Governo moçambicano quer acelerar plano de reestruturação da LAM

09-07-2018 (13h44)

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, disse que o Governo vai acelerar o plano de reestruturação das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), considerando a recuperação da companhia uma prioridade.

"Nós temos um programa de reestruturação e a LAM tem este trabalho em curso. Vamos acelerá-lo", disse Carlos Agostinho do Rosário, citado hoje pela Agência de Informação de Moçambique (AIM).

De acordo com o primeiro-ministro moçambicano, o objectivo do Governo é encontrar um parceiro estratégico para recuperar a companhia da crise que atravessa, que foi provocada por dívidas internas.

"Sabemos que a LAM tem dificuldades, mas que o mais importante é procurarmos um parceiro estratégico para que possamos viabilizar as operações da LAM, mas não só, também das outras empresas públicas", acrescentou o governante.

Na semana passada, cerca de 300 passageiros que pretendiam viajar de Maputo para as cidades da Beira e Nampula ficaram em terra, devido à falta de combustível nos aviões da LAM.

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, disse à imprensa que o corte nos fornecimentos de combustível foi provocado por dificuldades de pagamento por parte da LAM.

Na sexta-feira, fonte da LAM disse à Lusa que o Instituto de Gestão de Participações do Estado (IGEPE) de Moçambique, entidade governamental que gere as empresas públicas, vai indicar uma comissão para gerir transitoriamente as LAM, na sequência da dissolução do Conselho de Administração, decidida em assembleia-geral extraordinária no dia anterior.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: LAM

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias, Soltrópico e Abreu contratam charters à TAP para pacotes de Carnaval e Páscoa em Cabo Verde

10-09-2018 (17h25)

A Solférias, a Soltrópico e a Viagens Abreu contrataram à TAP voos charter para as ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista no Carnaval e na Páscoa, disse ao PressTUR fonte de uma das empresas.

Depressão tropical obrigou a cancelar 20 voos domésticos em Cabo Verde

03-09-2018 (11h11)

A passagem de uma depressão tropical por Cabo Verde levou ao cancelamento de 20 voos domésticos, na sexta-feira e Sábado, além da suspensão da maioria das ligações marítimas entre ilhas, estando a situação a ser normalizada.

Ethiopian Airlines prepara começar voos domésticos em Moçambique a partir de Outubro

31-08-2018 (11h43)

A Ethiopian Airlines, que se apresenta como a maior companhia de aviação africana, vai iniciar voos domésticos em Moçambique a partir de 1 de Outubro, segundo informou o presidente da empresa Aeroportos de Moçambique, Emanuel Chaves.

TUIfly Nordic programa voar para Cabo Verde de Copenhaga, Helsínquia e Estocolmo este Inverno

29-08-2018 (15h43)

A TUIfly Nordic, companhia de aviação do maior grupo mundial de operadores turísticos e agências de viagens baseada no Norte da Europa, indicou aos sistemas globais de reservas que este Inverno tem programado voar de Copenhaga, Helsínquia e Estocolmo para as ilhas cabo-verdianas da Boavista e do Sal.

Aeroporto de Maputo espera atrair mais tráfego internacional com nova certificação

28-08-2018 (10h46)

O Aeroporto Internacional de Maputo, capital moçambicana, recebeu um novo certificado que eleva a sua capacidade de resposta para voos comerciais, esperando com isso atrair mais tráfego internacional.