Hotéis 5-estrelas de Macau atingiram quase 4,5 milhões de hóspedes até Julho

30-08-2018 (15h33)

Gráfico: DSEC Macau
Gráfico: DSEC Macau

Os hotéis de topo de gama de Macau, que são a categoria de alojamento com mais capacidade no território, tiveram um aumento médio do número de hóspedes nos primeiros sete meses deste ano em 10,5% e somaram um total de 4,49 milhões.

Este aumento, de acordo com os dados publicados hoje pelos serviços de estatísticas de Macau, foi o que suportou um aumento médio em 6,6% do número de clientes alojados em hotéis de Macau de Janeiro a Julho deste ano, atingindo um total de 7,97 milhões.

A segunda categoria com mais hóspedes é a das unidades com 4-estrelas, que somaram 2,1 milhões de clientes, seguindo-se os 3-estrelas, com 1,16 milhões, e os 2-estrelas, com 203,9 mil.

Incluindo também as pensões (117,3 mil hóspedes), o alojamento turístico e Macau teve um total de 8,09 milhões de hóspedes nos primeiros sete meses deste ano, com um aumento médio em 6,8% face ao período homólogo de 2017, acima do qual, além dos 5-estrelas, só estiveram os 2-estrelas, com +20,2%, e as pensões, com +18,1%, enquanto os 4-estrelas tiveram um aumento em 0,9% e os 3-estrelas tiveram +1,2%.

Assim, estas duas categorias tiveram descidas das respectivas taxas de ocupação, em ambos os casos de quatro pontos, para 80,1% e para 70%, respectivamente, que não impediu que a taxa média de ocupação do alojamento turístico de Macau tenha uma subida de 3,2 pontos, para 88,7%.

Esta subida deve-se aos aumentos em 5,7 pontos nos 5-estrelas, para 91,7%, em 2,7 pontos nos 4-estrelas, para 90,9%, e em 2,1 pontos nas pensões, para 59,8%.

De acordo com os dados da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau, o território contava em Julho com 39,4 mil quartos em 116 unidades de alojamento turístico, +8% de quartos que há um ano em que contava com 107 unidades.

A maior parte dos quartos está em hotéis de 5-estrelas, que em Julho deste ano eram 35 com 24,4 mil quartos, mais duas unidades e +11,1% de quartos que há um ano.

A oferta de quartos de 4-estrelas manteve-se estabilizada em 7,7 mil em 17 unidades, mas nos 3-estrelas subiu 2,7%, para 5,6 mil em 16 unidades (mais uma que há um ano), nos 2-estrelas subiu 33,5%, para 0,9 mil em 14 unidades (mais três) e nas pensões subiu 16,9%, para 0,7 mil em 34 unidades (mais uma).

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau apresenta plano para tornar o território numa cidade inteligente

12-12-2018 (12h23)

O Governo de Macau apresentou hoje o plano, já em andamento, para tornar o território numa cidade inteligente, focando-se no turismo e no tráfego de veículos.

Casinos de Macau já garantiram terceiro melhor ano de sempre

03-12-2018 (13h49)

Os Casinos de Macau já garantiram que 2018 será o seu terceiro melhor ano de sempre em receitas de jogo, com mais de 30 mil milhões de euros até ao fim de Novembro.

Air France KLM e China Eastern ampliam joint-venture a mais duas ligações França - China

26-11-2018 (13h56)

O Air France KLM, maior grupo aéreo europeu em capacidade medida em ASK, e a China Eastern anunciaram uma extensão da joint-venture que mantêm desde 2012 às rotas Paris – Wuhan e Paris – Kunming.

2019 “vai ser um ano muito especial para o Turismo de Macau” – Paula Machado, coordenadora

26-11-2018 (12h55)

Paula Machado, nova coordenadora do Turismo de Macau em Portugal, disse ao PressTUR que pretende dar continuidade ao trabalho do seu antecessor “no que respeita à promoção de Macau em Portugal e na relação do trade dos dois territórios”, antevendo para 2019 “um ano muito especial”.

Turismo de Macau diz que ser “destino convidado” da BTL é “oportunidade excepcional”

26-11-2018 (12h50)

A nova coordenadora do Turismo de Macau em Portugal, Paula Machado, considera uma “oportunidade excepcional” para a região a sua escolha como “destino convidado” da edição 2019 da BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira do sector em Portugal, em 2019.