Brasil anuncia mobilização de militares para combater incêndios na Amazónia

24-08-2019 (17h44)

Foto: Thais Antunes/Turismo Consciente
Foto: Thais Antunes/Turismo Consciente

As autoridades brasileiras, sob generalizada crítica internacional pela inacção em relação aos incêndios que estão a devastara a floresta amazónica, disseram hoje que estão disponíveis aviões militares e 44 mil soldados para combater esses incêndios.

Os ministros da Defesa e do Ambiente anunciaram hoje os planos para combater as chamas na Amazónia, que já levaram a protestos internacionais e manifestações no Brasil, devido à forma como o Presidente, Jair Bolsonaro, lidou com a crise ambiental.

Na sexta-feira, o Presidente autorizou os militares a envolverem-se no combate aos incêndios e disse que estava empenhado em proteger a região amazónica.

No entanto, Bolsonaro já tinha dito que a protecção da floresta tropical era um obstáculo ao desenvolvimento económico do Brasil, ao mesmo tempo que criticava os que dizem que a Amazónia absorve grandes quantidades de gases com efeito de estufa e que é crucial para os esforços de conter as alterações climáticas.

Segundo dados oficiais hoje mesmo deflagraram no Brasil centenas de incêndios.

Os últimos números divulgados dão conta de que desde Janeiro já se registaram 78.383 incêndios, um número que não era tão alto desde 2013. Segundo os especialistas entre as causas estão o desmatamento, agravado pela estação seca, referindo que mais de metade destes incêndios aconteceram na Amazónia e só entre quinta e sexta-feira deflagraram mais 1.663, disse o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil.

O dirigente do Instituto foi demitido no início do mês depois de publicar dados sobre a desflorestação, que mostram que em Julho foi quase quatro vezes maior do que no mês homólogo do ano passado.

Com gritos de “Salvem a Amazónia”, manifestações juntaram muitos milhares de pessoas em S. Paulo e no Rio de Janeiro, na sexta-feira, e outras aconteceram em frente de embaixadas e consulados do Brasil em várias partes do mundo.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Justiça brasileira rejeita pedido de falência da Avianca Brasil

11-09-2019 (13h47)

O Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou o pedido de falência da companhia de aviação Avianca Brasil, do grupo dos irmãos Efromovich, e manteve o plano de recuperação judicial a decorrer desde Dezembro.

Virgin Atlantic já abriu reservas para voos Londres Heathrow – São Paulo Guarulhos

10-09-2019 (11h43)

A Virgin Atlantic, companhia fundada em 1984 que actua em parceria com a norte-americana Delta Air Lines e o grupo franco holandês Air France KLM, já abriu as reservas para os voos Londres Heathrow - São Paulo Guarulhos que iniciará a 20 de Março em Boeing B787-9 Dreamliner.

Azul lança tarifas sem bagagem para Portugal e Estados Unidos

04-09-2019 (12h03)

A companhia de aviação brasileira Azul lançou novas famílias tarifárias para os seus voos para Portugal e Estados Unidos, incluindo uma tarifa sem transporte de bagagem de porão incluído.

Voos com os EUA e com o Brasil tiveram os maiores aumentos de passageiros em Lisboa em Julho

26-08-2019 (16h34)

Os voos com os Estados Unidos e com o Brasil foram os que mais fizeram crescer o Aeroporto de Lisboa este Julho, um mês em que tradicionalmente as rotas intra-europeias ganham mais preponderância por se estar em plena época alta do turismo no Hemisfério Norte e designadamente na Europa.

Air Europa amplia ligações entre Espanha e o nordeste brasileiro com voos para Fortaleza

23-08-2019 (15h38)

A Air Europa, única companhia espanhola com voos directos entre Espanha e o nordeste brasileiro, disputando esse mercado com a TAP, marcou para Dezembro a introdução do seu terceiro destino nessa região do Brasil, Fortaleza, depois de Salvador e Recife, que lhe valeram 80 mil passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com um aumento homólogo em 8,3%.

Noticias mais lidas