Aeroporto de Macau prevê fechar receitas de 2018 acima de 540 milhões de euros

10-01-2019 (16h03)

Foto: Aeroporto de Macau
Foto: Aeroporto de Macau

O aeroporto internacional de Macau (MIA) indicou esperar receitas superiores a cinco mil milhões de patacas (cerca de 540 milhões de euros) em 2018, ano em que bateu o recorde do número de passageiros.

As receitas globais do aeroporto “alcançaram um marco histórico” no ano passado, de acordo com um boletim divulgado pela empresa gestora, a CAM - Sociedade do aeroporto internacional de Macau, que gere a infraestrutura.

Neste sentido, a empresa garantiu que vai “continuar a reembolsar as dívidas ao Governo e accionistas”.

Em 2018, o aeroporto de Macau registou um recorde de 8,26 milhões de passageiros, um aumento de 15% em relação a 2017 e “o tráfego de passageiros mais alto” de sempre, 12 vezes superior à população de Macau, sublinhou a empresa, num outro comunicado.

Actualmente existem 27 companhias aéreas a operar no aeroporto, ligando Macau a mais de meia centena de destinos.

Em 2018 passaram a operar no aeroporto seis novas companhias aéreas: a Small Planet Airlines, a Royal Air Charter Service, a Cambodia Airways, a KC International Airlines e a Zhejiang Loong Airlines.

Também no ano passado, o aeroporto de Macau adicionou dez novas rotas internacionais, incluindo Sanya, Qingdao, Xian e Kunming (China), Phuket e Krabi (Tailândia), Kota Kinabalu (Malásia), Tuguegarao e Cebu (Filipinas) e Taegu (Coreia do Sul).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Macau

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport e Japan Airlines juntam-se para criar um GDS líder no Japão

19-03-2019 (18h25)

A Travelport e a Japan Airlines assinaram um acordo para lançar uma joint venture que visa desenvolver um GDS líder no Japão, através da integração das plataformas Travelport Japan e a Axess International Network.

HNA vende participação na TAP à Azul e ao fundo norte-americano Global Aviation Ventures

15-03-2019 (13h02)

O conglomerado chinês HNA vendeu a participação de 9% que detinha na TAP através do consórcio Atlantic Gateway à companhia aérea brasileira Azul e ao fundo norte-americano Global Aviation Ventures.

Turistas portugueses “são bastante valiosos” para Macau, Alexis Tam

12-03-2019 (23h55)

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Alexis Tam, afirmou que os turistas portugueses “são bastate valiosos” devido ao elevado tempo médio de permanência no território, que foi o mais elevado entre os principais mercados europeus em 2018, segundo dados consultados pelo PressTUR.

“Mistura das culturas é o que faz Macau diferente”, Maria Helena de Senna Fernandes

12-03-2019 (18h43)

Macau está a apostar na diversificação dos seus atractivos e a herança portuguesa vai continuar a ter um papel importante, porque a “mistura das culturas é o que faz Macau diferente”, disse ao PressTUR a directora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena de Senna Fernandes.

Macau leva operadores turísticos portugueses a conhecer a Grande Baía

12-03-2019 (18h39)

Macau vai voltar este ano a convidar os operadores turísticos portugueses a participar na Feira Internacional da Indústria do Turismo de Macau (MITE), na qual irá promover o destino turístico da Grande Baía Guangdong - Hong Kong - Macau como itinerário multi-destino.