Receitas turísticas na Tunísia crescem 40% para 500 milhões de euros

13-07-2018 (11h38)

As receitas de turismo na Tunísia no primeiro semestre cresceram 40% face ao período homólogo do ano passado, uma evolução que o Governo tunisino atribui ao ‘regresso' dos visitantes europeus.

Responsáveis do Ministério do Turismo relacionaram esta subida com o regresso paulatino dos viajantes europeus, que tornaram a escolher o país como destino de férias, depois dos atentados que em 2015 mataram 72 pessoas, 60 dos quais estrangeiros.

Segundo as estatísticas oficiais divulgadas, cerca de 3,2 milhões de turistas viajaram para a Tunísia entre 1 de Janeiro e 30 de Junho deste ano, mais 26% que no primeiro semestre de 2017, elevando as receitas turísticas para 500 milhões de euros.

Cerca de 60% dos visitantes são de mercados europeus, seguido de perto pelos argelinos.

Por nacionalidades, a maior subida foi registada pelos franceses, seguidos por alemães e russos.

Os mesmos responsáveis revelaram à agência noticiosa Efe que esperam que a tendência permita reverter definitivamente a crise em que se afundou este sector, chave para a economia tunisina, depois dos ataques, e superar o número de turistas que procuravam o país.

Entre Janeiro e 10 de Junho, a Tunísia recebeu cerca de 4.500 turistas portugueses, mais 51% que no período homólogo do ano passado, segundo revelou no final do mês passado Mounira Derbel, directora ibérica do Turismo da Tunísia (clique para ler: Chegada de turistas portugueses à Tunísia aumenta 51% até Junho).

Alguns operadores turísticos portugueses retomaram este ano as operações charter para a Tunísia, com voos para Djerba e Monastir, e declararam satisfação com o desempenho das vendas (clique para ler: Vendas para a Tunísia decorrem a bom ritmo – Solférias, Sonhando e Soltrópico).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Tunísia

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Air Austral é a próxima companhia a alugar o A380 da portuguesa Hi Fly

06-08-2018 (11h25)

A companhia de aviação francesa Air Austral vai alugar o avião A380 da portuguesa Hi Fly para operar voos de e para a sua sede em Saint-Denis, na Ilha da Reunião.

Governo de Cabo Verde diz ter quase 20 interessados em comprar os TACV

31-07-2018 (14h09)

Quase 20 empresas e empresários nacionais e investidores estrangeiros já manifestaram interesse na compra da transportadora aérea cabo-verdiana TACV, informou hoje o Governo, indicando que o comprador fará a gestão da empresa por, pelo menos, cinco anos.

Abreu, Solférias e Soltrópico anunciam dois charters TAP para Réveillon em Cabo Verde

27-07-2018 (16h03)

A Abreu, a Solférias e a Soltrópico lançaram para o mercado dois voos charter contratados à TAP para o Fim de Ano nas Ilhas do Sal e da Boavista, em Cabo Verde, programados para partir de Lisboa no dia 26 de Dezembro.

Companhia aérea moçambicana LAM indica nova direcção-geral

24-07-2018 (09h26)

A Assembleia-Geral da transportadora Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) nomeou João Carlos Pó Jorge director-geral da companhia, "para assegurar o normal funcionamento da empresa".

TAP vai alterar routing dos voos para Lomé e Accra

17-07-2018 (17h56)

A TAP, que actualmente tem quatro voos por semana de Lisboa para Lomé e seguidamente Accra, a partir do início do Inverno IATA fará duas dessas ligações indo primeiro a Accra e só depois a Lomé.