Governo britânico levanta alerta contra viagens para a maior parte da Tunísia

27-07-2017 (11h44)

O governo britânico levantou os alertas que tinha em vigor contra viagens para a maior parte do território da Tunísia, incluindo a capital e as praias de Sousse.

O Ministério britânico dos Negócios Estrangeiros (Foreign and Commonwealth Office) mantém contudo avisos contra viagens a algumas partes do Sul e do interior da Tunísia, designadamente as fronteiras com a Argélia e a Líbia.

A maior parte do território da Tunísia é apresentada pelo Ministério britânico com a cor verde, o que significa que os viajantes devem consultar as recomendações do Ministério antes de viajar.

No Sul e no Oeste (interior), algumas partes do território são apresentadas com as cores amarelo, que significa alerta contra todas as viagens excepto essenciais, e vermelho, cor do aviso contra todas as viagens.

A informação do Ministério britânico mantém contudo o aviso de que existe um risco acrescido de terrorismo contra a aviação, pelo que o governo britânico implementou medidas de segurança adicionais.

A Tunísia está em estado de emergência desde o ataque suicida a um autocarro da polícia a 24 de Novembro de 2014, que foi prolongado várias vezes, a última das quais a 14 de Junho deste ano, por quatro meses.

O governo britânico acrescenta que está a trabalhar numa colaboração mais estreita com as autoridades tunisinas desde o ataque terrorista em Sousse em Junho de 2015, o que levou a um aumento da presença de forças de segurança em cidades grandes e em zonas turísticas.

Os terroristas ainda são contudo susceptíveis de tentar realizar ataques na Tunísia, alerta o Ministério britânico, sublinhando que as forças de segurança permanecem em alto estado de alerta em Tunes e em outros lugares.

A recomendação é de que os visitantes devem estar sempre atentos, inclusive em locais religiosos e em festivais, seguindo os conselhos das autoridades de segurança da Tunísia e as recomendações das agências de viagens.

O Ministério português dos Negócios Estrangeiros fez a sua última actualização aos avisos sobre viagens à Tunísia a 15 de Junho, para alertar para a extensão do estado de emergência no país, mantendo “o nível de alerta ao seu ponto mais alto”.

“Apesar de se ter verificado uma certa melhoria da situação securitária, reiteram-se as recomendações de maior vigilância e prudência nos locais de trabalho, nas residências e nas deslocações e o mais estrito respeito das disposições exigidas por estas autoridades”, sublinha a informação do Ministério português.

O Ministério recomenda “particular atenção nas deslocações para zonas onde tenham ocorrido incidentes de segurança bem como para lugares de grande afluência, tais como centros comerciais e mercados”, acrescenta, aconselhando ainda fazer o “Registo ao Viajante”.

Na sequência da alteração aos avisos do governo britânico sobre viagens à Tunísia, os operadores turísticos europeus estão a planear retomar as suas operações para o país.

A Thomson e a First Choice declararam ao jornal especializado em turismo “Travel Weekly” que estão a avaliar a possibilidade de reintroduzir o destino na sua oferta, atendendo não só ao levantamento dos avisos do governo britânico como também à evolução da procura.

A Thomas Cook declarou por sua vez que levará o seu tempo a avaliar como e quando terá de novo a Tunísia na sua programação, enquanto o operador independente Just Sunshine anunciou que irá retomar rapidamente a comercialização de programas para o destino.

 

Clique para mais notícias: Tunísia

Clique para mais notícias: África

Clique para mais notícias: Europa

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Comentários
  • JOAQUIM FERREIRA

    w

    27-07-2017 (18h09)


Escrever comentário

Outras Notícias

Club Med La Pointe aux Canonniers reabre após renovação

18-10-2018 (16h54)

O Club Med La Pointe aux Canonniers, na Maurícia, reabre no dia 10 de Novembro após um processo de renovação, através do qual passou a ter novos quartos, piscina e Spa.

PR moçambicano lança primeira pedra para construção de aeroporto no sul de Moçambique

08-10-2018 (13h29)

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, lançou a primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional de Xai-Xai, na província de Gaza, no Sul de Moçambique, um projecto orçado em cerca de 75 milhões de dólares (65 milhões de euros).

Novas tarifas aéreas entre ilhas de Cabo Verde entram em vigor no dia 28

08-10-2018 (13h23)

As novas tarifas no transporte aéreo entre as ilhas de Cabo Verde vão mesmo entrar em vigor a 28 de Outubro, apesar do pedido de adiamento da companhia aérea Binter, que chegou a ameaçar suspender as ligações após essa data.

Nova direcção da TAAG prepara privatização da companhia aérea

08-10-2018 (13h14)

O presidente da nova administração da companhia aérea angolana TAAG indicou que a privatização da empresa vai ser feita "gradualmente", devendo, primeiro, criar-se condições "adequadas e atractivas" para o investimento privado, noticiou a imprensa angolana.

Marriott anuncia primeiro hotel em Moçambique, em Nampula

01-10-2018 (16h17)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, com mais de 1,16 milhões de quartos em quase seis mil hotéis em 2016, anunciou hoje que vai abrir a sua primeira unidade em Moçambique, em 2023, em Nampula, numa área que terá também um centro comercial, um hospital e escritórios.