Turismo de Portugal lança plataforma online dedicada ao turismo religioso

24-10-2018 (16h35)

Foto: www.visitportugal.com
Foto: www.visitportugal.com

O Turismo de Portugal lançou uma plataforma online dedicada ao turismo religioso, que visa posicionar Portugal internacionalmente como destino de fruição espiritual e cultural, anunciou hoje a secretária de Estado do Turismo em declarações à Lusa.

“Acabámos de lançar uma nova plataforma, “Os Caminhos da Fé”, onde passámos a ter os nossos recursos relacionados com o turismo religioso nas várias dimensões”, que corresponde a “uma forma de posicionamento do país” num mercado que tem “uma grande capacidade de crescimento”, afirmou Ana Mendes Godinho.

A página na Internet, “ancorada nas temáticas do Culto Mariano (Caminhos de Fátima e Altares Marianos), Caminho de Santiago e Herança Judaica”, para já em português e em inglês, vai estar disponível brevemente também em francês, espanhol e alemão, avançou a governante.

“É um processo em construção” e “uma forma de comunicar este país, que é um país ecuménico, onde independentemente da religião as pessoas se sentem acolhidas e se sentem bem”, explicou.

As declarações de Ana Mendes Godinho à agência Lusa foram à margem do Fórum de Economia de Turismo Global de Macau que terminou hoje e que reuniu mais de um milhar de participantes, autoridades e líderes de empresas privadas de vários países do mundo durante dois dias.

A secretária de Estado afirmou que está a ser feita “uma aposta no turismo religioso”, um esforço que se cruza com o novo programa de captação de grandes eventos para Portugal ao nível de filmagens e que se está a materializar, por exemplo, com a rodagem de um filme sobre Fátima.

“Neste momento temos uma grande filmagem internacional a ser feita em Portugal, coprodução italiana e norte-americana, precisamente dedicada a Fátima, com o [actor] Harvey Keitel”, e que “vai ser também um momento muito importante em termos de posicionamento e de afirmação internacional de Fátima”, argumentou.

Este é um investimento de Portugal para continuar, numa abordagem de promoção turística mediática, defendeu, dando um exemplo: “Vamos estar presentes no dia 14 de Novembro numa feira em Xangai [China], precisamente para captação de filmagens internacionais”.

O turismo religioso tem registado um aumento de turistas oriundos da Coreia do Sul, Filipinas e Estados Unidos, estando a ser trabalhados os mercados da Itália, Rússia, Ucrânia, Brasil, Canadá e Polónia e Israel, seja na ligação a Fátima ou relacionados com a herança judaica.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Turismo de Portugal

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau quer atrair mais convenções, congressos e exposições

17-01-2019 (14h07)

O Governo de Macau pretende tornar o território mais competitivo na atracção de mais convenções, congressos e exposições, o segmento MICE, apesar das melhorias neste sector nos últimos anos, anunciou hoje o secretário para a Economia e Finanças daquela região.

TAP prevê ter “em breve” voos em code-share Lisboa – Pequim, via Xi’an, diz Miguel Frasquilho

15-01-2019 (17h17)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia prevê ter “em breve”, previsivelmente “em Fevereiro ou Março”, um acordo de code-share com a Beijing Capital Airlines para vender os seus voos entre Lisboa e Pequim, via Xi’An.

Finnair vai voar de Helsínquia para Sapporo e Punta Cana

15-01-2019 (15h09)

A Finnair, que voa para Lisboa e tem programado voar também para o Porto no próximo Verão a partir de Helsínquia, vai inaugurar em Dezembro duas novas rotas de e para a capital finlandesa, nomeadamente Sapporo e Punta Cana.

Aeroporto Internacional de Macau quer reduzir as emissões de CO2 em 30% até 2028

15-01-2019 (14h38)

O Aeroporto Internacional de Macau anunciou hoje a intenção de reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 30% por movimento até 2028.

Aeroporto de Macau prevê fechar receitas de 2018 acima de 540 milhões de euros

10-01-2019 (16h03)

O aeroporto internacional de Macau (MIA) indicou esperar receitas superiores a cinco mil milhões de patacas (cerca de 540 milhões de euros) em 2018, ano em que bateu o recorde do número de passageiros.