Brasil foi o destino com a maior queda de gastos turísticos dos portugueses em 2018

21-02-2019 (16h37)

O Brasil, que enfrentou vários desafios em 2018, nomeadamente uma sucessão presidencial turbulenta, foi o país que teve a maior quebra de gastos turísticos dos portugueses, entre 61 com dados publicados pelo Banco de Portugal, mas conseguiu ainda assim manter-se no Top10 dos destinos.

Os dados consultados pelo PressTUR mostram que o Brasil, que em 2014 ainda tinha sido o 6º país com maior montante de gastos dos portugueses em turismo contabilizados pelo Banco de Portugal, com 124,57 milhões de euros, caiu no ano passado para 10º, com 92,82 milhões, menos 23,98 milhões (-20,5%) que em 2017.

Depois do Brasil, a segunda maior queda do ano ocorreu com a Irlanda, com menos 6,55 milhões de euros (-11,3%, para 51,17 milhões), e seguiram-se Angola, com menos 5,3 milhões (-12,5%, para 37,2 milhões), Canadá, com menos 1,88 milhões (-6,2%, para 28,33 milhões), Moçambique, com menos 1,22 milhões (-6,2%, para 18,53 milhões), e Colômbia, com menos 1,11 milhões (-15,5%, para 6,04 milhões).

Os dados recolhidos pelo PressTUR mostram que no ano passado apenas tiveram queda de gastos turísticos dos portugueses 16 de 61 destinos com dados publicados pelo Banco de Portugal e que apenas em seis essas quedas foram superiores a um milhão de euros.

Quanto aos aumentos, os destinos com maiores aumentos relativos, uma medida que ‘favorece’ os que têm menores valores absolutos, pois pequenos aumentos levam a grande variações, a Nigéria liderou, com um aumento em 169,2%, para 0,7 milhões de euros, que a posicionou como 61º destino.

Seguiram-se os aumentos de gastos na Tunísia, na Turquia e no Egipto, três destinos que começaram a recuperar no ano passado depois de anos turbulentos.

Os gastos de turistas portugueses na Tunísia subiram 154,3%, para 10,53 milhões de euros, o aumento na Turquia foi em 129,8%, para 14,43 milhões, e no Egipto foi em 116%, para 4,06 milhões.

A Tunísia, que foi o 26º destino com mais gastos dos portugueses em 2014, no ano passado ainda ficou em 36º, a Turquia que foi 17º em 2014 ficou no ano passado em 29º, e o Egipto que em 2014 caiu para 60º, no ano passado subiu para 44º.

As outras variações mais fortes do ano de 2018 foram dos gastos em São Tomé e Príncipe, em 72,7%, para 11,66 milhões, Rússia, em 70,9%, para 24,12 milhões, Lituânia, em 67%, para 3,69 milhões, Chipre, em 65,5%, para 5,46 milhões, Estónia, em 64,7%, para 2,8 milhões, Marrocos, em 52,3%, para 35,54 milhões, e Malta, em 51,9%, para 10,57 milhões.

 

Para ler mais clique:

Espanha já fica com praticamente 30% dos gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro

Gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro completam 72 meses consecutivos de aumentos

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Azul sofre revés na disputa da hegemonia da GOL e LATAM na ‘ponte aérea’ São Paulo - Rio de Janeiro

11-07-2019 (14h24)

GOL e LATAM, as duas maiores companhias de aviação brasileiras ganharam em leilão os slots da falida Avianca Brasil, da família Efromovich, que interessavam também à ‘irmã brasileira da TAP, a Azul de David Neeleman, que os via como um activo para disputar a hegemonia das outras duas, nomeadamente na ‘ponte aérea’ São Paulo - Rio de Janeiro, que já foi uma das rotas mais voadas em todo o mundo.

Grupo LATAM transporta mais 2,3 milhões no 1º semestre

10-07-2019 (15h19)

As companhias do Grupo LATAM, uma delas a LATAM Brasil que no início de Setembro de 2018 começou a rota São Paulo Guarulhos - Lisboa, informou que no primeiro semestre somou 35 milhões de passageiros, com um aumento em 7,1% ou 2,31 milhões em relação ao período homólogo de 2018.

TAP vai fazer os voos Lisboa - Belém no novo A321neo LR este Inverno

10-07-2019 (10h40)

A TAP, que fez o primeiro voo transatlântico em Airbus A321neo LR a 1 de Junho, entre o Porto e Newark, Nova Iorque, vai ter o novo avião também na rota Lisboa - Belém, Pará, nordeste do Brasil, no próximo Inverno IATA, entre final de Outubro e final de Março, três vezes por semana, mais uma que actualmente.

TAP alarga programa Stopover ao Rio de Janeiro até ao fim do ano

05-07-2019 (08h49)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, acordaram, na terça-feira, implementar até ao fim do ano na capital carioca o programa Stopover da companhia, que permite escalas gratuitas entre dois ae cinco dias.

Vila Galé abre VG Sun Cumbuco como alternativa para clientes que querem “alojamento mais independente”

04-07-2019 (16h51)

O grupo hoteleiro português Vila Galé, que no Brasil é o nº1 em resorts, anunciou a abertura do seu mais recente empreendimento no nordeste brasileiro, o VG Sun Cumbuco by Vila Galé, que o seu administrador Gonçalo Rebelo de Almeida descreveu como alternativa para quem quer "ter um alojamento mais independente".

Noticias mais lidas