Cabo Verde propõe isenção recíproca de vistos com a Rússia

04-10-2019 (11h12)

O Governo de Cabo Verde vai avançar com uma proposta para estabelecer a isenção recíproca de vistos em passaportes ordinários com a Rússia, numa resolução que será votada no parlamento na próxima semana.

Trata-se de uma das várias resoluções agendadas para votação na próxima sessão ordinária da Assembleia Nacional, que decorre de 9 a 11 de Outubro, a primeira após o período de férias do parlamento, iniciado no final de Julho, conforme agenda de trabalhos a que a Lusa teve acesso.

Em causa está um acordo entre os governos dos dois países, assinado a 30 de Abril de 2019, sobre a isenção recíproca de vistos em passaportes ordinários ou outros documentos de viagens válidos aos cidadãos nacionais de ambos os países em viagens entre os respetivos territórios, o qual carecia de ratificação pelo parlamento.

A proposta de resolução refere que o documento prevê a isenção de vistos de entrada e permanência por um período não superior a 60 dias por cada entrada, desde que não seja para fins de trabalho, estudo ou residência.

O acordo, lê-se no texto da resolução consultada pela Lusa, "constitui um marco relevante nas relações entre os dois países, que hoje se intensificam através de contactos regulares entre altos dirigentes dos dois Estados, intercâmbio de visitas oficiais e assinatura de importantes instrumentos de cooperação".

Cidadãos de outros 36 países europeus deixaram desde o início do ano de estar obrigados a um visto de curta duração para entrar em Cabo Verde, medida justificada então pelo Governo com a intenção de aumentar a competitividade no setor do turismo e duplicar o número de turistas que visitam o país, que é superior a 700 mil por ano (clique para ler: Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus).

Da lista fazem parte todos os países que integram da União Europeia e mais sete que não fazem parte do bloco europeu, casos da Suíça, Noruega, Islândia, Lichtenstein, Mónaco, São Marino e Andorra.

Os cidadãos destes países estão apenas obrigados a um visto de turismo que podem adquirir à chegada ao aeroporto, já em Cabo Verde.

Também na sessão que arranca no dia 9 de Outubro, os deputados são chamados a votar a ratificação do acordo entre os governos de Cabo Verde e da Argentina, sobre a supressão de vistos para titulares de passaportes diplomáticos, oficiais e de serviço.

Entre outros assuntos, os deputados cabo-verdianos votam ainda o Projeto de Lei que regula o acesso aos documentos administrativos e à informação administrativa, uma Proposta de Lei que aprova a Lei de Custeio da Iluminação Pública e uma alteração às bases do Serviço Nacional de Saúde.

Na agenda dos deputados está ainda a votação dos projetos de resolução relativos à Conta Geral do Estado de 2014 e de 2015, bem como uma proposta para adesão à Convenção da União Africana sobre Cibersegurança e Proteção de Dados Pessoais.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Etihad chega a mais dez destinos com a TAP via Lisboa e Porto

16-10-2019 (16h02)

A Etihad Airways, companhia de aviação do Abu Dhabi, anunciou que vai expandir o code-share com a TAP a mais dez rotas via Lisboa e Porto, a partir do início do fim deste mês, início do chamado Inverno IATA.

LAM espera transportar 12 a 14 mil passageiros entre Lisboa e Maputo no primeiro ano

08-10-2019 (11h27)

A LAM – Linhas Aéreas de Moçambique anunciou que vai voar entre Lisboa e Maputo a partir de Março, três vezes por semana, num A340-300 de 267 lugares da Hi Fly, esperando transportar 12 mil a 14 mil passageiros no primeiro ano.

LAM quer negociar um acordo de code-share com a TAP

08-10-2019 (11h21)

A LAM, que a partir de Março vai voar entre Lisboa e Maputo, quer negociar com a TAP um acordo de code-share “de forma a que uma pessoa possa comprar um voo desde o Porto até Nampula, por exemplo”, segundo o director-geral da companhia, João Carlos Pó Jorge.

euroAtlantic garante continuidade dos voos para São Tomé, mesmo vendendo STP Airways

25-09-2019 (11h16)

O fundador e presidente da companhia de aviação euroAtlantic, Tomaz Metello, garantiu que ainda que a companhia venda a participação que tem na são-tomense STP Airways e saia da sua gestão, a empresa vai manter os voos para São Tomé e Príncipe que iniciou em 2008, mas ‘em nome próprio’.

Royal Air Maroc já abriu reservas para voos Casablanca - Pequim Daxing

12-09-2019 (14h31)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc (RAM), que voa para os aeroportos portugueses de Lisboa e do Porto, já abriu as reservas para os voos entre o seu hub de Casablanca e o novo aeroporto da capital chinesa, Pequim Daxing, que tem programado começar a 16 de Janeiro próximo.

Noticias mais lidas