Embratur já tem novo presidente, o 3º nomeado por Bolsonaro

21-05-2019 (16h21)

O empresário pernambucano Gilson Machado Neto é a mais recente escolha do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para liderar a Embratur, organismo que tem a seu cargo a promoção internacional do Brasil.

Gilson Machado Neto sucede a Paulo Senise que foi presidente da Embratur apenas por uma semana, nomeado a 9 de Maio e demitido a 16, como relatou à imprensa: “Disseram que foi uma decisão do presidente. Sem justificativa”.

As notícias referem que a nova escolha de Bolsonaro para a Embratur é proprietário da Pousada Villas Taturé, na Praia do Toque, em São Miguel dos Milagres, litoral Norte de Alagoas, e também é sanfoneiro, integrando a banda de forró Brucelose.

O “Diário de Pernambuco” escreve que neste estado nordestino do Brasil, “Gilson Machado foi um dos apoiadores de Jair Bolsonaro na campanha para presidente da República” e que actualmente ainda é chefe da Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, acrescentando que “chegou a Brasília bem antes da posse do presidente para actuar na equipe de transição”.

O mesmo jornal refere ainda que Gilson Machado Neto substitui Paulo Senise, no turismo “há mais de quatro décadas”, tendo dirigido durante 11 anos o Rio Convention Bureau e presidido, entre 2015 e 2018, à Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio).

A revista “Época”, do grupo O Globo, escreve que Gilson Neto, médico veterinário, “é conhecido por ter actuado como sanfoneiro na banda de forró Brucelose”.

Em declarações à revista, Gilson afirmou estar empenhado em superar “a falta de articulação entre os poderes públicos para desburocratizar e estimular o aumento do fluxo turístico no Brasil” e acrescentou: “Queremos atrair parceria com parques, equipamentos e clubes náuticos como marinas, estátuas, monumentos de afundamentos de navios e aviões de guerra, museus submersos, campeonatos de pesca, locais para a contemplação da natureza e biodiversidade”.

O novo presidente da Embratur realçou ainda o potencial do turismo de mergulho, do turismo religioso e do turismo desportivo.

Fazer do Brasil “o grande desejo dos turistas internacionais” é a agenda anunciada por Gilson Machado Neto, que realçou que “o Brasil é o primeiro do mundo em potencialidades turísticas e belezas naturais, segundo a ONU, e amarga posição vergonhosa entre as grandes potências do turismo mundial”.

Os constrangimentos, ou “gargalos”, identificados pelo novo presidente da Embratur ao desenvolvimento do turismo no Brasil “são os altos preços das passagens aéreas, a questão da segurança, que já estamos com projectos para resolver com tecnologia e profissionais especializados, e a questão da infra-estrutura, de acessibilidade para pessoas com deficiência e idosos, conectividade e profissionalização”.

“Não é possível que destinos como Foz do Iguaçu não tenham internet livre”, enfatizou o novo presidente da Embratur, que afirmou também pretender abrir o espaço aéreo comercial às “grandes companhias dos países de Primeiro Mundo, que seguem regras rigorosas de compliance e que terão de atender linhas de grandes cidades e capitais, mas também o espaço de trânsito regional (clique para ler: Air Europa avança para criação de companhia de aviação no Brasil).

 

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Magda Nassar assume presidência da ABAV nacional

17-06-2019 (11h23)

A ex-presidente da Braztoa Magda Nassar é a nova presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV) nacional, em substituição de Geraldo Rocha que decidiu afastar-se do cargo por motivos de saúde.

Governo português quer mais 50% de turistas brasileiros até 2021

13-06-2019 (15h17)

O Governo português quer que o número de turistas brasileiros que visita o país aumente para 1,5 milhões até 2021, disse à Lusa, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que assim fixou um objectivo de crescimento em 50% deste emissor, que disse continuar a “ser uma aposta estratégica para o turismo português”.

GOL reduz capacidade no mercado doméstico brasileiro sem deixar de crescer

07-06-2019 (09h59)

A GOL, maior companhia de aviação brasileira em passageiros transportados em voos domésticos, indicou que em Maio teve um crescimento do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) neste mercado em 7%, apesar de ter reduzido a capacidade em ASK (lugares x quilómetros voados) em 0,5%.

Azul comunica às agências de viagens que tem “nova política de remuneração em voos internacionais”

28-05-2019 (18h17)

A Azul, companhia de aviação brasileira do ‘universo’ David Neeleman, como a TAP, comunicou hoje às agências de viagens que em voos internacionais deverão “cobrar a RAV [de Remuneração da Agência de Viagens] nos mesmos percentuais da DU”, pois esta taxa deixará de ser aplicada nesses voos.

Avianca Brasil forçada a suspender voos

27-05-2019 (17h57)

A autoridade brasileira da aviação ANAC anunciou que decidiu suspender a totalidade das operações da companhia aérea Avianca Brasil, do grupo de Efromovich, para “garantir a segurança dos passageiros”, segundo informa no seu website.

Noticias mais lidas