LATAM Airlines aumenta lucro operacional em 50,1%, com yield em alta de 6,2%

09-05-2018 (11h30)

Foto: Airbus/A. Doumenjou/master films
Foto: Airbus/A. Doumenjou/master films

O LATAM Airlines, grupo constituído pela integração da companhia de aviação brasileira TAM na chilena LAN, informou hoje que fechou o primeiro trimestre com um aumento do lucro operacional em 50,1%, impulsionado por um aumento da receita unitária em 7% que, por sua vez, reflecte um aumento do yield (preço médio por quilómetro voado) em 6,2%.

A informação indica que esse aumento do yield associado a um crescimento do tráfego medido em ASK (lugares x quilómetros voados) em 3,6% e uma melhoria da taxa média de ocupação dos voos em 0,6 pontos levou a um aumento das receitas de passagens em 10,1%, para 2.318 milhões de dólares, a que se juntou um crescimento em 16,6% das receitas de carga, para 295,8 milhões, proporcionando um aumento das receitas operacionais em 10,2%, para 2.730,5 milhões.

Esse aumento compara com uma subida dos custos operacionais de 7,6%, para 2.502 milhões, o que levou ao aumento em 50,1% do lucro operacional, para 228,5 milhões, que significam uma margem de 8,4%, melhor 2,2 pontos que no período homólogo de 2017.

O balanço mostra que essa contenção dos encargos ocorreu apesar de um agravamento em 20,6% dos encargos com combustíveis, principalmente pela moderação das despesas com pessoal, que baixaram 2%.

O grupo LATAM, especifica a informação teve, assim, um aumento médio do custo unitário (por ASK) em 4,6%, porque excluindo combustível a subida ficou em 0,2%.

Do lado da receita, o balanço indica que o aumento da receita unitária (por ASK) em 7% foi com +9,2% nas rotas internacionais, que representaram 55,1% das receitas de passagens, +6,1% nas rotas domésticas no Brasil, onde obteve 25,7% das receitas de passagens, e 4% nas rotas domésticas em países de língua espanhola (Chile, Peru, Argentina, Colômbia e Equador), que representaram 19,2% das receitas de passagens.

O balanço publicado pelo LATAM indica que além do aumento do resultado operacional em 76,2 milhões de dólares teve uma melhoria do resultado financeiro, nomeadamente pela redução dos encargos com juros, que baixaram 10%, pelo que apresentou um lucro líquido em alta de 43,2%, para 93,8 milhões de dólares, que significam uma margem líquida de 3,4%, melhor 0,8 pontos que há um ano.

 

Clique para mais notícias: LATAM

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Canadá é a origem/destino de passageiros com o aumento mais forte em Lisboa

20-07-2018 (16h54)

O Aeroporto de Lisboa teve no primeiro semestre um aumento quase para o dobro do número de passageiros em voos de/para o Canadá, que foi assim a origem/destino com o crescimento mais forte do período, embora em valor absoluto os maiores aumentos tenham sido nas ligações com a Alemanha, com Espanha, com França e com o Brasil.

CEO da Azul prevê joint-venture com a TAP até ao fim do ano

19-07-2018 (16h14)

O CEO da companhia brasileira Azul, de que o accionista da TAP David Neeleman é fundador e presidente, afirmou que as negociações com a TAP para a criação de uma joint-venture para voos transatlânticos ainda estão a decorrer e que prevê chegar a acordo no final deste ano.

David Neeleman encomenda 60 aviões A220 para a sua nova companhia aérea

18-07-2018 (16h39)

A nova companhia aérea norte-americana de David Neeleman, accionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway, encomendou à Airbus 60 aviões A220-300, que deverá começar a receber em 2021, altura em que o empresário prevê ter já reunido “uma equipa de gestão de classe mundial”.

MSC Cruzeiros anuncia novo terminal de cruzeiros em PortMiami

11-07-2018 (17h36)

A MSC Cruzeiros e o município de Miami-Dade assinaram um Memorando de Entendimento para a construção de um novo terminal de cruzeiros em PortMiami, que poderá receber os novos navios da classe World, que têm capacidade para 7.000 hóspedes.

Curio Collection by Hilton inaugura hotel na Costa Rica

11-07-2018 (16h02)

A marca de hotéis de luxo Curio Collecion by Hilton inaugurou um hotel em San José, na Costa Rica, instalado num edifício construído em 1930, com jardins interiores e um ‘rooftop piano bar’ com vista para o Teatro Nacional e para a cidade.