Air France tem mais quatro rotas na China operadas pela China Eastern

09-05-2018 (14h23)

Foto: China National Tourist Office
Foto: China National Tourist Office

A companhia de aviação francesa Air France já dispõe de mais quatro rotas na China operadas pela sua parceira China Eastern.

Uma informação aos sistemas globais de reservas indica que a Air France terá o seu código nos voos da China Eastern entre Wuhan e Pequim, Chengdu, Ningbo e Wenzhou.

 

Clique para mais notícias: Air France

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Ásia&Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport renova acordo de distribuição com a Jet Airways

17-10-2018 (14h17)

A Travelport e a Jet Airways renovaram o seu acordo de distribuição, que permite às agências de viagens conectadas à tecnológica aceder à oferta da companhia de aviação indiana.

Travelport é distribuidor exclusivo de voos domésticos da Air India

15-10-2018 (14h14)

A Travelport venceu um concurso realizado pela Air India para passar a distribuir de forma exclusiva o conteúdo de voos domésticos da companhia de aviação indiana.

Capital Airlines pede para ter voo directo entre o Noroeste da China e Lisboa

11-10-2018 (13h39)

A companhia de aviação chinesa Capital Airlines, do grupo Hainan, pediu autorização às autoridades chinesas para iniciar um voo directo entre Xi'an, célebre nomeadamente pelo 'Exército de Terracota', e Lisboa, depois de ter suspendido, este mês, o voo Hangzhou - Pequim - Lisboa, que era o único a ligar os dois países.

Aeroporto de Macau soma mais de dois milhões de passageiros no terceiro trimestre

11-10-2018 (13h23)

O Aeroporto Internacional de Macau (MIA) somou mais de dois milhões de passageiros no terceiro trimestre, o que corresponde a um crescimento de 13% face ao período homólogo do ano passado.

OMT prevê abrandamento do crescimento do turismo internacional este semestre

11-10-2018 (12h41)

A Organização Mundial do Turismo (OMT) prevê que o crescimento do turismo internacional, que estimou em 6% no primeiro semestre, abrande na segunda metade do ano, embora mantenha a perspectiva de "um forte impulso" este ano.