Qatar Airways aumenta colecção de participações com compra de 9,61% da Cathay

06-11-2017 (16h42)

Foto: Qatar Airways
Foto: Qatar Airways

A Qatar Airways, que já investira em participações no IAG e no LATAM, reforçou essa estratégia com a aquisição de 9,61% da Cathay Pacific, tornando-se o terceiro maior accionista da companhia aérea de Hong Kong, atrás apenas da Swire Pacific, com 45%, e da Air China, com 30%.

Para a Qatar, que já tem 20% do IAG, grupo que tem a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Vueling, 10% do Latam Airlines Group, que tem as antigas TAM do Brasil e LAN do Chile e 49% da italiana Meridiana, trata-se do seu primeiro investimento numa companhia asiática e de acordo com analistas da aviação irá potenciar a sua influência e do seu hub de Doha a nível global.

A imprensa internacional também refere que este investimento da Qatar ocorre depois que o seu interesse em entrar no capital da American Airlines, maior companhia aérea do mundo, foi recebida “com desinteresse” pela gestão da norte-americana.

As notícias referem também que a Cathay atravessa dificuldades criadas pela expansão das companhias aéreas chinesas que têm um enorme mercado doméstico em que ‘assentar’ o seu desenvolvimento, ao contrário da companhia de Hong Kong e da sua congénere de Singapura, que não têm mercado doméstico.

Akbar al-Baker, CEO da Qatar, realçou que a Cathay é “uma das mais fortes companhias aéreas do mundo” com um enorme potencial, embora em Agosto tenha divulgado os seus piores resultados em 20 anos.

A entrada da Qatar deu-se pela aquisição da participação da Kingboard Chemical Holdings por 661 milhões de dólares (568,8 milhões de euros).

 

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

França é origem/destino de passageiros líder no Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre

20-07-2018 (16h50)

França foi a primeira origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, com 1,746 milhões, inclusivamente mais cerca de 34 mil que nos voos domésticos.

Aigle Azur já vende voos Paris - Pequim

19-07-2018 (11h36)

A companhia de aviação francesa Aigle Azur, detida maioritariamente pelo grupo chinês HNA e por David Neeleman, também accionista da TAP, já tem à venda os seus voos Paris Orly - Pequim, para os quais também propõe conexões para o Brasil, designadamente nos seus voos para Viracopos, Campinas, São Paulo.

Aeroporto de Macau prevê receber mais de oito milhões de passageiros este ano

18-07-2018 (09h21)

O aeroporto internacional de Macau prevê receber mais de oito milhões de passageiros este ano, mais de 600 mil do que o previsto no início de 2018, uma estimativa justificada pelo crescimento registado no primeiro semestre.

Booking Holdings assina acordo para comprar HotelsCombined

11-07-2018 (14h34)

A Booking Holdings, grupo detentor da Booking.com, assinou um acordo para comprar o site de meta-pesquisa australiano HotelsCombined, aumentando desta forma a sua presença na zona da Ásia e Pacífico.

Macau promove aproximação entre regiões da Grande Baía e países lusófonos

11-07-2018 (13h04)

O chefe do executivo de Macau salientou num balanço da sua visita às regiões da Grande Baía que pretende reforçar a ideia de que Macau pode apoiar essas regiões na promoção de produtos e outros projectos junto dos países de língua portuguesa.