Fórum de Macau destaca necessidade de aprofundar cooperação turística com países lusófonos

06-05-2019 (11h30)

A secretária-geral do secretariado permanente do Fórum de Macau, Xu Yingzhen, destacou hoje a necessidade de aprofundar a cooperação nas áreas do turismo, convenções e exposições entre os países de língua portuguesa com a China e Macau.

Desde 23 de Abril, delegações dos oito países lusófonos estiveram reunidas em Macau para participar no “Colóquio sobre Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa”, organizado pelo Fórum de Macau.

Xu Yingzhen, no discurso de encerramento do colóquio, enfatizou que as delegações puderam “conhecer mais profundamente o desenvolvimento nas áreas de turismo, convenções e exposições no interior da China e de Macau depois deste colóquio”.

O objectivo principal “é o reforço do intercâmbio de cooperação na área do turismo, convenções e exposições”, disse a secretária-geral, destacando que Macau, que em 2018 acolheu 35,8 milhões de visitantes e com vários resorts de luxo, com “as suas características multiculturais e diversidade linguística possui vantagens singulares [para a construção] de um centro mundial de turismo e de lazer”.

Três dos pontos destacados pelos representantes lusófonos foi o reforço do intercâmbio entre as universidades, a concretização de planos ao nível da formação e as oportunidades para os países de língua portuguesa com a criação do “megamercado” da Grande Baía, uma metrópole mundial que junta nove cidades chinesas, Macau e Hong Kong, com cerca de 70 milhões de habitantes.

Outro dos destaques das duas semanas da estadia dos representantes lusófonos foi a sessão de apresentação dos produtos turísticos dos países de língua portuguesa, que decorreu na 7ª Expo Internacional de Turismo de Macau.

Este ano, o evento contou com 835 expositores, com todos os países lusófonos presentes, e com o dobro da área de exposição de 2018, atingindo os 22.000 metros quadrados.

Em 26 de Abril, cada um dos oito países lusófonos teve a oportunidade de realizar uma apresentação sobre as mais-valias turísticas que os países têm para oferecer.

“É de saudar o esforço de diversos profissionais altamente qualificadas para criarem mais-valias na transmissão dos conhecimentos apreendidos, nas temáticas discutidas nos diversos colóquios proporcionados pelo Fórum [Macau]”, afirmou a directora-geral do Artesanato do Ministério de Comércio, Turismo e Artesanato da Guiné-Bissau.

Catarina Taborda, que foi a representante rotativa do colóquio, enfatizou que a cooperação entre a China e os países de língua portuguesa “está cada vez mais aprofundada”.

“Somos aproximadamente 230 milhões de falantes de língua portuguesa espalhados em nove países de quatro continentes, certos de que juntos iremos continuar a fortalecer as nossas ligações”, frisou a responsável guineense.

Em relação ao colóquio, Catarina Taborda frisou ainda esperar, num futuro próximo ver mais participantes oriundos dos nossos países e pelo menos um membro de cada delegação anterior de forma a dar continuidade aos projetos em desenvolvimento”.

“O Fórum de Macau está sempre disponível para vos receber”, sublinhou Xu Yingzhen, fazendo votos para que “os participantes possam continuar a apoiar o trabalho do Fórum de Macau e aproveitar a plataforma de Macau”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Ver também:

Macau recebeu mais 21,2% de visitantes no primeiro trimestre

 

Clique para ver mais: Macau

Clique para ver mais: Ásia&Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau recebeu mais 8% de turistas portugueses até Julho

21-08-2019 (16h16)

Macau recebeu 6.905 turistas portugueses nos primeiros sete meses do ano, o que corresponde a um aumento de 8% ou mais 509 turistas que no período homólogo do ano passado, segundo dados oficiais divulgados hoje.

Macau soma mais 20% de visitantes nos primeiros sete meses do ano

21-08-2019 (16h13)

Macau recebeu 23,814 milhões de visitantes nos primeiros sete meses do ano, um aumento de 20% ou quase quatro milhões (3,966 milhões) face período homólogo do ano passado, de acordo com os dados oficiais divulgados hoje.

Tribunal proíbe manifestações no aeroporto de Hong Kong

14-08-2019 (11h52)

Um tribunal de Hong Kong proibiu a presença de manifestantes fora de "zonas designadas" no aeroporto da região administrativa especial chinesa, anunciou hoje a autoridade aeroportuária em comunicado.

Capital Airlines prevê “pelo menos” 80 mil passageiros no primeiro ano dos novos voos para Lisboa

13-08-2019 (20h01)

A Beijing Capital Airlines, que começa no dia 30 de Agosto a voar Pequim – Xi’an – Lisboa, espera transportar no primeiro ano pelo menos 80 mil passageiros, disse ao PressTUR representante da companhia aérea.

Aeroporto de Hong Kong retoma operações após dois dias de cancelamentos

13-08-2019 (19h14)

A polícia antimotim abandonou as suas posições no exterior do aeroporto de Hong Kong num momento em que os manifestantes começam a dispersar e os voos começam a serem restabelecidos, após dois dias de cancelamentos.

Noticias mais lidas