Consulado português recomenda “cautelas adicionais” a quem viaje para o Norte de Moçambique

01-06-2018 (21h56)

O Consulado Geral de Portugal em Maputo recomendou hoje em circular “cautelas adicionais” a quem viaje para o Norte de Moçambique, depois dos ataques de grupos armados naquela área.

“Devido à situação de insegurança em várias localidades da província de Cabo Delgado, aconselham-se cautelas adicionais antes de viajar para aquela região”, diz a mensagem.

O Consulado recomenda o acompanhamento da situação através dos meios de comunicação social e a consulta regular da página sobre conselhos aos viajantes para Moçambique no Portal das Comunidades Portuguesas.

A mesma informação está disponível na área de Conselhos aos Viajantes do Portal das Comunidades Portuguesas, que publica uma actualização com data de hoje na qual escreve que “nos últimos meses têm sido noticiados vários incidentes graves em diversas localidades da província de Cabo Delgado, particularmente nos distritos de Mocímboa da Praia, Macomia e Palma, alegadamente praticados por um movimento insurgente de matriz islâmica”.

A Agência Lusa noticiou que a vila de Mocímboa da Praia e aldeias do meio rural da província de Cabo Delgado, no Norte de Moçambique, têm sido alvo de ataques de grupos armados desde Outubro de 2017, causando um número indeterminado de mortes e deslocados.

Dez pessoas foram decapitadas no Domingo, depois de terem sido interceptadas em duas aldeias remotas, sem electricidade, nem infra-estruturas.

Um estudo divulgado na última semana, em Maputo, aponta a existência de redes de comércio ilegal na região e a movimentação de grupos radicais islâmicos, oriundos de países a Norte, como algumas das raízes da violência.

Diversos investimentos estão a avançar na província para exploração de gás natural dentro de cinco a seis anos, no mar e em terra, com o envolvimento de algumas das grandes petrolíferas mundiais.

 

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TACV programa voos para Dakar a partir de DezembroTitulo

15-11-2018 (11h00)

A companhia de aviação cabo-verdiana Cabo Verde Airlines (TACV) vai começar a voar entre a ilha do Sal e a capital do Senegal, Dakar, a partir de 9 de Dezembro, duas vezes por semana, com o seu Boeing B757.

Angola quer mais aposta em lodges e resorts - Ministra

14-11-2018 (17h45)

A ministra do Turismo de Angola, Ângela Bragança, defendeu hoje que Luanda já tem suficientes hotéis de cinco estrelas, sendo necessária apostar nos lodges e nos resorts para aumentar o fluxo turístico para o país.

Presidente da TAAG está seguro que fluxo de passageiros entre Portugal e Angola vai aumentar

14-11-2018 (16h46)

Com o ‘desanuviamento' das relações entre Portugal e Angola, "não tenho dúvida nenhuma de que vai haver aumento de fluxo de passageiros entre Luanda e Lisboa", afirmou ao PressTUR o presidente da companhia de aviação angolana TAAG, Rui Carreira.

TAAG quer abrir capital ao investimento privado, mas “não total” – presidente

14-11-2018 (16h42)

A TAAG deixou de ser uma empresa pública para ser uma sociedade comercial e o próximo passo será a abertura de parte do capital ao investimento privado, mas "não total", uma vez que se trata de "uma empresa estratégica para o Estado angolano", de acordo com o presidente da transportadora, Rui Carreira.

Porto – Luanda “continua a ser para nós um bom voo”, mesmo com quebra de passageiros – TAAG

14-11-2018 (16h40)

O tráfego aéreo de passageiros entre Porto e Luanda está com uma quebra de 8,7% até Outubro, mas não é por isso que deixa de ser "um bom voo", garantiu ao PressTUR o presidente do Conselho de Administração da TAAG, Rui Carreira, assegurando que a rota é para manter com a mesma frequência de voos.

Ultimas Noticias