas o Rio de Janeiro, que passa a ter voo diário e a contar com uma média de 180 mil lugares por ano.