Avianca Brasil suspensa do BSP

16-05-2019 (21h16)

Imagem: Avianca
Imagem: Avianca

A IATA comunicou ao mercado brasileiro que suspendeu do BSP a Avianca Brasil, marca sob a qual operava a Ocean Air, e, de acordo com o “Panrotas”, recomendou às agências de viagens que liquidem directamente com a equipa comercial da companhia todas as contas em aberto, incluindo vendas pendentes e reclamações de reembolso, assim como quaisquer transacções futuras.

As notícias dizem que a suspensão do BSP data de 14 de Maio, na sequência da suspensão, no dia 8, da IATA Clearing House, câmara de compensação da Associação de companhias aéreas.

A Avianca Brasil recorreu à protecção de credores em Dezembro passado, alegadamente com o intuito de resistir aos proprietários de aviões que tem alugados e que os querem reaver por falta de pagamentos das rendas (para ler mais clique: Avianca Brasil recorre à protecção de credores para resistir aos donos dos seus aviões).

Apesar da situação em que se encontra, de acordo com a informação divulgada esta semana pela ABRACORP, associação que reúne as maiores TMC (do inglês para Travel Management Companies, referindo-se a agências especializadas em contas empresariais), estas empresas, só no primeiro trimestre, venderam 146,7 mil bilhetes de voos domésticos da Avianca, no valor de 81,38 milhões de reais, e ainda 4.191 bilhetes de voos internacionais, no valor de 9,53 milhões de reais.

A Avianca Brasil é uma das companhias do Synergy Group, de Germán Efromovich, candidato derrotado à privatização da TAP, que tinha a dirigi-la o seu irmão José Efromovich.

 

Clique para mais notícias: Avianca Brasil

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Avianca Brasil deixa Star Alliance no dia 1 de Setembro

19-08-2019 (16h02)

A companhia aérea Avianca Brasil, que está a atravessar graves problemas financeiros, e já deixou de ser liderada por German Efromovich, vai deixar a Star Alliance no dia 1 de Setembro.

Balanço do LATAM evidencia recuperação ‘explosiva’ da aviação no Brasil

16-08-2019 (16h15)

O LATAM, maior grupo de aviação comercial da América Latina, cuja subsidiária brasileira, a LATAM Brasil (antiga TAM), é líder brasileira em voos internacionais, indicou que no segundo trimestre teve um aumento da receita unitária (por lugar voado um quilómetro) de 18,7%, atingindo 29,5% em reais.

Azul reduz para metade previsão de expansão da capacidade internacional este ano

09-08-2019 (16h24)

A Azul, companhia de aviação brasileira fundada e presidida por David Neeleman, também accionista de referência da TAP, reduziu de 20% - 25% para 10% - 15% a projecção de expansão este ano da capacidade em voos internacionais, de que as ligações com Lisboa e Porto são as únicas para a Europa.

Participação da Azul na TAP voltou a valorizar-se no 2º trimestre

09-08-2019 (14h50)

A companhia de aviação brasileira Azul, que tem o accionista de referência David Neeleman em comum com a TAP, contabilizou no segundo trimestre um ganho com a participação na TAP, revertendo assim a evolução do primeiro trimestre.

Voos da Air Europa de Asunción e Cordoba passam por Recife em Setembro

06-08-2019 (17h43)

Entre 27 de Agosto e 21 de Setembro, os voos da Air Europa de Asunción, Paraguai, e Cordoba, Argentina, para Madrid, Espanha, passam por Recife, capital do estado nordestino brasileiro de Pernambuco.

Noticias mais lidas