Delta aumenta lucro em 36% no 1º semestre e revê em alta previsão para este ano

12-07-2019 (18h01)

Foto: Delta Air Lines
Foto: Delta Air Lines

A companhia de aviação norte-americana Delta Airlines, que faz voos dos Estados Unidos para Portugal Continental e Açores, indicou que no primeiro semestre teve um aumento do lucro líquido em 36%, atingindo 2.173 milhões de dólares (1.929 milhões de euros ao câmbio de hoje), e adiantou que dada a evolução este ano reviu em alta a previsão de lucros este ano.

A informação da companhia indica que o aumento do lucro líquido reflecte nomeadamente um aumento em 25% do lucro operacional, que atingiu 3.148 milhões de dólares (2.794,6 milhões de euros) por aumento das receitas em 6%, para 23.008 milhões de dólares (20.425,3 milhões de euros), enquanto o aumento de custos operacionais ficou em 3%, totalizando 19.860 milhões e dólares (17.630,6 milhões de euros).

Para a contenção de custos contribuiu nomeadamente a contenção dos aumentos dos custos com pessoal a 3%, para 5.391 milhões de dólares (4.785,84 milhões de euros), e, principalmente, a subida dos encargos com combustíveis em apenas 2%, para 4.269 milhões de dólares (3.789,8 milhões de euros), nomeadamente pela redução em 2% no segundo trimestre, para 2.291 milhões de dólares (2.033,8 milhões de euros).

Sobre a evolução dos proveitos, a companhia indicou que as receitas domésticas aumentaram 8,8% no 2º trimestre por aumento 3,6% da receita média por passageiro voado uma milha e aumento de capacidade em 5,1%.

A receita do tráfego transatlântico, onde se incluem os voos de/para Portugal, tiveram um aumento 6,1%, com subida da receita unitária em 1,5%, apesar de uma penalização de dois pontos por variações cambiais e cessação da actividade do seu parceiro na Índia, e aumento de capacidade em 4,6%.

O CEO da companhia, citado no balanço do segundo trimestre, atribui a evolução dos resultados às iniciativas focadas no cliente e acrescentou que tendo em conta o primeiro semestre avança uma previsão de resultados de 2019 acima do que tinha sido antecipado, indicando que deverão situar-se entre 6,75 dólares e 7,25 dólares por acção.

 

Clique para mais notícias: Delta Air Lines

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: América

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Estados Unidos sobem a 6º maior emissor para a hotelaria portuguesa até Outubro

13-12-2019 (17h33)

Os Estados Unidos foram o 6º maior mercado emissor para a hotelaria portuguesa nos primeiros dez meses deste ano, ultrapassando pela primeira vez o milhão de turistas no alojamento turístico português, mais 75,4 mil que nos 12 meses de 2018, e os 2,3 milhões de dormidas, com mais 148,4 mil que no total do ano passado.

GOL anuncia saída da Delta do seu capital

11-12-2019 (19h09)

A companhia de aviação norte-americana Delta Air Lines já concretizou a saída do capital da brasileira GOL, ‘inevitável’ depois que subitamente apostou 1,9 mil milhões de dólares na rival LATAM.

Air Transat programa 16 voos por semana para Portugal na época alta 2020

11-12-2019 (19h05)

A companhia de aviação Air Transat indicou que tem programado fazer 16 voos directos por semana para Portugal, de Montreal e Toronto, incluindo “um novo voo para Faro”.

América Latina proporciona 47,4% do crescimento de tráfego do IAG até Novembro

09-12-2019 (17h45)

As rotas da América Latina estão a ser de forma cada vez mais clara o ‘motor’ de crescimento do IAG, grupo que integra a British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level, tendo valido até Novembro 47,4% do crescimento de tráfego na totalidade das operações.

Scott Kirby substitui Oscar Muñoz como CEO da United

09-12-2019 (12h59)

A companhia de aviação norte-americana United Airlines anunciou que o seu CEO, Oscar Muñoz, vai passar a ser chairman executivo do Conselho de Administração, enquanto Scott Kirby, presidente, foi nomeado CEO.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas