Angola e Cabo Verde querem exploração conjunta TAAG e TACV de voos entre os dois países

02-05-2018 (11h08)

As companhias de aviação angolana TAAG e cabo-verdiana TACV deverão retomar este ano as ligações aéreas entre os dois países, através de uma exploração conjunta em moldes a definir, foi hoje anunciado em Luanda.

O anúncio foi feito pelo ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, no final das conversações entre as delegações dois países, que decorreram no Palácio Presidencial, em Luanda, lideradas respectivamente pelo presidente angolano, João Lourenço, e pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva, que se encontrava em visita oficial ao país.

“As partes concordaram em continuar a trabalhar no sentido de se encontrar um entendimento reciprocamente vantajoso, no plano comercial, que permita a reabertura das linhas regulares aéreas entre os dois países. As companhias aéreas de bandeira das partes acordam o desenvolvimento de estudos para a implementação de uma parceria estratégica, mutuamente vantajosa, para exploração conjunta dos destinos, com início ainda no decorrer de 2018”, anunciou Manuel Augusto, citado pela Lusa.

A transportadora aérea estatal angolana TAAG suspendeu no final de 2016 os voos directos entre Luanda e Praia, com escala em São Tomé e Príncipe, alegando que a rota não era rentável.

O seu então CEO, Peter Hill, que entretanto deixou o cargo com o fim da parceria para gestão da TAAG pela Emirates, apelou para o Governo de Angola subsidiar o voo e ao de Cabo Verde para, por exemplo, baixar o custo de combustível ou diminuir as taxas aeroportuárias.

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, disse que o seu executivo não iria subsidiar ou conceder isenções aos voos da TAAG, lembrando que a companhia de bandeira do arquipélago, a TACV, enfrenta “problemas que bastem” de sustentabilidade.

Desde então os angolanos e são-tomenses residentes em Cabo Verde queixam-se de que enfrentam muitas dificuldades para visitar os seus países, quer em férias quer em negócios.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

Clique para mais notícias: TAAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP contrata voos à Hi Fly para Maputo, Natal e Recife

22-05-2018 (11h33)

A TAP contratou à Hi Fly, companhia de aviação da família Mirpuri, vários voos para três das suas rotas intercontinentais, para a capital moçambicana, Maputo, e para as capitais nordestinas brasileiras de Natal e Recife, que vai ter um Airbus A340 a operá-los.

Incêndio destrói parte do Pestana Bazaruto Lodge

21-05-2018 (10h01)

Treze habitações do hotel Pestana Bazaruto Lodge, em Moçambique, foram danificadas na sexta-feira por um incêndio, sem provocar vítimas, anunciou fonte do parque ambiental daquela zona à Televisão de Moçambique (TVM).

Turistas portugueses na hotelaria de Cabo Verde aumentam 9,4% no primeiro trimestre

18-05-2018 (14h47)

A hotelaria de Cabo Verde teve alojados +9,4% ou mais mil turistas portugueses no primeiro trimestre deste ano, que teve o benefício de Março ter sido o mês do ‘pico’ de férias da Páscoa, que em 2017 apenas foi em Abril.

Boavista liderou crescimento das estadas de turistas portugueses em Cabo Verde no 1º trimestre

18-05-2018 (14h43)

A ilha da Boavista foi o destino cabo-verdiano com o maior aumento de dormidas de residentes em Portugal, concluiu uma análise do PressTUR aos dados divulgados pelo INE de Cabo Verde, a qual mostrou que o Sal manteve-se, no entanto, o destino nº 1 em número de pernoitas e São Vicente liderou em número de hóspedes.

Hotelaria de Cabo Verde acolhe +10,3% de turistas no primeiro trimestre – INE

17-05-2018 (14h10)

Os estabelecimentos hoteleiros em Cabo Verde acolheram 215 mil turistas no primeiro trimestre deste ano, com um aumento de 10,3% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano.

Ultimas Noticias