Embraer perde mais 23,3% no primeiro trimestre

15-05-2019 (17h17)

Foto: Embraer
Foto: Embraer

A Embraer, fabricante brasileira de aviões, entre os quais os E190 e E195 utilizados pela TAP Express, teve um prejuízo de 160,8 milhões de reais (35,8 milhões de euros) no primeiro trimestre, +23,3% que no período homólogo de 2018.

Segundo o balanço divulgado pela empresa, o prejuízo ajustado (excluindo-se impostos diferidos e itens especiais) foi de 229,9 milhões de reais (51,2 milhões de euros), que compara com uma perda de 208,9 milhões de reais (46,5 milhões de euros) no primeiro trimestre de 2018.

O EBITDA (sigla em inglês usada para determinar o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Embraer foi de 120,3 milhões de reais (26,7 milhões de euros), resultado que representa um recuo de 32% na comparação com 2018.

A dívida da Embraer subiu para 4,3 mil milhões de reais (960 milhões de euros) no final do primeiro trimestre, que compara com 1,7 mil milhões de reais (380 milhões de euros) ao final de 2018.

A fabricante de aeronaves brasileira também informou que, de Janeiro a Março, entregou 11 aeronaves comerciais e 11 executivas (oito jactos leves e três grandes) e que a sua carteira de pedidos firmes atingiu os 16 mil milhões de reais (3,5 mil milhões de euros), considerando-se todas as entregas, assim como os pedidos firmes ocorridos no período.

A empresa também destacou que os accionistas aprovaram, em assembleia-geral extraordinária realizada em 26 de Fevereiro, a proposta de parceria estratégica com a Boeing.

Na reunião de accionistas, 96,8% de todos os votos válidos foram a favor da operação, com a participação de 67% das acções em circulação.

A Embraer mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras actividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora funcionam duas fábricas da Embraer e a empresa também é accionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Embraer

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Senado brasileiro aprova medida que retira limite ao investimento estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras

23-05-2019 (09h07)

O Senado brasileiro aprovou na quarta-feira uma medida provisória que autoriza o investimento de até 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas instaladas no país, noticiou a imprensa local.

Voos entre Espanha e o Brasil crescem 11,7% impulsionados pelos voos LATAM de Barcelona

22-05-2019 (16h33)

O movimento de passageiros em voos entre Espanha e o Brasil cresceu 11,7% no primeiro quadrimestre, atingindo um total de 366,6 mil, com o crescimento a ser impulsionado principalmente pelas ligações com o Aeroporto de Barcelona El Prat, cuja principal operadora é a LATAM Brasil (antiga TAM).

Embratur já tem novo presidente, o 3º nomeado por Bolsonaro

21-05-2019 (16h21)

O empresário pernambucano Gilson Machado Neto é a mais recente escolha do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para liderar a Embratur, organismo que tem a seu cargo a promoção internacional do Brasil.

Air Europa avança para criação de companhia de aviação no Brasil

21-05-2019 (14h33)

A Air Europa, que é a companhia espanhola com mais rotas para o Brasil, está a avançar com a criação de uma subsidiária no Brasil, de acordo com a imprensa brasileira, que indica que já entregou à Junta Comercial de São Paulo um pedido para operar voos domésticos no Brasil.

TAP volta a ter a queda mais forte de vendas de bilhetes pelas agências corporate brasileiras

16-05-2019 (23h04)

A TAP foi a companhia que teve a mais forte quebra do número de bilhetes vendidos pelas agências de viagens corporate brasileiras membros da ABRACORP no primeiro trimestre, com um decréscimo em 28%, que compara com uma quebra média das vendas de voos internacionais pelas suas 29 associadas de 0,6%.

Noticias mais lidas