Presidente da RTA indignado com chumbo do Corte Velho by Six Senses

19-06-2006 (14h52)

Hélder Martins aos PressTUR (5)

O presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), Hélder Martins, afirmou ao PressTUR estar “indignado” com o chumbo, pelo secretário de Estado do Ambiente, do empreendimento turístico de Corte Velho, o primeiro resort integrado de 6 estrelas do Algarve, que aguardava aprovação há mais de dez anos numa área classificada de aptidão turística, em Castro Marim.

Hélder Martins apontou este caso como exemplo dos entraves que têm que enfrentar os promotores de projectos turísticos em zonas como o concelho de Castro Marim, “um dos mais pobres e desertificados do Algarve”.

“Apesar de esses projectos estarem localizados em zonas consideradas de aptidão turística, os seus promotores têm conhecido sucessivos entraves”, acusou o presidente da RTA, que foi secundado pela vice-presidente da Câmara Municipal do Castro Marim, Filomena Sintra, que também participou de uma visita que a RTA promoveu a algumas regiões algarvias no âmbito da Festa de Verão do Turismo do Algarve.

“Fizeram-se os PDM´s, localizaram-se áreas de aptidão turística, criaram-se expectativas entre as populações, a Câmara preparou planos de pormenor para receber esses empreendimentos, mas ao fim desses anos todos, continuamos à espera de luz verde do Governo para avançar”, afirmou a autarca, realçando que esse é o caminho para atenuar as assimetrias entre litoral e interior e o crescente despovoamento de zonas interiores.

Filomena Sintra defendeu que é através da “criação de núcleos turísticos com capacidade de atrair turistas durante todo o ano que só pode aumentar a oferta de trabalho e, assim, fixar população no concelho, combatendo o crescente despovoamento que se tem verificado especialmente nas freguesias de Azinhal e Odeleite”.

Na mesma ocasião, Fausto Nascimento, arquitecto paisagista responsável pelo projecto do Corte Velho, em declarações à imprensa, referiu que o projecto foi chumbado por “alegadamente colocava em risco os habitats naturais da zona, designadamente o povoamento de azinheiras existente no local”.

Outra razão apontada foi uma alegada a falta de sustentabilidade hídrica para o campo de golfe, em relação à qual Fausto Nascimento realçou que “a multinacional já tem um contrato com a empresa Águas do Algarve, que permite o fornecimento de meio milhão de metros cúbicos de águas residuais tratadas para o campo de golfe e para os jardins previstos no projecto”.

O empreendimento da Herdade do Corte Velho, da multinacional Six Senses Courts & SPA foi projectado para uma área de 128,7 hectares, na margem portuguesa do Rio Guadiana, e prevê a criação de 2.100 camas, distribuídas por um Hotel Turístico (250 camas), Resort Hotel Turístico (236 camas), Aparthotel Turístico (131 camas), Aldeamento Turístico (454 camas), moradias unifamiliares (num total de 1.029 camas residenciais), um campo de golfe de 18 buracos, clube de golfe e SPA.

O projecto do Corte Velho by Six Senses prevê um investimento na ordem de 200 milhões de euros, dos quais 60 milhões na primeira fase, e a criação de 500 a 600 postos de trabalho.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal será “um hub” da expansão do Minor Hotel Group na Europa

02-02-2016 (18h52)

"Acho que Portugal vai tornar-se um hub europeu na continuação da nossa expansão na Europa", afirmou ao PressTUR o CEO do Minor Hotel Group, Dillip Rajakarier, sublinhando que os seus planos passam por tornar a Tivoli numa marca global e por trazer para Portugal outras marcas do grupo.

É preciso que haja coragem para rever as leis de ordenamento do território

19-06-2006 (15h29)

“Enquanto não houver coragem de mexer na Rede Natura, na Reserva Ecológica e na Reserva Agrícola” muitos projectos turísticos de qualidade, nomeadamente no interior algarvio, vão permanecer parados, e a pressão vai continuar a exercer-se sobre o litoral, advertiu o presidente da Região de Turismo do Algarve, Hélder Martins, que em declarações ao PressTUR afirmou estar indignado com o chumbo do empreendimento turístico de Corte Velho, no concelho de Castro Marim, pelo secretário de Estado do Ambiente.

RTA defende nova legislação para enquadrar camas paralelas

19-06-2006 (15h28)

A Região de Turismo do Algarve defende que a nova lei dos empreendimentos turísticos deveria prever a figura do alojamento particular que permita enquadrar essa oferta, porque a actual legislação, de 1997, não permite a sua legalização e enquadramento.

Projectos Algarvios candidatos ao QCA

19-06-2006 (15h21)

O Centro Oceanográfico de Sagres, a requalificação das ilhas da Ria Formosa e o Pavilhão Multiusos do Algarve são os “três projectos públicos emblemáticos na área do turismo”, eventualmente candidatáveis a financiamento do próximo Quadro Comunitário de Apoio, anunciou ao PressTUR o presidente da RTA, Hélder Martins.

Revisão do PROTAL deve acautelar projectos que aguardam aprovação

19-06-2006 (15h18)

A revisão do PROTAL - Plano Regional de Ordenamento do Território do Algarve deve acautelar os projectos que aguardam aprovação, defende o presidente da RTA, que, além disso, preconiza a adopção de “restrições no litoral, de acordo com o que já está aprovado no Plano de Ordenamento da Orla Costeira, e no aumento do perímetro urbano”.

Ultimas Noticias