Projectos Algarvios candidatos ao QCA

19-06-2006 (15h21)

Hélder Martins aos PressTUR (3)

O Centro Oceanográfico de Sagres, a requalificação das ilhas da Ria Formosa e o Pavilhão Multiusos do Algarve são os “três projectos públicos emblemáticos na área do turismo”, eventualmente candidatáveis a financiamento do próximo Quadro Comunitário de Apoio, anunciou ao PressTUR o presidente da RTA, Hélder Martins.

Hélder Martins referiu que embora ainda haja discussão quanto à localização do Pavilhão Multiusos, a RTA não discordará de uma possível localização junto do estádio do Algarve, “pois ali há terreno e infra-estruturas e pode-se avançar rapidamente”.

O empreendimento conta já com cinco milhões de euros das verbas do jogo do Algarve e já foi lançado o concurso público internacional para a elaboração do projecto, indicou o dirigente, que afirmou estar preocupado com um eventual protelar do seu desenvolvimento.

“A minha preocupação é que entre o momento em que decidimos construir o Pavilhão do Arade e o momento em que foi colocada a primeira pedra passaram-se quatro anos, apesar de já termos o projecto, termos decidido a engenharia financeira e as aprovações”, explicou Hélder Martins.

No caso do Multiusos do Algarve, acrescentou, “não podemos demorar tanto tempo, porque é um equipamento de que necessitamos urgentemente, até porque estamos a trabalhar bem a área dos congressos e precisamos de espaços desta natureza para grandes eventos de Verão”.

Actualmente, o Algarve apenas de salas com alguma dimensão no Tivoli Marinotel e no Tivoli Almansor e tem em construção, pela iniciativa privada, um centro de convenções na Herdade dos Salgados, com capacidade para três mil lugares, referiu Hélder Martins, acrescentando que a Região vai necessitar de outra estrutura do género na zona de Tavira.

Hélder Martins referiu na mesma ocasião que o Pavilhão do Arade, cuja inauguração estava prevista para Setembro, coincidindo com as comemorações do Dia Mundial do Turismo, só ficará pronto em finais de Dezembro, “uma vez que se encontrou água e as obras estiveram paradas”.

No entanto, avançou, está para breve o lançamento do concurso público internacional de exploração do pavilhão, a qual, disse, será uma concessão de sete anos na primeira fase, renováveis por períodos de cinco anos.

"Para o primeiro ano de concessão foi decidido que a empresa vencedora pagará apenas o custo fixo, enquanto nos anos posteriores deverá pagar estes e uma percentagem por actividade”, explicou.

Hélder Martins disse ainda que “um estudo sobre o modelo de funcionamento do Pavilhão do Arade recomenda que a estrutura accionista tenha apenas a responsabilidade da conservação da estrutura do edifício, deixando a exploração a privados”.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal será “um hub” da expansão do Minor Hotel Group na Europa

02-02-2016 (18h52)

"Acho que Portugal vai tornar-se um hub europeu na continuação da nossa expansão na Europa", afirmou ao PressTUR o CEO do Minor Hotel Group, Dillip Rajakarier, sublinhando que os seus planos passam por tornar a Tivoli numa marca global e por trazer para Portugal outras marcas do grupo.

É preciso que haja coragem para rever as leis de ordenamento do território

19-06-2006 (15h29)

“Enquanto não houver coragem de mexer na Rede Natura, na Reserva Ecológica e na Reserva Agrícola” muitos projectos turísticos de qualidade, nomeadamente no interior algarvio, vão permanecer parados, e a pressão vai continuar a exercer-se sobre o litoral, advertiu o presidente da Região de Turismo do Algarve, Hélder Martins, que em declarações ao PressTUR afirmou estar indignado com o chumbo do empreendimento turístico de Corte Velho, no concelho de Castro Marim, pelo secretário de Estado do Ambiente.

RTA defende nova legislação para enquadrar camas paralelas

19-06-2006 (15h28)

A Região de Turismo do Algarve defende que a nova lei dos empreendimentos turísticos deveria prever a figura do alojamento particular que permita enquadrar essa oferta, porque a actual legislação, de 1997, não permite a sua legalização e enquadramento.

Revisão do PROTAL deve acautelar projectos que aguardam aprovação

19-06-2006 (15h18)

A revisão do PROTAL - Plano Regional de Ordenamento do Território do Algarve deve acautelar os projectos que aguardam aprovação, defende o presidente da RTA, que, além disso, preconiza a adopção de “restrições no litoral, de acordo com o que já está aprovado no Plano de Ordenamento da Orla Costeira, e no aumento do perímetro urbano”.

Presidente da RTA indignado com chumbo do Corte Velho by Six Senses

19-06-2006 (14h52)

O presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), Hélder Martins, afirmou ao PressTUR estar “indignado” com o chumbo, pelo secretário de Estado do Ambiente, do empreendimento turístico de Corte Velho, o primeiro resort integrado de 6 estrelas do Algarve, que aguardava aprovação há mais de dez anos numa área classificada de aptidão turística, em Castro Marim.

Ultimas Noticias