Transportadoras aéreas africanas assinam acordo com IATA para melhorar serviços

04-06-2018 (11h37)

A Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) e a Associação de Transportadores Africanos (AFRAA) assinaram um memorando de entendimento para aprofundar a cooperação, libertar fundos bloqueados pelos Governos e aumentar a conectividade dos países africanos.

"Segundo o memorando, a IATA e a AFRAA vão trocar informações, experiências e capacidades para trabalhar em conjunto para melhorar a segurança, promover a conectividade regional e implementar o Mercado Único Africano de Transporte Aéreo (SAATM), libertar fundos das companhias aéreas bloqueados pelos Governos através de aconselhamento sobre as melhores práticas e atingir níveis razoáveis de taxas", lê-se no comunicado.

O acordo, assinado em Sydney à margem do Encontro Anual da IATA pelo director-geral daquele organismo, Alexandre de Juniac, e o secretário-geral da AFRAA, Abderahmane Berthé, prevê também o encorajamento da troca de dados entre os acionistas das companhias aéreas para melhorar a experiência dos passageiros.

"África está cheia de potencial; desbloquear os benefícios sociais e económicos da aviação é um elemento crítico para o desenvolvimento do continente", disse Alexandre de Juniac, acrescentando que "atingir o potencial, no entanto, não vai acontecer por acaso, é preciso uma melhoria contínua na segurança, uma moldura regulamentar eficaz e infraestruturas adequadas".

Os transportes aéreos movimentam um mercado de 72,5 mil milhões de dólares e empregam 6,8 milhões de pessoas no continente africano, segundo a IATA.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

PR moçambicano lança primeira pedra para construção de aeroporto no sul de Moçambique

08-10-2018 (13h29)

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, lançou a primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional de Xai-Xai, na província de Gaza, no Sul de Moçambique, um projecto orçado em cerca de 75 milhões de dólares (65 milhões de euros).

Novas tarifas aéreas entre ilhas de Cabo Verde entram em vigor no dia 28

08-10-2018 (13h23)

As novas tarifas no transporte aéreo entre as ilhas de Cabo Verde vão mesmo entrar em vigor a 28 de Outubro, apesar do pedido de adiamento da companhia aérea Binter, que chegou a ameaçar suspender as ligações após essa data.

Nova direcção da TAAG prepara privatização da companhia aérea

08-10-2018 (13h14)

O presidente da nova administração da companhia aérea angolana TAAG indicou que a privatização da empresa vai ser feita "gradualmente", devendo, primeiro, criar-se condições "adequadas e atractivas" para o investimento privado, noticiou a imprensa angolana.

Marriott anuncia primeiro hotel em Moçambique, em Nampula

01-10-2018 (16h17)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, com mais de 1,16 milhões de quartos em quase seis mil hotéis em 2016, anunciou hoje que vai abrir a sua primeira unidade em Moçambique, em 2023, em Nampula, numa área que terá também um centro comercial, um hospital e escritórios.

TAAG vai contar com mais aviões a partir do próximo ano

29-09-2018 (15h38)

A companhia aérea angolana TAAG, líder nas ligações entre Angola e Portugal, como voos para Lisboa e para o Porto, vai adquirir, em 2019, 11 novos aviões de médio curso e um número ainda não informado de Boeing 787 Dreamliner, de longo curso, no quadro do seu programa de modernização da transportadora.