Embraer apresenta novo avião em Macau para conquistar mercado asiático

12-07-2019 (13h52)

Foto: Embraer
Foto: Embraer

A Embraer, líder no segmento de aeronaves para voos regionais, apresentou em Macau o novo avião “TechLion”, mais eficiente e silencioso, com o qual pretende reforçar a presença no mercado asiático.

Macau foi a segunda paragem do novo modelo E-195-E2, que começou na segunda-feira em Xiamen a sua demonstração mundial, tendo previsto seguir para mais países na região da Ásia e Pacífico.

“Esperamos que as actuais companhias aéreas e também aquelas interessadas em operar em Macau compreendam a vantagem que este avião pode trazer a este mercado”, afirmou, em declarações aos jornalistas, o vice-presidente do departamento de Vendas e Marketing para a China da Embraer, Guo Qing.

A maior aeronave comercial já fabricada pela Embraer, com capacidade até 146 assentos e autonomia de 4,8 mil quilómetros, quer ajudar Macau a explorar o mercado secundário, com o aumento de ligações a cidades mais pequenas, explicou o executivo.

“É exactamente o que Macau precisa para expandir a sua rede aérea para cidades secundárias e terciárias”, sustentou, sublinhando que, atualmente, operam essencialmente em Macau aeronaves com mais de 150 lugares.

Para Guo Qing, o aumento contínuo de rotas e de novas companhias aéreas alinha-se com a ambição do território em tornar-se “não só a capital mundial do jogo, mas um centro mundial de turismo e lazer”, contribuindo também para a integração da cidade na região da Grande Baía Hong Kong-Zhuhai-Macau.

Comparativamente com o modelo anterior, o E-195-E2 apresenta menos 65% do ruído e consome menos 10% de combustível.

Sem avançar se já alguma companhia aérea, nomeadamente a Air Macau, manifestou interesse pelo novo avião, Qing indicou que a fabricante está em negociações e acredita que terá “potenciais compradores” nesta região.

No entanto, falta ainda a certificação na China - e nas regiões administrativas especiais -, depois de já ter recebido a 'luz verde' das Agência Nacional de Aviação do Brasil (ANAC), da Administração Federal de Aviação (FAA - Estados Unidos) e da Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

Questionado sobre a parceria com a norte-americana Boeing, o mesmo responsável afirmou que tem havido "alguns progressos" e mostrou-se otimista que tal deverá acontecer até ao final do ano, realçando a defesa da empresa pelo livre-comércio, num momento de tensões comerciais entre as duas maiores potências mundiais, China e Estados Unidos.

No mês passado, a fabricante brasileira estimou uma procura de 10.550 novas aeronaves (até 150 lugares) em todo o mundo nos próximos 20 anos, no valor de 600 mil milhões de dólares (535,5 mil milhões de euros).

A região da Ásia-Pacífico deve ser responsável pelo maior crescimento da procura (28%), seguida pela América do Norte (26%), Europa (21%), América Latina (11%), África (4%) e Médio Oriente (4%).

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais até 150 lugares e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Macau

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Embraer

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Macau cresce 18% no primeiro semestre e atinge novos recordes

05-07-2019 (12h25)

O Aeroporto Internacional de Macau somou o recorde de 4,72 milhões de passageiros e 37 mil descolagens e aterragens no primeiro semestre deste ano, representando aumentos em 18% e 19%, respectivamente.

Macau passa a ter voos para Enshi

02-07-2019 (14h31)

Macau tem desde esta semana voos para Enshi, cidade sede de Enshi Tujia e Prefeitura Autónoma Miao, na província ocidental de Hubei, na República Popular da China, com a Zhejiang Loong Airlines (Loong Air).

Xi’an tem um novo hotel de luxo Ritz-Carlton

01-07-2019 (15h18)

A cidade de Xi'an, que terá voos de Lisboa a partir de 30 de Agosto, operados pela Beijing Capital Airlines, tem um novo hotel de luxo da cadeia The Ritz-Carlton, com 252 quartos e 31 suites.

Casinos de Macau voltaram a recuperar em Junho apesar da instabilidade em Hong Kong

01-07-2019 (15h00)

Os Casinos de Macau voltaram a ter aumento de receita de jogo em Macau, em 5,9%, depois de 1,8% em Maio, apesar da instabilidade em Hong Kong, com manifestações de rua gigantescas contra nova legislação que admite extradição para a China, e da crise das tarifas entre a China e os Estados Unidos.

Hotéis 5-estrelas de Macau aumentam ocupação média para 92,8% até Maio

01-07-2019 (13h34)

Os hotéis 5-estrelas de Macau, que são a categoria com maior oferta de quartos no território, com 25 mil quartos, alcançaram nos primeiros cinco meses do ano uma taxa média de ocupação de 92,8%, mais 1,2 pontos que no período homólogo de 2018.

Noticias mais lidas