Aeroporto moscovita lidera aumento de passageiros na Europa no primeiro trimestre

14-05-2019 (16h19)

Foto: Nils Nedel / Unsplash
Foto: Nils Nedel / Unsplash

O Aeroporto de Moscovo Sheremetyevo foi o aeroporto europeu com o maior aumento de passageiros no primeiro trimestre, com mais aproximadamente 1,6 milhões (+17,6%, para 10,7 milhões) que no período homólogo de 2018, à frente de Berlim Tegel e Viena, dois aeroportos europeus com fortes investimentos das duas maiores low cost, a Ryanair e a easyJet.

Berlim Tegel, onde a easyJet entrou com a aquisição de activos da falida Air Berlin, teve um aumento de quase 1,3 milhões de passageiros (+32,4%, para 5,26 milhões). Viena, onde a Ryanair entrou com Laudamotion, resultante da falência da Niki, do grupo Air Berlin, teve um aumento de aproximadamente 1,2 milhões de passageiros (+24,6%, para 6,06 milhões).

O Top5 dos aumentos de passageiros em valor absoluto no primeiro trimestre completa-se com dois ‘pesos pesados’ tradicionais, Paris Charles de Gaulle, hub da Air France, com mais cerca de 890 mil passageiros (+5,7%, para 16,48 milhões), e Madrid Barajas, hub da Iberia, com mais cerca de 810 mil passageiros (+6,4%, para 13,43 milhões.

Ainda assim, e apesar de um fraco crescimento de apenas 1,4%, Londres Heathrow manteve a liderança indiscutível dos aeroportos europeus, com 17,939 milhões, mais cerca de 1,4 milhões que o nº 2, Paris Charles de Gaulle, com 16,48 milhões, mais cerca de 2,4 milhões que o nº 3, Amesterdão Schiphol, com 15,48 milhões (+1,6% que no primeiro trimestre de 2018).

A maior surpresa no Top10 dos aeroportos europeus foi, assim, a quebra de passageiros em Istambul Ataturk, hub da Turkish Airlines, que teve um decréscimo de passageiros em 2,7% ou cerca de 420 mil, para 15,17 milhões, mantendo-se, no entanto, à frente do maior aeroporto alemão, Frankfurt, que terminou o trimestre com cerca de 14,8 milhões de passageiros (+2,5% ou mais cerca de 361 mil que há um ano).

A segunda metade do Top10 começa com Madrid Barajas (13,4 milhões de passageiros, +6,4% que em 2018), a que se segue o líder em crescimento, Moscovo Sheremetyevo, com 10,7 milhões), e depois Barcelona, com 10,5 milhões (+5,9%), Munique, com 9,96 milhões (+3,9%), e Londres Gatwick, com 9,67 milhões (+4%).

O ACI assinala que os cinco maiores aeroportos europeus, que designa por majors, tiveram um aumento médio de passageiros de apenas 1,7%, nomeadamente pela quebra em Istambul Ataturk, a qual também influencia negativamente o desempenho do grupo 1 (dos aeroportos com mais de 25 milhões de passageiros por ano, do qual faz parte Lisboa), cujo aumento médio de passageiros foi de 4%.

A avaliação do director-geral do ACI, Olivier Jankovec, é de que “embora abrandando” quando se compara com os dois últimos anos, o tráfego de passageiros na Europa “permanece dinâmico — especialmente na União Europeia”, reflectindo, em sua opinião melhor enquadramento económico na Zona Euro e perspectivas globais “mais benignas”.

Porém, Olivier Jankovec não se mostra optimista quanto ao futuro a médio prazo, citando desafios como a volatilidade dos preços do petróleo, a continuação da consolidação na aviação, disrupções na gestão de tráfego aéreo e crescentes limitações de capacidade aeroportuária, bem como aumento dos riscos de ‘guerras comerciais’ e até, no médio prazo, as crescentes preocupações quanto ao impacto ambiental da aviação.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Dois dos principais destinos de turistas estrangeiros em Espanha têm quedas de dormidas em Julho

23-08-2019 (16h36)

Baleares e Canárias, dois dos destinos espanhóis com mais dormidas de turistas residentes no estrangeiro, tiveram quedas de pernoitas neste mês de Julho, que foi, aliás, um mês de queda em 0,6% das pernoitas dos mercados internacionais provocada pela quebra da estada média em 2,4%.

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola sobem a dois dígitos há quatro meses

23-08-2019 (16h11)

A hotelaria espanhola teve em Julho um aumento de dormidas de turistas residentes em Portugal em 10,9%, no que foi o quarto mês consecutivo de aumentos a dois dígitos, com o qual o aumento médio este ano está em 12% e já foram ultrapassados os 2,3 milhões de pernoitas.

Air Europa amplia ligações entre Espanha e o nordeste brasileiro com voos para Fortaleza

23-08-2019 (15h38)

A Air Europa, única companhia espanhola com voos directos entre Espanha e o nordeste brasileiro, disputando esse mercado com a TAP, marcou para Dezembro a introdução do seu terceiro destino nessa região do Brasil, Fortaleza, depois de Salvador e Recife, que lhe valeram 80 mil passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com um aumento homólogo em 8,3%.

Grupo Mapa Tours já é do Wamos Group (Springwater)

23-08-2019 (15h32)

O Wamos Group, que em Portugal tem as operações de organização e comercialização de viagens do antigo Grupo Espírito Santo (ES Viagens) e do grupo SONAE (Geostar), já concretizou a opção de compra da totalidade do operador turístico espanhol Mapa Tours, concluindo assim a aquisição iniciada em Outubro do ano passado.

Air Europa vai voar Madrid – Fortaleza a partir de 20 de Dezembro

23-08-2019 (13h58)

A Air Europa, companhia do grupo Globalia, de que fazem parte o operador turístico Travelplan e os hotéis Be Live, vai voar Madrid – Fortaleza a partir de 20 de Dezembro, inicialmente com dois voos por semana e, a partir de Junho, com três voos por semana.

Noticias mais lidas