IATA assinala redução dos fundos das companhias de aviação retidos em Angola

05-06-2018 (15h31)

Angola, um dos países onde as companhias de aviação têm mais fundos que não conseguem repatriar, reduziu no ano passado em 120 milhões de dólares, segundo indicou a IATA, que considerou estar perante uma evolução encorajadora.

A IATA estima em 4.900 milhões de dólares o total de fundos das companhias aéreas retidos em diversos países, o principal dos quais a Venezuela, com 77% do total, no montante de 3.780 milhões de dólares, e sem perspectivas de resolução do problema.

A questão normalmente prende-se com vendas nesses países problemáticos que as companhias não conseguem depois repatriar, ou só o podem fazer sofrendo grandes perdas com câmbios totalmente fora do mercado.

Depois da Venezuela, onde uma das companhias afectadas é a TAP, surge a Angola, onde também a companhia portuguesa é uma das penalizadas, com um montante total, segundo a IATA, de 386 milhões de dólares.

Anteriormente o segundo país com mais fundos de companhias aéreas retidos era a Nigéria, que entretanto permitiu a recuperação dos 600 milhões que tinha retidos.

O Top5 dos países com mais fundos retidos inclui depois o Sudão, com 170 milhões de dólares, o Bangladesh, com 95 milhões, e o Zimbabwe, com 76 milhões.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: IATA

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Fórum Mundial do Turismo começa hoje em Luanda

23-05-2019 (09h27)

A capital angolana, Luanda, acolhe a partir de hoje a reunião do Fórum Mundial do Turismo, um encontro que deverá juntar 1.500 participantes e servirá para promover o investimento e impulsionar o sector no país.

Ilha do Sal quer classificar a praia de Santa Maria com Bandeira Azul

22-05-2019 (11h46)

A Câmara Municipal do Sal, em Cabo Verde, quer classificar a praia de Santa Maria com Bandeira Azul, segundo a representante do programa no país, que considera que todas as praias cabo-verdianas têm condições para ser classificadas, desde que sejam implementadas medidas.

TAP lança nova rota para a capital da Gâmbia a partir de Outubro

21-05-2019 (11h34)

A TAP anunciou hoje que a partir de 26 de Outubro vai voar três vezes por semana entre Lisboa e Banjul, capital da Gâmbia.

Empresários de Cabo Verde querem “quebrar o monopólio” no transporte aéreo inter-ilhas

15-05-2019 (14h46)

A falta de concorrência nos transportes aéreos inter-ilhas dificulta a unificação do mercado, pelo que é necessário encontrar soluções para "quebrar o monopólio", disse o presidente da Câmara de Comércio de Sotavento (CCISS) cabo-verdiano.

Royal Air Maroc reduz bagagem de porão autorizada nos voos para o Brasil

13-05-2019 (18h36)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc (RAM), que tem Portugal como um dos mercados de captação de tráfego para voos de longo curso, reduz a partir de quarta-feira a bagagem de porão autorizada nos voos para o Brasil em até cerca de 18 quilogramas.

Noticias mais lidas