Brasil vai eliminar taxa extra cobrada a brasileiros em voos internacionais

28-10-2019 (19h37)

Foto: Ross Parmly / Unsplash
Foto: Ross Parmly / Unsplash

O ministro da Infraestrutura do Brasil, Tarcísio Freitas, afirmou hoje que “muito em breve” eliminará uma taxa de 18 dólares (16 euros) cobrada há 20 anos a passageiros brasileiros que voam para o estrangeiro, segundo a imprensa local.

“O adicional de tarifa de embarque para voos estrangeiros foi criado no passado, para recompor a dívida (...) do Estado, e ficou. Mas vai ser eliminado em breve. Os 18 dólares que são pagos, devemos eliminar em breve", disse o governante à imprensa em Brasília, num evento ligado ao sector da aviação, sem, no entanto, referir uma data para a anulação desse tributo.

A taxa em questão foi criada em 1999 e tornou-se uma das fontes de abastecimento do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), que tem como intuito financiar melhorias na infraestrutura aeroportuária do país sul-americano. De acordo com o jornal “O Globo”, no ano passado, o Governo arrecadou 700 milhões de reais (158 milhões de euros) com a cobrança dessa taxa.

Actualmente, e incluindo a taxa ainda em vigor de 18 dólares, as tarifas de embarque internacional vão 106,76 a 122,20 reais (24,14 a 27,63 euros), dependendo do aeroporto, segundo “o Globo”.

Com a eliminação dos 18 dólares a pagar para voos internacionais, a taxa de embarque cairá para metade.

Através desta medida, o executivo brasileiro pretente atrair para o país companhias aéreas low cost, reduzindo o preço das viagens de avião.

"A nossa ideia é chegar a 200 milhões de passageiros, em 200 localidades, em 2025, com os investimentos que estão a ser criados agora. Estamos a transferir aeroportos para a iniciativa privada, serão 41 até 2022. Vamos atingir 63 aeroportos concedidos. Estamos ainda a realizar diversos investimentos na aviação regional, dando mais conectividade ao país", afirmou Tarcísio Freitas.

No presente, o mercado da aviação doméstica do Brasil encontra-se concentrado em três companhias: GOL, LATAM e Azul.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Azul recebe primeiro A321neo do Brasil

13-11-2019 (07h53)

A companhia de aviação brasileira Azul recebeu o primeiro A321neo do Brasil, um modelo da Airbus de que tem encomendadas 13 aeronaves.

TAP Miles&Go distinguido como melhor programa de fidelização do Melhores Destinos

01-11-2019 (12h05)

O TAP Miles&Go foi distinguido como o melhor programa de fidelização de companhias aéreas internacionais pelos leitores do Melhores Destinos, um portal brasileiro de promoções de passagens aéreas com milhões de seguidores.

Vila Galé garante que “não existem indígenas” no local onde quer instalar hotel no Sul da Bahia

30-10-2019 (10h17)

A Vila Galé garantiu que “não existem indígenas” no local onde pretende instalar um hotel no Sul da Bahia, depois de uma notícia do site “The Intercept” avançar que a Embratur quis parar um processo de demarcação de uma reserva indígena no local para viabilizar a construção do hotel.

Embratur quer viabilizar resort Vila Galé em reserva indígena no Sul da Bahia

29-10-2019 (17h19)

O instituto brasileiro de turismo Embratur enviou um pedido à Funai, organização que defende os direitos indígenas no país, para encerrar o processo de demarcação de uma reserva indígena na Bahia, para assim viabilizar a construção de um hotel do grupo português Vila Galé.

Noticias mais lidas