Qatar Airways aumenta colecção de participações com compra de 9,61% da Cathay

06-11-2017 (16h42)

Foto: Qatar Airways
Foto: Qatar Airways

A Qatar Airways, que já investira em participações no IAG e no LATAM, reforçou essa estratégia com a aquisição de 9,61% da Cathay Pacific, tornando-se o terceiro maior accionista da companhia aérea de Hong Kong, atrás apenas da Swire Pacific, com 45%, e da Air China, com 30%.

Para a Qatar, que já tem 20% do IAG, grupo que tem a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Vueling, 10% do Latam Airlines Group, que tem as antigas TAM do Brasil e LAN do Chile e 49% da italiana Meridiana, trata-se do seu primeiro investimento numa companhia asiática e de acordo com analistas da aviação irá potenciar a sua influência e do seu hub de Doha a nível global.

A imprensa internacional também refere que este investimento da Qatar ocorre depois que o seu interesse em entrar no capital da American Airlines, maior companhia aérea do mundo, foi recebida “com desinteresse” pela gestão da norte-americana.

As notícias referem também que a Cathay atravessa dificuldades criadas pela expansão das companhias aéreas chinesas que têm um enorme mercado doméstico em que ‘assentar’ o seu desenvolvimento, ao contrário da companhia de Hong Kong e da sua congénere de Singapura, que não têm mercado doméstico.

Akbar al-Baker, CEO da Qatar, realçou que a Cathay é “uma das mais fortes companhias aéreas do mundo” com um enorme potencial, embora em Agosto tenha divulgado os seus piores resultados em 20 anos.

A entrada da Qatar deu-se pela aquisição da participação da Kingboard Chemical Holdings por 661 milhões de dólares (568,8 milhões de euros).

 

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Indiana Jet Airways ‘chega’ a Lisboa e ao Porto via Air France e KLM

05-12-2017 (15h40)

A companhia indiana Jet Airways, representada em Portugal pela ATR, da Springwater Turismo, inclui Lisboa e o Porto nos seus destinos servidos em cooperação com a Air France, via Paris Charles de Gaulle, e com a KLM, via Amesterdão Schiphol.

Portugal está nas montras das agências de viagens chinesas, mas falta divulgação das atracções

04-12-2017 (12h22)

Portugal já é um destino conhecido na China, procurado em excursões e reputado pela segurança, um dos factores fundamentais para os turistas chineses, disseram ao PressTUR três agentes de viagens de diferentes partes da China.

Casinos de Macau já ultrapassaram o total de receitas de jogo de 2016 e de 2015

01-12-2017 (18h23)

Macau, maior destino mundial de jogo, atingiu em Novembro 243.043 milhões de patacas (24,95 mil milhões de euros) de receitas de jogo, ultrapassando assim por 19.833 milhões de patacas (dois mil milhões de euros) o total de 2016 e por 12.203 milhões de patacas (1,25 mil milhões de euros) o total de 2016.

Macau aposta em atrair “turismo multi-destinos” de Portugal, Maria Helena Senna Fernandes

26-11-2017 (18h59)

“As portas de Macau estão sempre abertas para os operadores turísticos portugueses”, assegurou a directora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena Senna Fernandes, que preconizou a procura da região “num contexto de turismo multi-destinos”.

“O sector das agências de viagens continuará a responder presente, criando valor para o cliente”, presidente da APAVT

23-11-2017 (12h46)

"O sector das agências de viagens continuará a responder presente, criando valor para o cliente, assegurando a liberdade de escolha, contribuindo para o bem-estar e qualidade de vida das pessoas" foi a mensagem transmitida hoje pelo presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, na abertura do 43º Congresso da Associação, a decorrer em Macau.