Macau recebeu mais de meio milhão de turistas no período do Fim de Ano

02-01-2019 (10h12)

Foto: Turismo de Macau
Foto: Turismo de Macau

Macau recebeu 528.369 turistas no período do Fim de Ano, entre 29 de Dezembro e 1 de Janeiro, mais 16,43% que no período homólogo do ano passado.

A maior parte das entradas de visitantes realizou-se pela fronteira terrestre das Portas do Cerco, no Norte da península de Macau, adjacente a Zhuhai.

O número total de entradas inclui 75.881 mil realizadas a partir da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, a maior travessia marítima do mundo, inaugurada no final de Outubro.

Antes do final do ano, as autoridades do território já haviam registado a entrada de 607.524 turistas no período de Natal, entre 22 e 26 de Dezembro, um aumento de 15,23% em relação ao período homólogo do ano passado (clique para ler: Macau recebeu mais de 600 mil turistas de 22 a 26 de Dezembro).

A 21 de Dezembro, as autoridades do território anunciaram que mais de 32 milhões de pessoas visitaram Macau nos primeiros 11 meses do ano, um aumento de 9,1% em relação ao período homólogo de 2017 (clique para ler: Macau recebeu mais de 32 milhões de visitantes de Janeiro a Novembro).

Os dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC) indicam que o número de turistas (16.751.684) e de excursionistas (15.482.154) cresceu 7,2% e 11,1%, respectivamente, totalizando 32.233.838 visitantes em Macau de Janeiro a Novembro de 2018.

Por visitante entende-se qualquer pessoa que tenha viajado para Macau por um período inferior a um ano, um termo que se divide em turista (aquele que passa pelo menos uma noite) e que excursionista (aquele que não pernoita).

A maioria dos visitantes é proveniente do interior da China (22.811.627), tendo-se registado uma subida de 13,3% face ao período homólogo do ano passado.

O período médio de permanência dos visitantes foi de 1,2 dias.

No mês de Novembro foram contabilizados 3.266.283 visitantes, o que representou um aumento de 15,3% face a Novembro de 2017 e um acréscimo de 3,6% em relação a Outubro.

A DSEC justificou este acréscimo com a entrada em funcionamento da mega ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, através da qual 436.660 visitantes entraram na região administrativa especial chinesa de Macau.

Em 2017, chegaram ao território 32,61 milhões de visitantes, mais 5,4% do que em 2016.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport e Japan Airlines juntam-se para criar um GDS líder no Japão

19-03-2019 (18h25)

A Travelport e a Japan Airlines assinaram um acordo para lançar uma joint venture que visa desenvolver um GDS líder no Japão, através da integração das plataformas Travelport Japan e a Axess International Network.

HNA vende participação na TAP à Azul e ao fundo norte-americano Global Aviation Ventures

15-03-2019 (13h02)

O conglomerado chinês HNA vendeu a participação de 9% que detinha na TAP através do consórcio Atlantic Gateway à companhia aérea brasileira Azul e ao fundo norte-americano Global Aviation Ventures.

Turistas portugueses “são bastante valiosos” para Macau, Alexis Tam

12-03-2019 (23h55)

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Alexis Tam, afirmou que os turistas portugueses “são bastate valiosos” devido ao elevado tempo médio de permanência no território, que foi o mais elevado entre os principais mercados europeus em 2018, segundo dados consultados pelo PressTUR.

“Mistura das culturas é o que faz Macau diferente”, Maria Helena de Senna Fernandes

12-03-2019 (18h43)

Macau está a apostar na diversificação dos seus atractivos e a herança portuguesa vai continuar a ter um papel importante, porque a “mistura das culturas é o que faz Macau diferente”, disse ao PressTUR a directora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena de Senna Fernandes.

Macau leva operadores turísticos portugueses a conhecer a Grande Baía

12-03-2019 (18h39)

Macau vai voltar este ano a convidar os operadores turísticos portugueses a participar na Feira Internacional da Indústria do Turismo de Macau (MITE), na qual irá promover o destino turístico da Grande Baía Guangdong - Hong Kong - Macau como itinerário multi-destino.