EUA querem que requerentes de vistos revelem contactos e redes sociais

02-04-2018 (14h14)

Foto: Diana Fernandes
Foto: Diana Fernandes

O Departamento de Estado norte-americano está a propôr que as pessoas que querem visitar os Estados Unidos forneçam as respectivas identidades nas redes sociais, os números telefónicos e endereços de correio electrónico.

Esta medida deve afectar cerca de dez milhões de pessoas por ano que desejam obter um visto de turista ou que querem migrar para os Estados Unidos. Viajantes diplomáticos ou funcionários governamentais não serão afectados por esta medida.

O programa de isenção de vistos (em que o requerente tem de preencher a Autorização Eletrónica de Viagem designada como ESTA), que abrange cerca de 40 países, dos quais 30 são na Europa (entre os quais Portugal), não é mencionado na proposta.

A ESTA, preenchida antecipadamente na internet, permite aos requerentes permanecerem 90 dias nos Estados Unidos sem terem de passar pelo procedimento para obter um visto.

Após o anúncio de sexta-feira, dia 30 de Março, a proposta do Departamento de Estado norte-americano vai ter um período de consulta pública de 60 dias para eventuais modificações, que devem ser aprovadas a 29 de Maio.

As pessoas potencialmente visadas por esta proposta terão de indicar em que redes sociais estão inscritas e fornecer “as identidades utilizadas (…) nestas plataformas durante os cinco anos anteriores à data do pedido”, de acordo com o documento citado pelas agências internacionais.

Os requerentes também terão de fornecer dados, também relativos aos últimos cinco anos, sobre os seus números telefónicos, endereços de ‘e-mail’ e viagens ao estrangeiro.

A aplicação destes requisitos foi mencionada pela primeira vez no ano passado no âmbito de uma estratégia que tem como base, segundo classificou o presidente norte-americano, Donald Trump, uma "verificação minuciosa" das pessoas que desejam entrar no Estados Unidos.

As organizações de direitos civis criticaram fortemente estes requisitos, em nome da protecção da vida privada.

No último ano fiscal, cerca de 559.536 pessoas solicitaram um visto de imigração e outras 9,7 milhões pediram outras formas de vistos para visitar os Estados Unidos.

(PressTUR com Lusa)

 

Clique para mais notícias: Estados Unidos

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport nomeia Luís Carlos Vargas da Silva para director regional na América Latina

15-10-2018 (12h52)

Luís Carlos Vargas da Silva, que nos últimos 18 meses desempenhou interinamente as funções de vice-presidente e director-geral da Travelport para a América Latina, foi nomeado para o cargo de director regional da empresa na América Latina.

LATAM aumenta capacidade em 8% em Setembro e sofre queda acentuada da ocupação dos voos

10-10-2018 (19h58)

O grupo LATAM, formado pela integração da brasileira TAM na chilena LAN, informou hoje que embora tendo aumentado a sua capacidade (em ASK, lugares x quilómetros voados) em 8% em Setembro, o crescimento do tráfego (em RPK, passageiros x quilómetros voados) ficou em 2,4% o que acarretou uma queda da taxa de ocupação em 4,5 pontos, para 81,9%.

Iberia já está com voos diários para a Guatemala e El Salvador

03-10-2018 (16h12)

A Iberia, companhia de aviação espanhola do IAG, aumentou este mês a sua oferta de voos para a Guatemala e El Salvador, passando a diários, em Airbus A330-200.

Delta Air Lines anuncia que vai ter Lisboa - Boston, mas ‘corta’ Lisboa - Atlanta

01-10-2018 (17h35)

A norte-americana Delta Air Lines, segunda maior companhia de aviação do mundo, anunciou hoje que no próximo ano terá voos entre Boston e Lisboa, em comunicado que apenas no último parágrafo acrescenta que, porém, a ligação sazonal entre a capital portuguesa e o seu hub de Atlanta, segundo maior aeroporto do mundo, "não regressará em 2019".

Delta Air Lines volta a voar Ponta Delgada - Nova Iorque no Verão de 2019

01-10-2018 (17h32)

A companhia de aviação norte-americana Delta Air Lines, membro da aliança SkyTeam, anunciou hoje que no próximo Verão voltará a voar entre Ponta Delgada, Açores, e o principal aeroporto de Nova Iorque, o JFK, a partir de 23 de Maio.