Ocupação dos hotéis 5-estrelas de Macau supera os 90% nos primeiros cinco meses

29-06-2018 (17h06)

Os hotéis de 5-estrelas de Macau atingiram uma taxa de ocupação média de 91,6% nos primeiros cinco meses deste ano, mais 6,7 pontos que no período homólogo de 2017, por aumentos tanto do número de hospedes, em 11,7% ou 330,5 mil, para 3,15 milhões, como da estada média, de 1,6 para 1,7 noites.

Os dados foram divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau e adiantam que a ocupação média dos hotéis de Macau foi de 89,3% nos primeiros cinco meses deste ano, em alta de 4,4 pontos em relação ao ano passado, por aumentos do número de hóspedes em 8,1% ou 422,4 mil, para 5,63 milhões, e também subida da estada média de 1,4 para 1,5 noites.

Igualmente com subida forte da ocupação estão os hotéis de 4-estrelas, que também superaram os 90%, atingindo 90,4%, com uma subida de 3,1 pontos decorrente de um aumento do número de hóspedes em 2,8% ou 40,9 mil, para 1,5 milhões, e de uma estabilização da estada média em 1,2 noites.

Já os hotéis de 3 e 2-estrelas estão com quedas da ocupação, de respectivamente 1,6 pontos, para 80,9%, e de quatro pontos, para 69%, embora sem deixarem de ter aumentos do número de hóspedes, nos 3-estrelas em 3,2% ou 26 mil, para 828,9 mil, e nos 2-estrelas em 21,3% ou 25,1 mil, para 142,9 mil.

Os dados da DSEC relativos ao mês de Maio indicam que a categoria 3-estrelas teve um aumento do número de quartos em 2,7%, para 5,6 mil, e nos 2-estrelas houve um aumento em 33,5%, para 0,9 mil.

Assim, em Maio os 3-estrelas tiveram uma queda da taxa de ocupação em 7,7 pontos, para 75,5%, até porque registaram um decréscimo do número de hóspedes em2,9%, para 163,3 mil, e a ocupação dos 2-estrelas baixou 4,1 pontos, para 70,6%, embora o número de hóspedes tenha aumentado 18,3% para 30,2 mil.

A categoria de 5-estrelas, por sua vez, embora com +8,5% de quartos, somando 23,7 mil, por um aumento do número de hóspedes em 8,5%, para 656,9 mil, e uma subida da estada média de 1,5 para 1,6 noites, teve um aumento da taxa média de ocupação no mês em 4,5 pontos, para 90%.

Os 4-estrelas, com 7,7 mil quartos como em Maio de 2017, tiveram uma taxa média de ocupação neste mês de 90,4%, a subir 1,4 pontos, embora com uma ligeira descida do número de hóspedes em 0,1%, para 311 mil.

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Ásia e Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Club Med garante que vai compensar clientes por surto de gastroenterite em resort na China

13-02-2019 (12h36)

O Club Med, grupo considerado pioneiro do regime all inclusive, detido desde 2015 pelo grupo chinês Fosun, garantiu que vai compensar os clientes do seu resort na estância de esqui Yabuli, Nordeste da China, afectados por um surto de gastroenterite.


Turismo de Macau celebra em Portugal a chegada do Ano Novo Chinês

11-02-2019 (12h08)

O Turismo de Macau deu início às festividades em Portugal do Ano Novo Chinês, reunindo parceiros num evento no Casino Estoril e contou com a presença do seu secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam.

Macau recebe mais de 1,2 milhões de visitantes pelo Ano Novo Chinês

11-02-2019 (11h20)

Mais de 1,2 milhões de visitantes entraram em Macau na semana do Ano Novo Chinês, o que representa um aumento de 26,6% em relação ao ano passado, informaram hoje as autoridades.

Hotéis 5-estrelas de Macau receberam 7,9 milhões de hóspedes em 2018

30-01-2019 (07h56)

Os hotéis de topo de gama de Macau, que são a categoria de alojamento com mais capacidade no território, tiveram um aumento médio do número de hóspedes em 2018 de 11,6% e somaram um total de 7,883 milhões.

Chegadas de turistas às Filipinas atingem novo recorde em 2018

29-01-2019 (17h40)

As Filipinas receberam 7,127 milhões de turistas em 2018, um novo recorde anual, apesar do encerramento da ilha de Boracay durante seis meses devido à massificação turística.