Hotel de São Luís do Maranhão deixa de fazer parte do Pestana Hotel Group

09-04-2018 (17h52)

Foto: Pestana São Luís
Foto: Pestana São Luís

O Pestana Hotel Group, que já em 2016 vendera o seu hotel em São Luís do Maranhão, mantendo-o no entanto na rede em regime de franchising, desde dia 1 que já não conta mais com essa unidade hoteleira que adquirira em 2006, na fase em que estava em expansão no Brasil.

“Gostaríamos de informá-los que a partir de 01.04.2018 o hotel Pestana São Luis, localizado em São Luis do Maranhão, deixará de pertencer ao portfólio do Pestana Hotel Group”, indica essa nota, assinada por Cristiane Roquetti, gerente nacional de Vendas no Brasil.

O grupo hoteleiro português agradece “a parceria de todos” durante o período em que esteve “à frente da administração do empreendimento”, que era o antigo São Luís Park Hotel, localizado na Praia do Calhau (clique para ler: Grupo Pestana em fase final de negociação para integrar hotel em São Luís do Maranhão).

O grupo já tinha vendido o hotel em São Luís do Maranhão em 2016 mas manteve a unidade na sua rede em regime de franchise (clique para ler: Pestana vende hotel do Maranhão, mas mantém-no na rede em franchise).

Em Novembro desse ano, o CEO do Grupo Pestana, José Theotónio, em declarações à imprensa no âmbito do congresso da AHP realizado em 2016 nos Açores, afirmou que o grupo já tinha encerrado o ciclo de desinvestimentos no Brasil e agora tratava-se de rentabilizar activos e espreitar oportunidades, bem como especificou que o Brasil deixou de ser um mercado prioritário para o grupo (para ler mais clique: Rentabilizar activos e espreitar oportunidades é a estratégia do Grupo Pestana para o Brasil).

No ano seguinte, em Março de 2017, o grupo deixou o Pestana Rio Barra (clique para ler: Pestana deixa mais um hotel no Brasil – Pestana Rio Barra passa a Laghetto Stilo Barra Rio).

O hotel Pestana São Luís já não consta na lista de hotéis apresentada pelo grupo no seu website, que assim apenas apresenta cinco unidades do Brasil, designadamente o Pestana Rio Atlântica, no Rio de Janeiro, o Pestana Curitiba, em Curitiba, o Pestana São Paulo e as duas unidades em Salvador da Bahia, designadamente o Pestana Bahia Lodge e o Pestana Convento do Carmo.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Brasil

Clique para mais notícias: Pestana

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Azul inaugura voos diários Campinas – Buenos Aires

11-01-2019 (13h34)

A companhia de aviação brasileira Azul, que tem voos entre Lisboa e Campinas, e que a partir de Junho também terá ligações ao Porto, inaugurou hoje uma nova rota diária para Buenos Aires, capital da Argentina.

Governo brasileiro diz que não vai vetar acordo entre a Boeing e Embraer

11-01-2019 (13h14)

O Governo brasileiro disse que não exercerá o poder de veto no acordo entre a empresa aeronáutica norte-americana Boeing e a brasileira Embraer, para a criação de uma nova empresa de aviação comercial que absorve a brasileira.

TAP já tem programação de voos no novo A330-900neo em mais rotas da América do Norte e Brasil

10-01-2019 (13h37)

A TAP, que foi a companhia a fazer os primeiros voos comerciais do novo avião da Airbus A330-900neo, a 15 de Dezembro entre Lisboa e São Paulo, já tem nos sistemas de reservas a programação da utilização do novo avião no Verão IATA nas rotas de Boston, Miami, Nova Iorque JFK, Newark, nos EUA, Toronto, no Canadá, bem como em voos para o Brasil.

Charters de réveillon fazem crescer mercado português nos hotéis Vila Galé no Brasil

10-01-2019 (12h09)

A Vila Galé teve um ano “bastante positivo” no Brasil e com um contributo do mercado português, que cresceu impulsionado pelos voos charter programados pelos operadores turísticos portugueses para o Fim de Ano, segundo o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Receitas da Vila Galé no Brasil subiram 20% em 2018

10-01-2019 (12h03)

A Vila Galé no Brasil fechou o ano com receitas de 318 milhões de reais (74,8 milhões de euros ao câmbio de hoje), mais 53 milhões (12,5 milhões de euros) ou mais 20% que no ano anterior, avançou Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador do grupo.