Reservas para Cabo Verde até 20 de Março não serão afectadas pela nova TSA

07-01-2019 (18h39)

Os operadores turísticos Solférias e Soltrópico avançaram hoje que as reservas dos seus pacotes para Cabo Verde, apesar da entrada em vigor a 1 de Janeiro de uma nova Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) no país, “não sofrerão alterações de preços para reservas efectuadas até às 18h dia 20 de Março”, desde que tenham sido enviados os dados de passaporte dos viajantes.

O Governo cabo-verdiano implementou a 1 de Janeiro uma Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) com um custo de cerca de 1,36 euros por passageiro em voos nacionais e 30,83 euros por passageiro em voos internacionais (clique para ler: Cabo Verde implementa Taxa de Segurança Aeroportuária).

A TSA entrou em vigor no mesmo dia em que o Governo cabo-verdiano isentou os cidadãos de 36 países europeus de vistos de curta duração para entrada no país (clique para ler: Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus).

Os operadores turísticos Solférias e Soltrópico divulgaram hoje aos agentes de viagens que “estão abrangidos ao pagamento desta taxa todos os cidadãos estrangeiros que desembarquem em Cabo Verde ou estejam em viagem entre as ilhas”.

Em simultâneo, deixa de existir o visto de curta duração para entrar em Cabo Verde para cidadãos portugueses, assim como para cidadãos da Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia, Suécia e Suíça.

Os viajantes de nacionalidades não incluídas, segundo os operadores, passaram a pagar o visto e a TSA, num total de 65 euros por pessoa, incluindo taxa de serviço do operador turístico.

Os operadores anunciaram que todos os pacotes turísticos comercializados, incluindo voo, alojamento, seguro de viagens e serviço de transfere, "não sofrerão alterações de preços para reservas efectuadas até às 18h dia 20 de Março de 2019, independentemente da data de estadia, desde que os dados de passaporte das respectivas reservas sejam inseridos e/ou comunicados até às 18h do mesmo dia”.

As reservas efectuadas e confirmadas até às 18h de dia 20 de Março cujos dados de passaporte não tenham sido comunicados ao operador, por sua vez, terão um suplemento adicional de 12 euros por pessoa referente à nova TSA.

Para reservas efetuadas e confirmadas a partir das 18h de dia 20 de Março, terão incluídas o serviço de processamento da TSA, com a respectiva actualização de preços efetuada a partir dessa data.

Os operadores sublinham que o prazo limite para proceder ao tratamento dos dados de passaporte com vista à obtenção da TSA “mantém-se nos cinco dias úteis antes da data de partida”. O operador cobra 15 euros por ‘file’ para a inserção manual dos dados de passaporte.

Para estadias que não incluam todos os serviços de um pacote turístico, o operador cobrará o valor da TSA no valor de 35 euros por pessoa, incluindo taxa de serviço.

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Solférias

Clique para ver mais: Soltrópico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oásis Atlântico vai abrir um eco resort na praia do Tarrafal em Cabo Verde

16-01-2019 (18h10)

O grupo hoteleiro português Oásis Atlântico anunciou que vai abrir um eco resort de 5-estrelas na praia do Tarrafal, no Norte da ilha de Santiago, em Cabo Verde.

Barceló compra resort de 5-estrelas e dois terrenos em Marraquexe

16-01-2019 (11h50)

O Barceló Hotel Group comprou um resort de 5-estrelas na Palmeraie de Marraquexe, um terreno adjacente para construir mais quartos e outro terreno próximo do centro da cidade para construir um hotel novo.

Thomson Airways volta a voar de Gatwick para Faro a partir de Maio

08-01-2019 (10h11)

A Thomson Airways, companhia de aviação britânica do TUI, maior grupo europeu de organização e comercialização de viagens volta a voar a partir de 5 de Maio de Londres Gatwick para Faro, Algarve, uma rota que não opera desde Abril de 2015.

Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus

03-01-2019 (16h13)

Cidadãos de 36 países europeus deixaram desde terça-feira de estar obrigados a um visto de curta duração para entrar em Cabo Verde, mais quatro do que os anunciados inicialmente pelo Governo, segundo uma rectificação publicada entretanto em Boletim Oficial.

Cabo Verde implementa Taxa de Segurança Aeroportuária

03-01-2019 (16h11)

O Governo cabo-verdiano implementou a 1 de Janeiro uma Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) com um custo de cerca de 1,36 euros por passageiro em voos nacionais e 30,83 euros por passageiro em voos internacionais.