Angola e Cabo Verde querem exploração conjunta TAAG e TACV de voos entre os dois países

02-05-2018 (11h08)

As companhias de aviação angolana TAAG e cabo-verdiana TACV deverão retomar este ano as ligações aéreas entre os dois países, através de uma exploração conjunta em moldes a definir, foi hoje anunciado em Luanda.

O anúncio foi feito pelo ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, no final das conversações entre as delegações dois países, que decorreram no Palácio Presidencial, em Luanda, lideradas respectivamente pelo presidente angolano, João Lourenço, e pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva, que se encontrava em visita oficial ao país.

“As partes concordaram em continuar a trabalhar no sentido de se encontrar um entendimento reciprocamente vantajoso, no plano comercial, que permita a reabertura das linhas regulares aéreas entre os dois países. As companhias aéreas de bandeira das partes acordam o desenvolvimento de estudos para a implementação de uma parceria estratégica, mutuamente vantajosa, para exploração conjunta dos destinos, com início ainda no decorrer de 2018”, anunciou Manuel Augusto, citado pela Lusa.

A transportadora aérea estatal angolana TAAG suspendeu no final de 2016 os voos directos entre Luanda e Praia, com escala em São Tomé e Príncipe, alegando que a rota não era rentável.

O seu então CEO, Peter Hill, que entretanto deixou o cargo com o fim da parceria para gestão da TAAG pela Emirates, apelou para o Governo de Angola subsidiar o voo e ao de Cabo Verde para, por exemplo, baixar o custo de combustível ou diminuir as taxas aeroportuárias.

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, disse que o seu executivo não iria subsidiar ou conceder isenções aos voos da TAAG, lembrando que a companhia de bandeira do arquipélago, a TACV, enfrenta “problemas que bastem” de sustentabilidade.

Desde então os angolanos e são-tomenses residentes em Cabo Verde queixam-se de que enfrentam muitas dificuldades para visitar os seus países, quer em férias quer em negócios.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

Clique para mais notícias: TAAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Club Med La Pointe aux Canonniers reabre após renovação

18-10-2018 (16h54)

O Club Med La Pointe aux Canonniers, na Maurícia, reabre no dia 10 de Novembro após um processo de renovação, através do qual passou a ter novos quartos, piscina e Spa.

PR moçambicano lança primeira pedra para construção de aeroporto no sul de Moçambique

08-10-2018 (13h29)

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, lançou a primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional de Xai-Xai, na província de Gaza, no Sul de Moçambique, um projecto orçado em cerca de 75 milhões de dólares (65 milhões de euros).

Novas tarifas aéreas entre ilhas de Cabo Verde entram em vigor no dia 28

08-10-2018 (13h23)

As novas tarifas no transporte aéreo entre as ilhas de Cabo Verde vão mesmo entrar em vigor a 28 de Outubro, apesar do pedido de adiamento da companhia aérea Binter, que chegou a ameaçar suspender as ligações após essa data.

Nova direcção da TAAG prepara privatização da companhia aérea

08-10-2018 (13h14)

O presidente da nova administração da companhia aérea angolana TAAG indicou que a privatização da empresa vai ser feita "gradualmente", devendo, primeiro, criar-se condições "adequadas e atractivas" para o investimento privado, noticiou a imprensa angolana.

Marriott anuncia primeiro hotel em Moçambique, em Nampula

01-10-2018 (16h17)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, com mais de 1,16 milhões de quartos em quase seis mil hotéis em 2016, anunciou hoje que vai abrir a sua primeira unidade em Moçambique, em 2023, em Nampula, numa área que terá também um centro comercial, um hospital e escritórios.