Ocupação dos hotéis 5-estrelas de Macau supera os 90% nos primeiros cinco meses

29-06-2018 (17h06)

Os hotéis de 5-estrelas de Macau atingiram uma taxa de ocupação média de 91,6% nos primeiros cinco meses deste ano, mais 6,7 pontos que no período homólogo de 2017, por aumentos tanto do número de hospedes, em 11,7% ou 330,5 mil, para 3,15 milhões, como da estada média, de 1,6 para 1,7 noites.

Os dados foram divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau e adiantam que a ocupação média dos hotéis de Macau foi de 89,3% nos primeiros cinco meses deste ano, em alta de 4,4 pontos em relação ao ano passado, por aumentos do número de hóspedes em 8,1% ou 422,4 mil, para 5,63 milhões, e também subida da estada média de 1,4 para 1,5 noites.

Igualmente com subida forte da ocupação estão os hotéis de 4-estrelas, que também superaram os 90%, atingindo 90,4%, com uma subida de 3,1 pontos decorrente de um aumento do número de hóspedes em 2,8% ou 40,9 mil, para 1,5 milhões, e de uma estabilização da estada média em 1,2 noites.

Já os hotéis de 3 e 2-estrelas estão com quedas da ocupação, de respectivamente 1,6 pontos, para 80,9%, e de quatro pontos, para 69%, embora sem deixarem de ter aumentos do número de hóspedes, nos 3-estrelas em 3,2% ou 26 mil, para 828,9 mil, e nos 2-estrelas em 21,3% ou 25,1 mil, para 142,9 mil.

Os dados da DSEC relativos ao mês de Maio indicam que a categoria 3-estrelas teve um aumento do número de quartos em 2,7%, para 5,6 mil, e nos 2-estrelas houve um aumento em 33,5%, para 0,9 mil.

Assim, em Maio os 3-estrelas tiveram uma queda da taxa de ocupação em 7,7 pontos, para 75,5%, até porque registaram um decréscimo do número de hóspedes em2,9%, para 163,3 mil, e a ocupação dos 2-estrelas baixou 4,1 pontos, para 70,6%, embora o número de hóspedes tenha aumentado 18,3% para 30,2 mil.

A categoria de 5-estrelas, por sua vez, embora com +8,5% de quartos, somando 23,7 mil, por um aumento do número de hóspedes em 8,5%, para 656,9 mil, e uma subida da estada média de 1,5 para 1,6 noites, teve um aumento da taxa média de ocupação no mês em 4,5 pontos, para 90%.

Os 4-estrelas, com 7,7 mil quartos como em Maio de 2017, tiveram uma taxa média de ocupação neste mês de 90,4%, a subir 1,4 pontos, embora com uma ligeira descida do número de hóspedes em 0,1%, para 311 mil.

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Ásia e Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

BTL assina protocolo de cooperação com província chinesa

18-09-2018 (17h27)

A Bolsa de Turismo de Lisboa e a Comissão Provincial de Desenvolvimento do Turismo de Shanxi da República Popular da China assinaram um protocolo com o intuito de promover o desenvolvimento e a cooperação entre as duas entidades.

Accionista chinês da TAP falha pagamento de dívida superior a 37 milhões de euros

14-09-2018 (11h45)

O conglomerado chinês HNA, accionista da TAP através da Atlantic Gateway, falhou o pagamento de uma dívida superior a 37 milhões de euros, revelou o fundo de investimento chinês Hunan Trust, ilustrando os problemas de liquidez da empresa.

Aigle Azur já tem voos Paris - Pequim

07-09-2018 (15h01)

A Aigle Azur, companhia de aviação francesa maioritariamente detida pelo grupo chinês HNA e por David Neeleman, também accionistas de referência da TAP, iniciou esta semana a rota Paris Orly - Pequim, em Airbus A330-200.

easyJet anuncia que vai ter conexões com voos Singapore em Milão e Berlim

06-09-2018 (14h21)

A low cost easyJet anunciou que o seu programa Worldwide by easyJet de conexões com voos de companhias que têm ligações para destinos de longo curso passa a contar com a Singapore Airlines e a sua low cost Scoot.

Turismo de Macau prepara 8ª regata de barcos-dragão

04-09-2018 (18h20)

A 8ª edição da Regata de barcos-dragão organizada pela delegação do Turismo de Macau em Portugal vai realizar-se no dia 23 de Setembro, na Baía do Seixal, na Amora.