Embaixadora da Índia pede Congresso da APAVT em Goa

14-03-2018 (12h41)

As agências de viagens e os operadores turísticos devem ser o primeiro canal a abordar-se para se promover um destino, sustentou em declarações ao PressTUR a Embaixadora da Índia em Portugal, que momentos antes, num evento em Lisboa, sugerira à APAVT a realização em Goa do seu Congresso deste ano.

“Nós estamos a tentar trazer um filme de Bollywood para Portugal. Vocês, o que podem fazer é realizar o Congresso da APAVT em Goa”, disse Nandini Singla, Embaixadora da Índia em Portugal.

“Goa é um sítio encantador, é uma ponte maravilhosa que junta os nossos dois países através de ligações históricas, culturais, gastronómicas”, frisou a diplomata, que falava esta terça-feira em Lisboa, num evento de apresentação da Índia a agentes de viagens e operadores turísticos, promovido pela Embaixada com apoio da APAVT.

Na mesma ocasião, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou que a Associação está “a trabalhar nisso, mas não sabemos se vamos chegar a bom porto”.

Um dos obstáculos é que “a data do nosso Congresso, em Novembro, coincide com a época alta na Índia”, sublinhou Pedro Costa Ferreira.

O número de indianos a viajar para o estrangeiro está a crescer 18% e a previsão para 2020 é que haja 15 milhões de turistas indianos a viajar para vários países, salientou a Embaixadora da Índia em Portugal.

Nandini Singla afirmou que a Europa está no topo das preferências dos indianos, que conhecem bem França e Reino Unido e começam a descobrir Espanha por causa de um filme de Bollywood, que impulsionou uma subida de 70% do número de indianos a visitar o país.

A diplomata perspectiva que Portugal pode fazer melhor que receber apenas 31 mil indianos em 2016, que ainda assim representam um aumento de 20% face a 2015 e significam, na sua opinião, que “os indianos estão a apaixonar-se por Portugal, estão a descobrir o vosso maravilhoso país”.

A indústria do turismo na Índia vai crescer anualmente a pelo menos 8% nos próximos dez anos, perspectiva a Embaixadora, para sublinhar que Portugal pode ficar com uma parte dessa ‘fatia’.

“Não somos viajantes solitários backpackers, gostamos de viajar com a nossa família, estar em bons hotéis, comer boa comida e adoramos fazer compras”, enfatizou a Nandini Singla.

A Índia tem actualmente 850 milhões de pessoas com menos de 35 anos e em 2024 serão mil milhões, o que significa que a idade média dos indianos será de 29 anos nessa altura.

“Isto é importante porque é estimado que cada jovem indiano gaste em média 175 mil dólares ao longo da sua vida”, o que multiplicado pelos mil milhões de jovens indianos corresponde à “dimensão do mercado indiano”.

Nandini Singla e Pedro Costa Ferreira falavam esta terça-feira em Lisboa, na segunda sessão de um evento de apresentação da Índia a agentes de viagens e operadores turísticos, que passou pelo Porto na segunda-feira.

Cerca de uma centena de profissionais assistiram em Lisboa a uma apresentação sobre o estado de Querala, realizada pelo director de Turismo do estado, Bala Kiran, e a uma apresentação do operador Wild Voyager, especializado em viagens para apreciar a vida selvagem, realizada pelo director da empresa, Alankar Chandra.

 

Ver também:

Portugal está entre os mercados emissores em maior expansão na Índia

 

Clique para mais notícias: Índia

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau quer atrair mais convenções, congressos e exposições

17-01-2019 (14h07)

O Governo de Macau pretende tornar o território mais competitivo na atracção de mais convenções, congressos e exposições, o segmento MICE, apesar das melhorias neste sector nos últimos anos, anunciou hoje o secretário para a Economia e Finanças daquela região.

TAP prevê ter “em breve” voos em code-share Lisboa – Pequim, via Xi’an, diz Miguel Frasquilho

15-01-2019 (17h17)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia prevê ter “em breve”, previsivelmente “em Fevereiro ou Março”, um acordo de code-share com a Beijing Capital Airlines para vender os seus voos entre Lisboa e Pequim, via Xi’An.

Finnair vai voar de Helsínquia para Sapporo e Punta Cana

15-01-2019 (15h09)

A Finnair, que voa para Lisboa e tem programado voar também para o Porto no próximo Verão a partir de Helsínquia, vai inaugurar em Dezembro duas novas rotas de e para a capital finlandesa, nomeadamente Sapporo e Punta Cana.

Aeroporto Internacional de Macau quer reduzir as emissões de CO2 em 30% até 2028

15-01-2019 (14h38)

O Aeroporto Internacional de Macau anunciou hoje a intenção de reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 30% por movimento até 2028.

Aeroporto de Macau prevê fechar receitas de 2018 acima de 540 milhões de euros

10-01-2019 (16h03)

O aeroporto internacional de Macau (MIA) indicou esperar receitas superiores a cinco mil milhões de patacas (cerca de 540 milhões de euros) em 2018, ano em que bateu o recorde do número de passageiros.