Cidade Proibida de Pequim interdita devido a surto de coronavírus

23-01-2020 (17h45)

Foto: China National Tourist Office
Foto: China National Tourist Office

A Cidade Proibida de Pequim, classificada como Património Mundial da Humanidade desde 1987, foi encerrada pelas autoridades chinesas devido à epidemia de um novo tipo de coronavírus, que já causou 17 mortos.

Um comunicado do museu citado pela Agência France Press informa que o antigo palácio imperial vai fechar as suas portas a partir de Sábado com o objetivo de “evitar os contágios ligados aos agrupamentos de visitantes”.

O novo vírus que causa pneumonias virais foi detectado na China no final de 2019 e já infetou várias centenas de pessoas e provocou a morte a pelo menos 17.

O Palácio Imperial das Dinastias Ming e Qing em Pequim, conhecido por Cidade Proibida, foi construído entre 1406 e 1420 pelo imperador Zhu Di, tendo sido visitado por 19 milhões de pessoas em 2019.

pelo menos 571 pessoas infectadas só no território continental chinês e foram já detectados casos em Macau, Tailândia, Taiwan, Hong Kong, Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos.

As autoridades chinesas consideram que o país está no ponto mais crítico no que toca à prevenção e controlo do vírus e colocaram em quarentena, impedindo entradas e saídas, três cidades onde vivem mais de 18 milhões de pessoas - Wuhan, a as vizinhas Huanggang e Ezhou.

Num esforço sem precedentes para tentar travar a propagação, cancelaram também as comemorações do Ano Novo chinês em várias localidades incluindo a capital, Pequim.

Os primeiros casos do vírus “2019 – nCoV” apareceram em meados de Dezembro na cidade chinesa de Wuhan, quando começaram a chegar aos hospitais pessoas com uma pneumonia viral.

Os sintomas destes coronavírus são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, incluindo falta de ar.

O Comité de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) volta a reunir-se hoje em Genebra, na Suíça, para decidir se declara emergência de saúde pública internacional o surto do novo coronavírus.

(PressTUR com Agência Lusa)

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Casinos de Macau vão poder voltar a funcionar a partir de dia 20

17-02-2020 (13h56)

O Governo de Macau anunciou hoje que a partir da meia-noite do dia 20 de Fevereiro, os casinos do território, que estão encerrados há cerca de 15 dias devido ao coronavírus, vão poder voltar a funcionar.

CEO da MGM anuncia demissão

13-02-2020 (14h42)

O CEO da MGM Resorts desde 2008, Jim Murren, creditado com a expansão da companhia para a Ásia, com a abertura do MGM Macau em 2007 e do MGM Cotai em 2018, anunciou que vai deixar os cargos actuais, mas só concretizará a demissão quando a empresa tiver um substituto.

Aeroporto de Macau tem centenas de voos cancelados até final de Março

11-02-2020 (15h44)

O Aeroporto Internacional de Macau, na sequência das restrições impostas devido ao surto do coronavirus, anunciou que tem voos cancelados até pelo menos final de Março e que actualmente só disponibiliza ligações para 20 destinos.

British Airways adia retoma dos voos para a China para 1 de Abril

10-02-2020 (14h59)

A British Airways, companhia de aviação do IAG que a 29 de Janeiro, em reacção ao surto do novo coronavírus anunciou a suspensão de todos os voos para a China Continental, prolongou agora essa suspensão até 1 de Abril.

Clientes das agências de viagens são reembolsados por cancelamentos de voos para a China em Fevereiro

07-02-2020 (16h19)

As agências de viagens em Portugal vão reembolsar os clientes que, antes do surto do coronavírus, tenho comprado viagens para Macau, Hong Kong e China continental em Fevereiro e as pretendam cancelar, garantiu hoje o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

Noticias mais lidas