Azul aumenta rentabilidade operacional em 17,5% no primeiro trimestre

11-05-2018 (16h27)

Foto: ANA Aeroportos
Foto: ANA Aeroportos

A operação da companhia de aviação brasileira Azul, accionista da TAP, foi 17,5% mais rentável no primeiro trimestre deste ano que no período homólogo de 2017, segundo indica no balanço publicado hoje.

A informação refere-se ao resultado operacional por unidade de transporte colocada no mercado, em ASK, do inglês para lugares x quilómetros voados, reflectindo um aumento da receita líquida por ASK em 5% face a um aumento dos custos operacionais em 3,4%.

A informação indica adicionalmente que a subida da receita unitária resultou de um aumento yield ou preço médio por quilómetro voado em 4,1% e uma subida da taxa média de ocupação em 0,8 pontos, para 82,2%.

Do lado dos custos, os factores que mais contribuíram para a subida do custo unitário foram os combustíveis, com um aumento em 10,4% e as tarifas aeroportuárias, com +12,3%.

Em sentido contrário, com os maiores contributos para conter o aumento do custo unitário estiveram as despesas com manutenção, que baixaram 24,8%, reflectindo nomeadamente a incorporação de novos aviões.

A Azul terminou assim o primeiro trimestre, que no Brasil é época alta, com um aumento das receitas de passagens em 18%, para 2.111,8 milhões de reais, e uma subida do lucro operacional (EBIT ou resultado antes de juros e impostos) em 31,9%, para 275,9 milhões.

Esta evolução e uma redução em 35,8% dos encargos financeiros geraram um aumento em 318,7% do lucro antes de impostos, para 270,1 milhões de reais, e um aumento do lucro líquido em 260,8%, para 210,5 milhões, que representa uma margem líquida de 9,5%, +6,4 pontos que no primeiro trimestre de 2017.

 

Para ler mais clique:

Azul contabiliza ganho de 53,8 milhões de reais com a TAP

 

Clique para mais notícias: Azul

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Alitalia programa mais voos em B777 de Roma para São Paulo e Rio de Janeiro

18-05-2018 (12h21)

A companhia de aviação italiana Alitalia indicou aos sistemas de reservas que no próximo Inverno IATA, que começa em finais de Outubro, irá colocar mais capacidade nas suas ligações entre Roma e os dois maiores aeroportos internacionais brasileiros, São Paulo Guarulhos e Rio de Janeiro Galeão.

Brasil quer chegar aos 12 milhões de turistas até 2022 – nova presidente da Embratur, Teté Bezerra

14-05-2018 (17h12)

A nova presidente da Embratur, Teté Bezerra, estabeleceu novas metas para o turismo no Brasil até 2022, que incluem a criação de dois milhões de postos de trabalho e passar de 6,6 milhões de turistas internacionais para 12 milhões.

Grupo CVC alcança 2,6 milhões de passageiros no primeiro trimestre

11-05-2018 (17h08)

O grupo brasileiro CVC, que além do maior operador turístico da América Latina passou a integrar também a RexturAdvance, a Submarino Viagens e a Trend, somou 2,6 milhões de passageiros no primeiro trimestre, com um aumento em 9% descontando o impacto da ampliação do perímetro de consolidação.

Azul contabiliza ganho de 53,8 milhões de reais com a TAP

11-05-2018 (13h35)

A companhia de aviação brasileira Azul, que tem o mesmo accionista de referência que a TAP, contabilizou um ganho de 53,8 milhões de reais com as obrigações convertíveis da companhia portuguesa que detém.

LATAM Brasil mantém interesse em voar para Lisboa, mas ainda sem data de início

10-05-2018 (17h41)

A companhia de aviação brasileira LATAM Brasil (antiga TAM), que em Outubro passado anunciou o propósito de passar a ter este ano voos entre São Paulo e Lisboa, confirmou hoje ao PressTUR que mantém esse interesse, mas ainda não tem uma data para início da rota.