Beijing Capital vende mais de 80% dos lugares nos primeiros seis meses dos voos Pequim-Lisboa

28-02-2018 (10h39)

Foto: TripAdvisor
Foto: TripAdvisor

O voo direto entre a China e Portugal registou uma taxa de ocupação superior a 80%, nos primeiros seis meses desde a inauguração, disse hoje à Agência Lusa fonte da companhia aérea chinesa Capital Airlines, do grupo HNA, também accionista da Azul e da TAP.

No total, a primeira ligação directa entre os dois países transportou cerca de 40.000 pessoas, revelou fonte do departamento de marketing da empresa.

A rota, com três voos por semana, liga a cidade de Hangzhou, na costa Leste da China, a Lisboa, com escala em Pequim, iniciou-se a 26 de Julho.

Coincidindo com a ligação a Lisboa, a companhia aérea abriu também um voo entre Macau e a capital chinesa, de forma a servir também os 15 mil portugueses que vivem no território outrora administrado por Portugal.

Em 2017, o número de chineses que visitaram Portugal cresceu 40,7%, para 256.735, segundo dados das autoridades portuguesas, que atribuem o aumento à abertura da ligação aérea directa.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, os turistas chineses foram responsáveis por 415.882 dormidas em Portugal, mais 109.240 que em 2016.

O Banco de Portugal, única fonte reconhecida internacionalmente de dados da balança das viagens e turismo, de acordo com dados consultados pelo PressTUR, indicou que os turistas chineses despenderam em Portugal 129,58 milhões de euros em 2017, com um aumento em 79,9% ou 57,57 milhões relativamente a 2016.

A China entrou assim para o Top20 dos emissores para Portugal em receitas turísticas, em 18º, quando em 2016 tinha sido 20º e em 2015, 23º.

A China é já o maior emissor mundial de turistas e, segundo dados do Governo chinês, 129 milhões de chineses viajaram para o estrangeiro em 2017, mais 5,7% do que no ano anterior.

A China é o país mais populoso do mundo, com cerca de 1.400 milhões de habitantes.

A Capital Airlines é uma das subsidiárias do grupo chinês HNA, accionista da TAP, através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Beijing Capital

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Ásia e Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Booking Holdings assina acordo para comprar HotelsCombined

11-07-2018 (14h34)

A Booking Holdings, grupo detentor da Booking.com, assinou um acordo para comprar o site de meta-pesquisa australiano HotelsCombined, aumentando desta forma a sua presença na zona da Ásia e Pacífico.

Macau promove aproximação entre regiões da Grande Baía e países lusófonos

11-07-2018 (13h04)

O chefe do executivo de Macau salientou num balanço da sua visita às regiões da Grande Baía que pretende reforçar a ideia de que Macau pode apoiar essas regiões na promoção de produtos e outros projectos junto dos países de língua portuguesa.

Xiamen Airlines abre reservas para rota Paris – Fuzhou

09-07-2018 (07h47)

A Xiamen Airlines, representada em Portugal pela APG, disponibilizou nos sistemas globais de reservas a sua nova rota entre Paris e Fuzhou, na China, que começa a operar a partir de 11 de Dezembro.

Aeroporto de Macau cresce 20% no primeiro semestre

06-07-2018 (09h30)

O Aeroporto de Macau teve no primeiro semestre um aumento médio de passageiros de 20%, com +22% no segmento dos que tinha o território como destino final.

Ocupação dos hotéis 5-estrelas de Macau supera os 90% nos primeiros cinco meses

29-06-2018 (17h06)

Os hotéis de 5-estrelas de Macau atingiram uma taxa de ocupação média de 91,6% nos primeiros cinco meses deste ano, mais 6,7 pontos que no período homólogo de 2017, por aumentos tanto do número de hospedes, em 11,7% ou 330,5 mil, para 3,15 milhões, como da estada média, de 1,6 para 1,7 noites.