Sal e Boavista concentraram mais de 80% das dormidas de portugueses em Cabo Verde em 2017

06-03-2018 (17h11)

As ilhas cabo-verdianas mais turísticas, Sal e Boavista, concentraram no ano passado 81,3% das dormidas de turistas residentes em Portugal, com um total de 290 mil, que significou um aumento médio em 14,2%, mais dois pontos percentuais que o crescimento médio do mercado português.

Uma análise do PressTUR aos dados publicado pelo INE de Cabo Verde mostou que o Sal manteve-se a ilha a receber maior número de turistas residentes em Portugal, com 25.886, representando 38,1% do total, seguida por Santiago, com 29,9% do total (20.279), Boavista, com 24,1% (16.382), São Vicente, com 6,1% (4.140) e o conjunto das restantes ilhas, com 1,8% (1.195).

Em relação a 2016, a Boavista foi a ilha que mais reforçou a sua quota, com uma subida de 2,4 pontos, seguindo-se Sal e São Vicente, cada uma com mais 0,7 pontos, todas ‘à custa’ de Santiago, que perdeu quatro pontos.

Os dados do INE cabo-verdiano consultados pelo PressTUR permitiram concluir que apesar de 2017 ter sido um ano de crescimento do turismo português para Cabo Verde, na hotelaria da ilha de Santiago ocorreu uma queda do número de hóspedes residentes em Portugal, em 7,7% ou 1,7 mil.

A Boavista esteve no pólo oposto, com o maior aumento do ano, em 2,3 mil (+16,3%), seguindo-se o Sal, com mais 1,6 mil (+6,6%), São Vicente, com mais cerca de 650 (+18,7%) e o conjunto das restantes ilhas, com mais 111 (+10,2%).

O panorama em dormidas foi significativamente diferente, já que depois do Sal, que concentrou 49,4% das dormidas de turistas residentes em Portugal, situou-se a Boavista, com 31,9%, num total de 113,7 mil, e só depois Santiago, com 11,7% (41,8 mil), São Vicente, com 5,2% (18,4 mil), e conjunto das restantes ilhas, com 1,9% (6,7 mil).

Relativamente a 2016, a Boavista foi a ilha que mais aumentou a sua quota, com mais 0,8 pontos, seguindo-se o Sal, com +0,7 pontos, São Vicente, com +0,4 pontos, e conjunto das restantes ilhas, com +0,3 pontos, enquanto Santiago perdeu 2,2 pontos.

A hotelaria de Santiago foi, de facto, a única a ter uma queda das dormidas de turistas residentes em Portugal, em 5,5% ou 2,4 mil, pela queda do número de hóspedes, que um aumento da estada média em 2,4% não chegou para anular.

Já na Boavista a evolução foi quase oposta, pois teve um aumento forte das dormidas de turistas residentes em Portugal, com +15% ou mais 14,8 mil, mas pelo aumento do número de hóspedes, porque a estada média até decresceu em 1,2%, para 6,94 noites.

O maior aumento de dormidas do ano de 2017 foi no entanto no Sal, com mais 21,36 mil (+13,8%), tanto por aumento do número de hóspedes quanto da subida da estada média em 6,7%, para 6,81 noites.

Na ilha de São Vicente, a estada média dos portugueses subiu 3%, para 4,44 noites, o que associado ao aumento do número de hóspedes proporcionou um dos aumentos mais fortes de dormidas do ano de 2017, em 22,3% (mais 3,3 mil, para 18,4 mil).

No conjunto das restantes ilhas, as dormidas de portugueses subiram em 33,6%, no que foi a maior variação percentual, mas que em valor absoluto ficou numa subida de 1,7 mil, para 6,7 mil.

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cidadãos da UE estarão isentos de visto para Cabo Verde a partir de 2019

18-12-2018 (10h08)

O ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano anunciou que a partir do próximo ano os cidadãos da União Europeia estarão isentos de vistos de curta duração para entrar em Cabo Verde, medida várias vezes adiada.

Turkish Airlines vai ter 20 voos/semana para Hurghada e Sharm el Sheik

17-12-2018 (17h54)

A companhia de aviação turca Turkish Airlines, que é uma das mais utilizadas pelos operadores turísticos portugueses para ligações com destinos do Médio e Extremo Oriente para os quais não há voos directos de Portugal, tem programado atingir 20 voos por semana do seu hub de Istambul para os destinos turísticos egípcios de Hurghada e Sharm El Sheik.

Marrocos prevê superar a marca de 100 mil visitantes portugueses este ano

14-12-2018 (17h23)

O director da Delegação do Turismo de Marrocos em Portugal, Abdellatif Achachi, perspectiva que o número de visitantes portugueses em Marrocos este ano supere a marca de 100 mil como "resultado do nosso trabalho juntos" referindo-se a operadores, agências e companhias aéreas.

TAP perspectiva ter mais voos para Angola “antes do Verão”, de onde já repatriou “quase 70%” dos capitais retidos

13-12-2018 (18h16)

A TAP deverá ter mais dois ou três voos semanais entre Portugal e Angola “antes do Verão”, segundo o seu CEO, Antonoaldo Neves que informou ainda que a companhia já recuperou “quase 70% dos recursos” que estavam retidos nesse país.

Hotéis no Sal e na Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o Fim de Ano – presidente da AAVTCV

10-12-2018 (12h58)

Os hotéis das ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o réveillon, e os principais mercados emissores são o Reino Unido e Portugal, segundo Mário Sanches, presidente da Associação das Agências de Viagem e Turismo de Cabo Verde (AAVTCV).