Beijing Capital Airlines promove atractivos de Shaanxi e Xi’an em Lisboa

22-07-2019 (17h20)

Os atractivos da província de Shaanxi e da sua capital, Xi’an, ponto de partida da Rota da Seda e ‘morada’ dos soldados de Terracota, estiveram em destaque esta manhã na apresentação da nova rota Lisboa – Xi’an – Pequim, da companhia Beijing Capital Airlines, do grupo HNA.

A ligação, que começa a 30 de Agosto, “é uma conquista importante para o desenvolvimento da cooperação entre os dois países”, frisou na abertura da cerimónia o vice-presidente de Marketing da Capital Airlines, Guo Hong, para uma plateia de representantes institucionais e profissionais de turismo, incluindo operadores turísticos, agências de viagens e companhias aéreas.

Os três voos por semana que a transportadora vai realizar entre Lisboa, Xi’an e Pequim “preenchem uma lacuna e promovem o intercâmbio” entre os dois países, salientou Cai Run, embaixador da China em Portugal.

Já o vice-governador da Província de Shaanxi, Liang Gui, enalteceu os atractivos de Xi’an e a conectividade do seu aeroporto com outros destinos, “o que mostra que Lisboa fez a escolha certa em cooperar connosco”.

O aeroporto de Xi’an, segundo uma apresentação da gestora dos aeroportos China West Airport Group, tem capacidade para 45 milhões de passageiros e já tem em construção um novo terminal.

Há 65 companhias aéreas a operar no aeroporto de Xi’an, com 345 rotas para 211 destinos, incluindo 72 rotas internacionais para 58 destinos.

A partir do aeroporto de Xi’an existem voos de cerca de duas horas para 75% do território chinês, enalteceu a responsável da China West Airport Group, uma empresa que gere 26 aeroportos na China, incluindo 21 na Província de Shaanxi.

Com 205,8 mil quilómetros quadrados, mais do dobro da área de Portugal, a Província de Shaanxi foi promovida esta manhã pela sua diversidade, desde os atractivos históricos e culturais à beleza natural, passando pelas grandes cidades e centros económicos.

Xi’an, a capital da Província, uma das cidades mais antigas da China, capital ao longo de várias dinastias e ‘morada’ dos soldados de Terracota, é a ‘porta de entrada’ para conhecer a região, onde se destaca também a beleza natural das Montanhas Qinling ou do Rio Amarelo (Huang He).

Os voos da Beijing Capital Airlines entre Pequim e Lisboa, com uma paragem técnica em Xi'an, vão realizar-se em aviões Airbus A330, com 17 lugares em executiva e 235 em económica.

Além de Portugal, a Capital Airlines pretende comercializar através de um acordo de code-share com a TAP os destinos da América do Sul, América do Norte e África, possibilitando também à companhia de aviação portuguesa a venda de voos para a China e outros destinos na Ásia.

Em horas locais, os voos da Beijing Capital Airlines partem de Pequim às 6h30 às quartas, sextas e Domingos em direcção a Xi’an, onde têm chegada prevista para as 8h55 e daí é que voam directamente para Lisboa às 12h10, tendo chegada à capital portuguesa prevista para as 19h05.

Os voos à saída de Lisboa, também às quartas, sextas e Domingos, partem às 22h55, vão também primeiro a Xi’an, onde têm chegada prevista para as 18h15 do dia seguinte e saem para Pequim às 22h15, tendo chegada prevista para as 00h20, dois dias depois da partida de Lisboa.

Os novos voos da Capital Airlines substituem a ligação directa entre Hangzhou e Lisboa, com paragem em Pequim, inaugurada em 26 de Julho de 2017 e suspensa desde Outubro de 2018, “por razões operacionais”.

No primeiro ano desses voos, que eram operados três vezes por semana, a Capital Airlines transportou mais de 80 mil passageiros, segundo dados da empresa. A taxa média de ocupação foi de 80%, nos meses mais fracos, enquanto na época alta superou os 95% (para ler mais clique aqui).

 

Ver também:

Novos voos Portugal – China abrem caminho a empresários e turistas

 

Clique para mais notícias: Beijing Capital Airlines

Clique para mais notícias: Ásia&Pacífico

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cidade Proibida de Pequim interdita devido a surto de coronavírus

23-01-2020 (17h45)

A Cidade Proibida de Pequim, classificada como Património Mundial da Humanidade desde 1987, foi encerrada pelas autoridades chinesas devido à epidemia de um novo tipo de coronavírus, que já causou 17 mortos.

Macau atraiu em 2019 mais visitantes portugueses

21-01-2020 (16h21)

A região de Macau, que é o destino de jogo líder mundial, terminou 2019 com um aumento do número de visitantes residentes em Portugal em 2,4%, com subida do número de turistas, ou seja, dos visitantes que pernoitaram pelo menos uma noite, em 5,7%.

Governo australiano vai investir 1,24 mil milhões de euros no turismo

17-01-2020 (11h58)

O primeiro-ministro australiano Scott Morrison anunciou hoje o investimento de 1,24 mil milhões de euros no turismo, remetendo para a próxima semana os detalhes do plano de recuperação que tem como objectivo dar “um grande impulso” ao turismo na Austrália, país assolado por uma vaga de incêndios que dura há quatro meses.

Dados preliminares indicam número recorde de visitantes a Macau

15-01-2020 (18h56)

De acordo com dados preliminares fornecidos pelo Governo da Região Administrativa de Macau, a cidade recebeu mais de 39,4 milhões de visitantes em 2019, um aumento de 10,1% em relação ao ano de 2018.

Air Macau inaugura quinto voo diário para Pequim

13-01-2020 (15h13)

A companhia de aviação Air Macau inaugurou hoje uma nova ligação para Pequim-Daxing, o novo e segundo aeroporto internacional de Pequim, elevando para cinco o número de voos diários para a capital chinesa.

Noticias mais lidas