Grupo que comprou o Tivoli Ecoresort anuncia mais um hotel na Bahia, Brasil

13-12-2017 (17h45)

Kiaroa dá lugar ao Anantara Maraú Bahia Resort em Julho do próximo ano

A Minor Hotels, grupo tailandês que comprou a rede hoteleira Tivoli, incluindo o Tivoli EcoResort na Praia do Forte, Bahia, anunciou que em Julho de 2018 terá mais uma unidade neste estado do Nordeste brasileiro, em Maraú, península a Sul de Salvador, da sua marca de luxo Anantara.

“Será o complemento perfeito ao portfólio de luxo da marca”, diz o CEO da Minor, Dillip Rajakarier, citado no comunicado, em que é indicado que se trata do antigo Kiaora Eco-Luxury Resort, que terá um investimento de quatro milhões de reais (cerca de um milhão de euros) em renovação.

“Refúgio perfeito, o Anantara Maraú Bahia Resort vai funcionar numa deslumbrante praia próxima à Baía de Camamu, na Península de Maraú, na Bahia. Combinando o luxo de um hotel cinco estrelas com uma sensação única de aventura neste destino extraordinário, os hóspedes do Anantara Maraú poderão chegar de avião e aterrar em grande estilo na pista privada do resort”, destaca o comunicado da rede a anunciar a sua expansão no mercado brasileiro.

O comunicado realça que “a exuberante floresta que circunda o hotel cria um paraíso natural de tranquilidade” e assegura que “os amantes do Sol podem aproveitar o clima tropical durante todo o ano, com uma agradável temperatura que varia entre 23°C e 32°C”.

“O design natural do resort e os seus telhados de palha combinam perfeitamente com os exóticos jardins, valorizando o ecoturismo baiano”, prossegue a informação, que refere ainda que “os extensos relvados são pontuados por palmeiras que se perfilam em direcção à intocada praia de areia branca e fofa”.

“Os alojamentos luxuosos e em harmonia com a natureza vão envolver os hóspedes no conforto da marca Anantara, inicialmente com uma oferta de 30 quartos, suites e bungalows”, indica o comunicado, que acrescenta que, “em breve, o hotel será alvo de obras de expansão e vai oferecer novas suites e bungalows de frente para a praia e também no jardim, alguns com piscina privada”.

O comunicado acrescenta que os clientes “podem refrescar-se na piscina principal e relaxar nas espreguiçadeiras da ilha central”, também têm disponíveis ginásio, jogar ténis e vólei de praia, bem como tratamentos de beleza e bem-estar.

“Cozinha contemporânea, inspirada na culinária baiana e em ingredientes locais” é a aposta gastronómica, indica o comunicado que refere que “os hóspedes irão encontrar magníficos restaurantes, bem como bares, de piscina e de praia, com um ambiente descontraído”, bem como um Dining by Design, que “proporciona um jantar a dois muito especial e feito à medida, com um menu elaborado pelo chef e servido por um mordomo, num local idílico à escolha, que pode ser na praia, ao pôr-do-sol ou sob as estrelas”.

“Muitos dos pratos estrela dos chefs Anantara serão preparados com recurso à pesca local de frutos do mar”, acrescenta a informação que sublinha ainda que “a riqueza natural e cultural da Bahia promete experiências locais cativantes”, como por exemplo passeios a cavalo pela praia até ao rio Carapitangui, “emocionantes aventuras em moto quatro” por “percursos onde se destacam bromélias gigantes e lagoas”, passeios de barco até “à incrível cascata de Tremembé e às suas piscinas naturais”.

A Minor salienta ainda que Taipus de Fora tem uma das mais belas praias do Brasil e desafia os mergulhadores a conhecer as piscinas naturais de um azul-turquesa intenso e com corais vivos.

Reportagem publicada pela “Folha de São Paulo” sobre Maraú apontava como “tour mais impressionante” visitar a cachoeira do Tremembé, com mais de 30 metros de altura directamente para o mar, avisando que para lá chegar era preciso caminhar cerca de 50 minutos por uma trilha no meio da mata fechada.

Taipu de Fora e Cercada eram as praias recomendadas na reportagem que descrevia que “pela manhã, vêem-se pescadores de polvos, que aproveitam a maré baixa para a pesca, feita por meio de hastes de madeira com um gancho na ponta”.

Seguir de jipe para a ponta do Mutá, no extremo Norte da península de Maraú, era outra sugestão, acrescentando que valia a pena caminhar 50 minutos pela areia até Barra Grande, na baía de Camamu, acabando com uma escalada do morro de Taipus, “famoso por seu farol”.

“A subida é recompensada pela paisagem e pelo cheiro forte de caju, ainda que não dê para ver onde estão os pés da fruta. Mais à frente, o visitante descobre a plantação, fonte do aroma, e pode se deliciar com o caju, de graça”, acrescentava a reportagem, que também sugeria a visita aos engenhos, pela Caminhada do Tanque, até um engenho de mandioca, ou visitar uma engenho de extracção de dendê.

 

Clique para mais notícias: Minor Hotels

Clique para mais notícias: Anantara

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP contrata voos à Hi Fly para Maputo, Natal e Recife

22-05-2018 (11h33)

A TAP contratou à Hi Fly, companhia de aviação da família Mirpuri, vários voos para três das suas rotas intercontinentais, para a capital moçambicana, Maputo, e para as capitais nordestinas brasileiras de Natal e Recife, que vai ter um Airbus A340 a operá-los.

Alitalia programa mais voos em B777 de Roma para São Paulo e Rio de Janeiro

18-05-2018 (12h21)

A companhia de aviação italiana Alitalia indicou aos sistemas de reservas que no próximo Inverno IATA, que começa em finais de Outubro, irá colocar mais capacidade nas suas ligações entre Roma e os dois maiores aeroportos internacionais brasileiros, São Paulo Guarulhos e Rio de Janeiro Galeão.

Brasil quer chegar aos 12 milhões de turistas até 2022 – nova presidente da Embratur, Teté Bezerra

14-05-2018 (17h12)

A nova presidente da Embratur, Teté Bezerra, estabeleceu novas metas para o turismo no Brasil até 2022, que incluem a criação de dois milhões de postos de trabalho e passar de 6,6 milhões de turistas internacionais para 12 milhões.

Grupo CVC alcança 2,6 milhões de passageiros no primeiro trimestre

11-05-2018 (17h08)

O grupo brasileiro CVC, que além do maior operador turístico da América Latina passou a integrar também a RexturAdvance, a Submarino Viagens e a Trend, somou 2,6 milhões de passageiros no primeiro trimestre, com um aumento em 9% descontando o impacto da ampliação do perímetro de consolidação.

Azul aumenta rentabilidade operacional em 17,5% no primeiro trimestre

11-05-2018 (16h27)

A operação da companhia de aviação brasileira Azul, accionista da TAP, foi 17,5% mais rentável no primeiro trimestre deste ano que no período homólogo de 2017, segundo indica no balanço publicado hoje.