Governo brasileiro diz que não vai vetar acordo entre a Boeing e Embraer

11-01-2019 (13h14)

Foto: Embraer
Foto: Embraer

O Governo brasileiro disse que não exercerá o poder de veto no acordo entre a empresa aeronáutica norte-americana Boeing e a brasileira Embraer, para a criação de uma nova empresa de aviação comercial que absorve a brasileira.

"O Presidente [Jair Bolsonaro] foi informado de que foram avaliados minuciosamente os diversos cenários e que a proposta final preserva a soberania e os interesses nacionais. Diante disso, não será exercido o poder de veto ao negócio", afirma o comunicado emitido pelo Governo do Brasil, acrescentando que a decisão foi tomada após uma reunião que decorreu ontem no Palácio do Planalto, em Brasília.

Em Julho passado, a Boeing e a Embraer, que é a terceira maior fabricante de aeronaves do mundo e líder no segmento de aeronaves para voos regionais, assinaram um acordo preliminar para a formação de uma 'joint venture', uma nova empresa na área de aviação comercial, avaliada em 4,75 mil milhões de dólares (cerca de 4,17 mil milhões de euros), detida em 80% pela Boeing.

Porém, as negociações entre as duas empresas estiveram paralisadas por ordem da justiça brasileira.

O acordo precisava da aprovação do Governo brasileiro, que é dono de uma ‘golden share’ (acção especial), que dá poder de veto em decisões estratégicas sobre a Embraer, como a transferência do controlo de acções da empresa.

A Embraer mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA (65%), em Alverca, distrito de Lisboa.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Brasil

Clique para ver mais: Embraer

Clique para ver mais: Boeing

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Club Med fecha resort na ilha de Itaparica, na Bahia

22-03-2019 (08h32)

O Club Med vai encerrar a 31 de Julho o seu resort na ilha de Itaparica, no estado brasileiro da Bahia, indicando que “já não se encontrava à altura das expectativas e exigências dos nossos clientes”.

Projecto de lei aprovado reduz quartos para pessoas com mobilidade reduzida no Brasil

21-03-2019 (18h25)

O projecto de lei que retira o limite ao investimento estrangeiro em companhias aéreas brasileiras também vai alterar pontos na Política Nacional de Turismo do Brasil, como a redução da percentagem do número de quartos para pessoas com mobilidade reduzida.

Aprovado projecto de lei que retira limite ao investimento estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras

21-03-2019 (18h07)

A Câmara de Deputados do Brasil aprovou um projecto de lei que retira o limite de capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras, muito semelhante à Medida Provisória 863 editada em Dezembro de 2018 pelo ex-presidente Michel Temer, que foi preso hoje, 21 de Março, por suspeitas de corrupção.

Brasil isenta de visto turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão

19-03-2019 (09h18)

O Governo brasileiro aprovou um decreto que dispensa a necessidade de visto de entrada para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão.

TAP possibilita conhecer “dois destinos brasileiros numa só viagem, sem custos adicionais”

15-03-2019 (12h45)

A TAP alargou o seu Programa de Stopover a cinco estados do Brasil, possibilitando aos seus clientes conhecer “dois destinos brasileiros numa só viagem, sem custos adicionais”.