Casinos de Macau completam 24 meses seguidos de recuperação das receitas de jogo

01-08-2018 (15h41)

Os Casinos de Macau, que são a maior indústria de jogo a nível mundial, tiveram em Julho o 24º mês consecutivo de aumento das receitas brutas de jogo, com uma subida face a 2017 em 10,3% ou 2.363 milhões de patacas (292,3 milhões de euros), ficando, no entanto, ainda 4.158 milhões de patacas (514,3milhões de euros), abaixo de Julho de 2012.

Analistas citados pela imprensa internacional realçam que os Casinos de Macau enfrentaram em Julho factores adversos, como por exemplo ter sido um mês com menos um domingo que em 2017, bem como ter sido o mês em que se disputou na Rússia o Mundial de Futebol.

Ainda assim, as receitas brutas de jogo dos Casinos de Macau subiram 10,3% em Julho, que foi assim o 5º mês consecutivo de aumento a dois dígitos, contribuindo para que no conjunto dos primeiros sete meses deste ano o maior centro mundial de jogo registe um aumento médio das receitas brutas de jogo em 17,5%, representando uma subida de 26.204 milhões de patacas (3,2 mil milhões de euros) em relação ao período homólogo de 2017.

O montante  total de receitas brutas de jogo dos Casinos de Macau este ano eleva-se, assim, a 175.544 milhões de patacas (21,7 mil milhões de euros), que é o montante mais elevado para este período do ano desde o ano de 2014, relativamente ao qual ainda ficou quase 46 mil milhões de patacas (5,68 mil milhões de euros) abaixo.

Porém, nos primeiros sete meses de 2016 essa quebra estava em 95,9 mil milhões de patacas (11,87 mil milhões de euros), o que significa que com a recuperação iniciada em Agosto de 2015, os Casinos já anularam quase metade da diferença.

E de acordo com analistas citados pela imprensa internacional, com a particularidade de a recuperação estar a contar com uma contribuição mais forte do que designam por jogadores recreativos, referindo-se a turistas que aproveitam estarem no maior centro mundial de jogo para testarem a sorte.

Essa evolução, desejada pelas autoridades locais, até pelo efeito multiplicador na economia de Macau, não significa no entanto que a maioria das receitas não estejam dependentes dos clientes de alto valor aquisitivo em jogos organizados por junkets profissionais, os mais importantes dos quais cotados em Hong Kong.

 

Clique para mais notícias: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport renova acordo de distribuição com a Jet Airways

17-10-2018 (14h17)

A Travelport e a Jet Airways renovaram o seu acordo de distribuição, que permite às agências de viagens conectadas à tecnológica aceder à oferta da companhia de aviação indiana.

Travelport é distribuidor exclusivo de voos domésticos da Air India

15-10-2018 (14h14)

A Travelport venceu um concurso realizado pela Air India para passar a distribuir de forma exclusiva o conteúdo de voos domésticos da companhia de aviação indiana.

Capital Airlines pede para ter voo directo entre o Noroeste da China e Lisboa

11-10-2018 (13h39)

A companhia de aviação chinesa Capital Airlines, do grupo Hainan, pediu autorização às autoridades chinesas para iniciar um voo directo entre Xi'an, célebre nomeadamente pelo 'Exército de Terracota', e Lisboa, depois de ter suspendido, este mês, o voo Hangzhou - Pequim - Lisboa, que era o único a ligar os dois países.

Aeroporto de Macau soma mais de dois milhões de passageiros no terceiro trimestre

11-10-2018 (13h23)

O Aeroporto Internacional de Macau (MIA) somou mais de dois milhões de passageiros no terceiro trimestre, o que corresponde a um crescimento de 13% face ao período homólogo do ano passado.

OMT prevê abrandamento do crescimento do turismo internacional este semestre

11-10-2018 (12h41)

A Organização Mundial do Turismo (OMT) prevê que o crescimento do turismo internacional, que estimou em 6% no primeiro semestre, abrande na segunda metade do ano, embora mantenha a perspectiva de "um forte impulso" este ano.