Visitantes portugueses em Macau aumentam em Setembro por subida dos excursionistas

23-10-2018 (17h43)

Imagem: Wynn Palace
Imagem: Wynn Palace

Macau teve em Setembro um aumento das chegadas de visitantes residentes em Portugal em 1,4%, impulsionado pela subida em 10,3% do número de excursionistas, que são os visitantes que não pernoitaram no território.

As estatísticas publicadas hoje indicam que estiveram em Macau no mês de Setembro 1.003 visitantes residentes em Portugal, 745 deles turistas (que fizeram pelo menos uma dormida no destino), -1,3% que há um ano, e 258 excursionistas, +10,3% que em Setembro de 2017.

No conjunto dos primeiros nove meses deste ano, Macau contabiliza 10,9 mil visitantes residentes em Portugal, -0,7% que no período homólogo de 2017, com 2,7 mil excursionistas, +1,6% que há um ano, e 8,1 mil turistas, -1,4% que no ano passado.

Essas descidas do número de visitantes e de turistas residentes em Portugal, porém, foi mais que compensada pelas subidas nas suas estadas médias nos primeiros nove meses do ano, de 4,5 para 4,7 dias no caso dos visitantes e de 6,0 para 6,3 dias no casos dos turistas.

No mês de Setembro deste ano a estada média dos visitantes portugueses foi de 5,1 dias este ano, face a 5,0 em 2017, e a dos turistas foi de 6,9 dias, face a 6,4 no ano passado.

Portugal mantém-se assim o mercado emissor europeu cujos residentes que visitam Macau fazem estadas mais prolongadas.

Os dados da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos indicam que Macau recebeu até Setembro 25,8 milhões de visitantes, com uma estada média de 1,3 dias, com 2,2 dias por parte dos turistas, que foram 13,6 milhões.

Macau teve assim não só mais visitantes (+8,3%) e mais turistas (+7,7%), como recebeu visitantes e turistas que permaneceram mais tempo, com os visitantes a subirem a estada média de 1,2 para 1,3 dias e os turistas de 2,1 para 2,2 dias.

A subida do número de visitantes foi principalmente pela subida de residentes na China Continental em 13,3%, para 18,22 milhões, com um aumento dos turistas em 13,1%, para 9,78 milhões.

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Ásia & Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau quer atrair mais convenções, congressos e exposições

17-01-2019 (14h07)

O Governo de Macau pretende tornar o território mais competitivo na atracção de mais convenções, congressos e exposições, o segmento MICE, apesar das melhorias neste sector nos últimos anos, anunciou hoje o secretário para a Economia e Finanças daquela região.

TAP prevê ter “em breve” voos em code-share Lisboa – Pequim, via Xi’an, diz Miguel Frasquilho

15-01-2019 (17h17)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia prevê ter “em breve”, previsivelmente “em Fevereiro ou Março”, um acordo de code-share com a Beijing Capital Airlines para vender os seus voos entre Lisboa e Pequim, via Xi’An.

Finnair vai voar de Helsínquia para Sapporo e Punta Cana

15-01-2019 (15h09)

A Finnair, que voa para Lisboa e tem programado voar também para o Porto no próximo Verão a partir de Helsínquia, vai inaugurar em Dezembro duas novas rotas de e para a capital finlandesa, nomeadamente Sapporo e Punta Cana.

Aeroporto Internacional de Macau quer reduzir as emissões de CO2 em 30% até 2028

15-01-2019 (14h38)

O Aeroporto Internacional de Macau anunciou hoje a intenção de reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 30% por movimento até 2028.

Aeroporto de Macau prevê fechar receitas de 2018 acima de 540 milhões de euros

10-01-2019 (16h03)

O aeroporto internacional de Macau (MIA) indicou esperar receitas superiores a cinco mil milhões de patacas (cerca de 540 milhões de euros) em 2018, ano em que bateu o recorde do número de passageiros.