Embaixadora da Índia pede Congresso da APAVT em Goa

14-03-2018 (12h41)

As agências de viagens e os operadores turísticos devem ser o primeiro canal a abordar-se para se promover um destino, sustentou em declarações ao PressTUR a Embaixadora da Índia em Portugal, que momentos antes, num evento em Lisboa, sugerira à APAVT a realização em Goa do seu Congresso deste ano.

“Nós estamos a tentar trazer um filme de Bollywood para Portugal. Vocês, o que podem fazer é realizar o Congresso da APAVT em Goa”, disse Nandini Singla, Embaixadora da Índia em Portugal.

“Goa é um sítio encantador, é uma ponte maravilhosa que junta os nossos dois países através de ligações históricas, culturais, gastronómicas”, frisou a diplomata, que falava esta terça-feira em Lisboa, num evento de apresentação da Índia a agentes de viagens e operadores turísticos, promovido pela Embaixada com apoio da APAVT.

Na mesma ocasião, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou que a Associação está “a trabalhar nisso, mas não sabemos se vamos chegar a bom porto”.

Um dos obstáculos é que “a data do nosso Congresso, em Novembro, coincide com a época alta na Índia”, sublinhou Pedro Costa Ferreira.

O número de indianos a viajar para o estrangeiro está a crescer 18% e a previsão para 2020 é que haja 15 milhões de turistas indianos a viajar para vários países, salientou a Embaixadora da Índia em Portugal.

Nandini Singla afirmou que a Europa está no topo das preferências dos indianos, que conhecem bem França e Reino Unido e começam a descobrir Espanha por causa de um filme de Bollywood, que impulsionou uma subida de 70% do número de indianos a visitar o país.

A diplomata perspectiva que Portugal pode fazer melhor que receber apenas 31 mil indianos em 2016, que ainda assim representam um aumento de 20% face a 2015 e significam, na sua opinião, que “os indianos estão a apaixonar-se por Portugal, estão a descobrir o vosso maravilhoso país”.

A indústria do turismo na Índia vai crescer anualmente a pelo menos 8% nos próximos dez anos, perspectiva a Embaixadora, para sublinhar que Portugal pode ficar com uma parte dessa ‘fatia’.

“Não somos viajantes solitários backpackers, gostamos de viajar com a nossa família, estar em bons hotéis, comer boa comida e adoramos fazer compras”, enfatizou a Nandini Singla.

A Índia tem actualmente 850 milhões de pessoas com menos de 35 anos e em 2024 serão mil milhões, o que significa que a idade média dos indianos será de 29 anos nessa altura.

“Isto é importante porque é estimado que cada jovem indiano gaste em média 175 mil dólares ao longo da sua vida”, o que multiplicado pelos mil milhões de jovens indianos corresponde à “dimensão do mercado indiano”.

Nandini Singla e Pedro Costa Ferreira falavam esta terça-feira em Lisboa, na segunda sessão de um evento de apresentação da Índia a agentes de viagens e operadores turísticos, que passou pelo Porto na segunda-feira.

Cerca de uma centena de profissionais assistiram em Lisboa a uma apresentação sobre o estado de Querala, realizada pelo director de Turismo do estado, Bala Kiran, e a uma apresentação do operador Wild Voyager, especializado em viagens para apreciar a vida selvagem, realizada pelo director da empresa, Alankar Chandra.

 

Ver também:

Portugal está entre os mercados emissores em maior expansão na Índia

 

Clique para mais notícias: Índia

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Tufão obriga a cancelamento de mais de 100 voos em Tóquio

08-08-2018 (12h30)

Mais de 100 voos foram hoje cancelados em dois dos principais aeroportos de Tóquio, devido à aproximação de um tufão da capital japonesa e com a chuva a começar a fustigar a cidade.

Aeroporto de Macau atinge recorde mensal de passageiros em Julho

02-08-2018 (14h01)

O Aeroporto Internacional de Macau anunciou hoje em comunicado que em Julho atingiu novos recordes, com 5,7 mil voos e 740 mil passageiros.

Casinos de Macau completam 24 meses seguidos de recuperação das receitas de jogo

01-08-2018 (15h41)

Os Casinos de Macau, que são a maior indústria de jogo a nível mundial, tiveram em Julho o 24º mês consecutivo de aumento das receitas brutas de jogo, com uma subida face a 2017 em 10,3% ou 2.363 milhões de patacas (292,3 milhões de euros), ficando, no entanto, ainda 4.158 milhões de patacas (514,3milhões de euros), abaixo de Julho de 2012.

Hotelaria de Macau recebeu mais de 6,8 milhões de hóspedes no primeiro semestre

30-07-2018 (10h31)

Os hotéis e pensões de Macau receberam mais de 6,8 milhões de hóspedes no primeiro semestre, mais 7,8% que no período homólogo de 2017, indicam dados oficiais hoje divulgados.

Primeiro ano dos voos Lisboa – Pequim garante perspectiva de “crescimento futuro” – Beijing Capital Airlines

26-07-2018 (12h12)

A Beijing Capital Airlines anunciou que transportou mais de 80 mil passageiros no primeiro ano de operação da rota Lisboa – Pequim, com 80% de ocupação na época baixa e 95% na época alta, o que é uma “garantia de uma perspectiva positiva de crescimento futuro”.