Boeing suspende temporariamente produção de aviões 737 MAX

17-12-2019 (10h23)

Foto: Ross Parmly / Unsplash
Foto: Ross Parmly / Unsplash

O fabricante de aeronaves Boeing anunciou hoje que a partir de Janeiro vai suspender temporariamente a produção de aviões 737 MAX, retirados de circulação há nove meses após dois acidentes que fizeram 346 mortos.

Em comunicado, a Boeing adianta que avaliou "continuamente" os seus planos de produção em caso de imobilização prolongada do 737 MAX.

"Como resultado desta avaliação em curso, decidimos dar prioridade à entrega dos aviões armazenados e suspender temporariamente a produção do programa 737 a partir do próximo mês", afirma o fabricante de aeronaves norte-americano.

A Boeing adianta que nesta fase não se prevê extinção de postos de trabalho.

Em Outubro, o presidente executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, admitiu que a empresa cometeu "erros" nos acidentes mortais com aviões do modelo 737 Max 8 na Indonésia e na Etiópia, ao falar perante o Senado norte-americano.

"Sabemos que cometemos erros e que estávamos errados. Somos culpados disso", afirmou na ocasião Dennis Muilenburg, citado pela agência Efe, perante o Comité do Comércio do Senado norte-americano.

Foi a primeira vez que a Boeing reconheceu no Congresso norte-americano ter cometido erros que estiveram na origem dos acidentes que resultaram na morte de centenas de pessoas e que custaram milhares de milhões de dólares à empresa com sede em Chicago (clique para ler: Presidente da Boeing reconhece responsabilidade nos acidentes mortais com 737 Max 8).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Boeing

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

American Airlines perspectiva “parceria estratégica” com a outrora diabolizada Qatar Airways

26-02-2020 (12h20)

A norte-americana American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, indicou que já iniciou a construção de uma parceria estratégica com a Qatar Airways, uma das companhias de aviação do Golfo que anteriormente contestava por fazerem concorrência desleal uma vez que recebiam ajudas de Estado.

TAP e Avianca iniciam voos em code-share na quinta-feira

25-02-2020 (16h08)

A TAP passa a poder oferecer voos para as cidades colombianas de Bogotá e Cali via ligações em Avianca, sua parceira na Star Alliance, a partir de Nova Iorque e de Miami.

Presidente da República repudia suspensão pela Venezuela dos voos da TAP

18-02-2020 (17h26)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, declarou que a decisão da Venezuela de suspender os voos da TAP por 90 dias de “totalmente incompreensível” e que “não pode deixar de ser repudiada”.

TAP reencaminha passageiros que voavam hoje para Caracas para outras companhias

18-02-2020 (14h57)

A TAP está a reencaminhar os passageiros que voavam hoje para Caracas para outras companhias aéreas, depois de ter sido suspensa pelo Governo venezuelano durante 90 dias, indicou fonte oficial da empresa à Lusa.

TAP acrescenta mais cinco destinos nos Estados Unidos em code-share com a JetBlue

13-02-2020 (15h40)

A TAP vai acrescentar cinco novos destinos nos Estados Unidos em voos da JetBlue, companhia fundada pelo seu accionista de referência, David Neeleman, a partir de Boston, para onde tem voos directos de Lisboa.

Noticias mais lidas