Novas tarifas aéreas entre ilhas de Cabo Verde entram em vigor no dia 28

08-10-2018 (13h23)

Foto: Binter
Foto: Binter

As novas tarifas no transporte aéreo entre as ilhas de Cabo Verde vão mesmo entrar em vigor a 28 de Outubro, apesar do pedido de adiamento da companhia aérea Binter, que chegou a ameaçar suspender as ligações após essa data.

A 26 de Setembro, a AAC informou que ia analisar a proposta da Binter, a única operadora que faz ligações aéreas inter-ilhas, de prorrogar para Janeiro de 2019 a entrada em vigor das novas tarifas máximas.

Em resposta, a AAC anunciou sexta-feira, em comunicado, que enviou uma nota à companhia aérea a comunicar a sua decisão em manter inalterada a data de entrada em vigor da deliberação, “prevista para 28 de Outubro de 2018”.

“A reguladora não encontra razões objectivas que justifiquem uma prorrogação da entrada em vigor e ainda entende que prevalecem os critérios ditados pelas condições do mercado doméstico de transporte aéreo que motivaram a calibração dos preços”, lê-se no comunicado.

Segundo a AAC, a sua decisão teve em consideração “a sustentabilidade da operadora e a protecção dos interesses dos consumidores”.

O regulador garante que a sua actuação se pauta pela “contínua monitorização do mercado, identificando, sempre, as alterações substanciais das condições económicas ou das estratégias comerciais das operadoras que podem ditar reajustamentos futuros nas tarifas, nos termos regulamentares”.

A deliberação que determina as tarifas máximas aplicadas no sector de transporte aéreo doméstico em Cabo Verde foi aprovada pela AAC em Julho, publicada na semana passada no Boletim Oficial e entra em vigor a 28 de Outubro.

Com o reajuste, registou-se uma redução nas tarifas máximas de 2,33%, havendo rotas que tiveram diminuição dos preços máximos, enquanto outras aumentaram e outras mantiveram-se inalteráveis.

Em reacção a esta deliberação, a Binter anunciou que a continuidade dos compromissos assumidos com o Governo estava em perigo e, segundo o semanário Expresso das Ilhas, terá suspendido a venda de ligações para além de 28 de Outubro.

Contudo, a empresa emitiu depois um comunicado a anunciar que “abre imediatamente a venda de bilhetes para além de 28 de Outubro de 2018”.

A decisão foi tomada tendo em conta “o resultado das reuniões frutíferas de terça-feira à tarde”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Binter

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

PR moçambicano lança primeira pedra para construção de aeroporto no sul de Moçambique

08-10-2018 (13h29)

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, lançou a primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional de Xai-Xai, na província de Gaza, no Sul de Moçambique, um projecto orçado em cerca de 75 milhões de dólares (65 milhões de euros).

Nova direcção da TAAG prepara privatização da companhia aérea

08-10-2018 (13h14)

O presidente da nova administração da companhia aérea angolana TAAG indicou que a privatização da empresa vai ser feita "gradualmente", devendo, primeiro, criar-se condições "adequadas e atractivas" para o investimento privado, noticiou a imprensa angolana.

Marriott anuncia primeiro hotel em Moçambique, em Nampula

01-10-2018 (16h17)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, com mais de 1,16 milhões de quartos em quase seis mil hotéis em 2016, anunciou hoje que vai abrir a sua primeira unidade em Moçambique, em 2023, em Nampula, numa área que terá também um centro comercial, um hospital e escritórios.

TAAG vai contar com mais aviões a partir do próximo ano

29-09-2018 (15h38)

A companhia aérea angolana TAAG, líder nas ligações entre Angola e Portugal, como voos para Lisboa e para o Porto, vai adquirir, em 2019, 11 novos aviões de médio curso e um número ainda não informado de Boeing 787 Dreamliner, de longo curso, no quadro do seu programa de modernização da transportadora.

Angola negoceia com Boeing novos aviões para a TAAG

27-09-2018 (14h59)

O Presidente de Angola revelou em Nova Iorque que as autoridades de Luanda estão a negociar a compra de novos aviões da Boeing destinados à companhia aérea angolana TAAG, que é líder em ligações com Portugal, com voos de Luanda tanto para Lisboa como para o Porto.